Veja o raio-x das startups brasileiras em 2021 - WHOW
Eficiência

Veja o raio-x das startups brasileiras em 2021

Educação, saúde e finanças são os setores com maior concentração de startups atuando no mercado brasileiro

POR Marcelo Almeida | 17/12/2021 14h14 Veja o raio-x das startups brasileiras em 2021

Pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups) em parceria com a Deloitte faz um verdadeiro raio-x das startups do país.

A grande maioria ainda está nas regiões Sudeste e Sul, com a região Sudeste concentrando 51% das startups do país, enquanto a Sul abriga 26,5%. AS demais regiões  respondem por números bem menores: Nordeste tem 13%, Centro-Oeste 5,4% e Norte 3,6%.

Startups por estado

  1. São Paulo – 32,5%
  2. Santa Catarina – 12,6%
  3. Minas Gerais – 9,5%
  4. Rio Grande do Sul – 7,2%
  5. Rio de Janeiro – 7%
  6. Paraná – 6,6%
  7. Bahia – 3,4%
  8. Ceará – 2,2%
  9. Espírito Santo – 2,1%
  10. Distrito Federal – 1,9%

Fundadores das startups

  • 78,9% são homens e 10% mulheres (mais de um fundador, com maioria masculina – 5,6%; mais de um fundador, com igual proporção entre os gêneros – 4,4%; mais de um fundador, com maioria feminina – 1,1%)
  • 55,1% são pardos, 33,7% são brancos, 4,5% são pretos, 3,4% são índios e 1,1% são amarelos. 2,2% preferiram não responder
  • 92% são heterossexuais, 2,9% são homossexuais, 1,8% são bissexuais e 3,2% preferiram não responder
  • A maioria possui especialização: pós-graduação ou MBA (38,2%). Em seguida aparecem os que têm ensino superior (32,8%), mestrado (15,9%), doutorado ou PhD (7,3%), Ensino Médio (5,6%) e Ensino Fundamental (0,2%)
  • Faixa etária do fundador:
    • De 20 a 25 anos – 8,9%
    • De 26 a 30 anos – 16,7%
    • De 31 a 35 anos – 27,8%
    • De 36 a 40 anos – 16,6%
    • De 41 a 15 anos – 13,3%
    • 46 anos ou mais – 16,7%

     

Principais segmentos em que atuam:

  1. Educação – 11,5%
  2. Saúde e Bem-Estar – 9,4%
  3. Finanças – 8,5%
  4. Agronegócio – 5%
  5. E-commercer/Marketplace – 4,8%
  6. Desenvolvimento de Software – 4,5%
  7. Recursos Humanos – 3,7%
  8. Comunicação e Marketing – 3,1%
  9. Construção Civil – 3%
  10. Gestão – 2,6%

Modelos de negócios:

  • SAAS – 40,8%
  • Venda direta – 16,2%
  • Marketplace – 12,6%
  • Taxa sobre transações – 8,6%
  • Clube de assinatura recorrente – 7,9%
  • Hardware – 3,7%
  • Consumer – 3,5%
  • Venda de dados – 2,8%
  • Licenciamento – 2,5%
  • API – Application Programming Interface – 1,4%

Público-alvo das startups:

  • Empresas (B2B) – 49,5%
  • Empresas e consumidor final (B2B2C) – 36,1%
  • Consumidor final (B2C) – 10,9%
  • Governo (B2G) – 1,8%
  • Peer-to-peer (P2P) – 0,9%
  • Startups (B2S) – 0,8%

Tempo em funcionamento:

  • Menos de um ano – 13,7%
  • 1 ano – 21,6%
  • 2 anos – 19,7%
  • 3 anos – 14%
  • 4 anos – 8,7%
  • 5 anos – 6,2%
  • +5 anos – 16,1%

Faixa de faturamento:

  • Sem faturamento – 27,1%
  • Abaixo de R$ 10 mil – 11,4%
  • R$ 10 mil a R$ 30 mil – 7%
  • R$ 30 mil a R$ 50 mil – 5,1%
  • R$ 50 mil a R$ 250 mil – 15,8%
  • R$ 250 mil a R$ 500 mil – 9,2%
  • R$ 500 mil a R$ 1 milhão – 7,6%
  • R$ 1 milhão a R$ 2,5 milhões – 8,1%
  • R$ 2,5 milhões a R$ 5 milhões – 4,2%
  • Acima de R$ 5 milhões – 4,5%

Tamanho da equipe:

  • 1-5 colaboradores – 51,3%
  • 6-10 colaboradores – 22,1%
  • 11-20 colaboradores – 13,1%
  • 21-40 colaboradores – 7,9%
  • 41-100 colaboradores – 4%
  • 101-200 colaboradores – 1%
  • 201-500 colaboradores – 0,5%
  • Acima de 500 colaboradores – 0,1%