WHOW

Você sabe o que são gêmeos digitais?

gemeos digitais Imagem Shutterstock capa

Imagem: Shutterstock

Diversas pesquisas de mercado sobre tecnologias futuristas, como a Future Disrupted: 2021 Technology Trends, da NTT, ou a Technology Vision 2021, da Accenture, indicam o conceito de gêmeos digitais como uma das tendências mais importantes da área de TI tanto para o presente quanto para os próximos anos.

Mas, afinal, você sabe o que são os gêmeos digitais, e qual é a sua importância?

De peças a foguetes

Considerado o grande próximo marco da Indústria 4.0, os gêmeos digitais são simulações virtuais de produtos e serviços, criadas a partir da integração de sensores em um item físico. Os sensores conectados coletam as movimentações e respostas do item e as projetam em um ambiente virtual, criando uma cópia exata.

A partir disso, a cópia começa a operar dentro desse mundo simulado, alimentado por inúmeros dados e algoritmos que são capazes de mostrar os resultados de maior probabilidade da execução do item conectado.

As simulações são capazes de prever desempenhos, criar diferentes hipóteses, detectar falhas, projetar melhorias e gerar insights profundos sobre funcionalidades, tudo isso com muito mais velocidade e menos custos do que teriam as averiguações materiais.

Podem ser utilizados desde a projeção de pequenas peças, como parafusos, até a criação de usinas, foguetes ou cidades inteiras.

Conexão com sistemas IoT

De acordo com a consultoria Gartner, especializada em tecnologia, uma das principais vantagens da utilização dos gêmeos digitais é a possibilidade de conexão com dispositivos de Internet das Coisas (IoT, em inglês).

Como as cópias funcionam através de sensores conectados com um objeto ou serviço físico, esse link pode ser utilizado para manutenção remota imediata, já que o monitoramento robótico é em tempo real e é capaz de detectar falhas sozinho. Assim, problemas podem ser resolvidos com precisão e imediatismo.

A IBM é um exemplo de empresa que utiliza os gêmeos digitais somados à IoT para a manufatura de veículos. O blog da empresa explica que os engenheiros da companhia norte-americana utilizam dados de sensores conectados aos freios ou motores de carros, por exemplo, para mapear seu histórico.

“Com os dados da IoT podemos medir indicadores específicos de saúde e desempenho de dispositivos, como temperatura e umidade, por exemplo. Ao incorporar esses dados ao modelo virtual, os engenheiros têm uma visão completa do desempenho do carro por meio de feedback em tempo real do próprio veículo”, diz a publicação.

Áreas de atuação de gêmeos digitais

Nos últimos anos, esta tecnologia foi ampliada para diversos setores, como manufatura, construção civil, automobilística, saúde, energia, aeroespacial, petróleo e gás, varejo, design e muitas outras.

Segundo o relatório Digital Twin Market – Growth, Trends, COVID-19 Impact and Forecasts, do Mordor Intelligence, o mercado de gêmeos digitais deverá testemunhar uma taxa de crescimento anual de 35% entre os anos de 2021 e 2026.

Estados Unidos e Canadá são os principais usuários dessa inovação, sendo responsáveis por 36% da fatia do mercado. O estudo indica ainda que, nos EUA, aproximadamente 35% dos fabricantes já coletam e usam dados gerados a partir de sensores inteligentes para aprimorar os processos de fabricação.


+NOVAS TECNOLOGIAS

Novas tecnologias aplicadas à melhoria de processos
Brasil e Israel firmam parcerias em inovação na indústria e agronegócio
Startup foca em nova tecnologia para ganho de produtividade na indústria
Unicamp se une ao braço de educação superior do banco Santander para soluções em novas tecnologias

Sair da versão mobile