Web Summit: a celebração do poder transformador da tecnologia nos negócios, cultura e conhecimento - WHOW
Vendas

Web Summit: a celebração do poder transformador da tecnologia nos negócios, cultura e conhecimento

Edição 2019 do maior evento de tecnologia do mundo reúne mais de 70 mil pessoas em Lisboa escancarando o futuro baseado nos algoritmos

POR Jacques Meir, de Lisboa | 04/11/2019 11h00 Web Summit: a celebração do poder transformador da tecnologia nos negócios, cultura e conhecimento Foto Web Summit (divulgação)
Foi em 2009 que três jovens irlandeses, Paddy Cosgrave, David Kelly e Daire Hickey, decidiram criar o Web Summit. Hoje, dez anos depois, este é o maior evento de tecnologia da Europa e, provavelmente, um dos maiores e mais importantes do mundo. A ideia original foi conectar pessoas e empresas que “redefinem”a indústria global do setor.
E o evento tornou-se uma realidade de tal modo que, anualmente em Lisboa, mais de 70 mil pessoas juntam-se para discutir a influência e o alcance das novas tecnologias, conhecer grandes inovações, fazer apostas em startups do mundo todo e realizar negócios.
Vivemos momentos de grandes incertezas nos âmbitos social, político e econômico. A força do Web Summit, sua diversidade e pluralismo temático inspiram e atraem os fundadores e CEOs de empresas de tecnologia, startups de rápido crescimento, formuladores de políticas e chefes de Estado para fazer uma pergunta simples: quais os caminhos a serem seguidos?

Web Summit Foto Web Summit (divulgação)

Grupo Padrão no Web Summit

Este ano, o evento reúne representantes de 160 países, 1.200 palestrantes distribuídos em mais de 20 verticais de conteúdo, cada uma abordando um tema específico: finanças, mobilidade, marketing, conteúdo, tecnologia, programação, cidades inteligentes, saúde, entre outras. O festival trará ainda 11.000 CEOs, 2.000 jornalistas e pitches com mais de 1.000 startups de dezenas de países.
Os destaques da programação combinam nomes políticos como Edward Snowden, presidente da Fundação pela Liberdade de Imprensa; Bard Smith, presidente da MicrosoftKate Brandt, chief sustainability officer do GoogleKatherine Maher, CEO da Wikipedia; o ex-premiê britânico Tony Blair; Stephen Schwartzman, cofundador e CEO da Blackstone; os icônicos ex-jogadores de futebol (e craques) Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Eric Cantona; David Eun, chief innovation officer da Samsung; Rohit Prasad, vice-presidente e cientista-chefe da Alexa/Amazon; Michael Kratsios, chief technology officer da Casa Branca/EUA; Werner Hoyer, presidente do Banco de Investimentos Europeu; e Brittany Kaiser cofundadora do Own Your Data Foundation, entre outros.
A programação enfatiza as discussões sobre o desenvolvimento acelerado da inteligência artificial, robotização, mudanças no comportamento do consumidor, e o impacto da inovação na saúde, mercado financeiro, mídia, democracias e mercados.
Este ano, mais uma vez, o Grupo Padrão, desta vez, pelas plataformas Whow! e Consumidor Moderno fará a cobertura especial do Web Summit, com dezenas de artigos, conceitos e insights, bem como fotos, frases, vídeos e demais conteúdos para as redes sociais.
Não deixe de acompanhar por meio das hashtags #cmnowebsummit e #whownowebsummit.

Web Summit Foto (Freepik)

Estudo exclusivo

E siga os desdobramentos desta cobertura, pois teremos um estudo exclusivo com as grandes teses de negócio das startups do Web Summit. Vamos compilar as melhores inovações no agrotech, IA, fintech, healthteach e legaltech.

Acompanhe a cobertura completa do evento também nas nossas redes sociais. Já segue a gente?

Fique por dentro de todos os insights do Web Summit com a hashtag #whownowebsummit

websummit


APRENDA COMO A CULTURA DE PAÌSES E EMPRESAS INFLUENCIA NA INOVAÇÃO