Startup cria plataforma de e-commerce para pequenas e médias empresas - WHOW

Vendas

Startup cria plataforma de e-commerce para pequenas e médias empresas

Unbox: entenda a trajetória e os objetivos da startup que criou uma plataforma de vendas que auxilia a comercialização de produtos online para pequenas e médias empresas em apenas 5 minutos

POR Redação Whow! | 17/06/2021 17h08

Unbox: conheça a história da startup que criou uma plataforma que permite, em apenas cinco minutos, que pequenas e médias empresas criem o seu próprio e-commerce. Em um mês, a empresa fechou negócio com mais 20 lojas e, no ano passado, recebeu um investimento milionário. Veja como tudo isso aconteceu e o que ela espera para o futuro. 

Conheça melhor a trajetória da Startup Unbox 

Para os pequenos e médios empreendedores, vender na internet é um verdadeiro desafio, principalmente quando se escolhe ter o próprio e-commerce.  Dessa forma, o processo de desenvolvimento de um sistema que garanta, dentre outras coisas, a segurança de pagamento para compra e venda, sai caro e leva tempo.

E foi pensando em democratizar a digitalização para PMEs que o jovem Bruno Pereira, natural de Ribeirão Preto, no Estado de São Paulo, decidiu iniciar sua empresa, com mais dois amigos.

Em resumo, Bruno cresceu dentro da loja de materiais de construção da família. Ao se formar em Administração de Empresas, foi trabalhar no banco americano Merrill Lynch. Lá, conheceu, de perto, os gargalos do e-commerce nos países emergentes. Logo, percebeu que a empresa dos seus pais sofria com os mesmos problemas.  Ele, que sempre quis levar o negócio dos pais para a internet, além de fazer isso criou uma plataforma de e-commerce para pequenas e médias empresas.

Bruno convidou mais dois amigos para essa jornada. Uma chama-se Gabriela Lea, especialista em logística de e-commerce e Lucas Leite, que já tinha experiência com o mundo das startups. Assim, no final de 2019, todos decidiram apostar na ideia e pediram demissão dos seus empregos,  para trabalhar  no desenvolvimento do e-commerce.

Plataforma de e-commerce para pequenos e médios lojistas

Logo, tudo aconteceu muito rápido: em fevereiro, a plataforma já estava no ar, com uma loja que tinha o e-commerce, porém quis investir na ideia de Bruno. Ao final do mês, 20 lojas já eram clientes da Unbox.

Porém, em outubro de 2020, a Unbox desenvolveu o sistema que é possível criar um e-commerce em apenas 5 minutos. Para isso, basta responder algumas perguntas obrigatórias e inserir os dados da loja. Pronto: hora de vender! Além disso, o empreendedor também pode personalizar a página e realizar a integração com as redes sociais. A Unbox também fez algumas parcerias interessantes com outras empresas, como os Correios, Loggi e Total Express. Assim, ela também oferece aos clientes soluções de meios de pagamento e de logística.

“A plataforma nasce pronta para começar a vender e isso facilita muito para o empreendedor adotar o e-commerce. É tão simples como vender em um marketplace, mas é a sua própria marca”, conta Bruno. 

Recebimento de aporte milionário e planos para o futuro

Ao final de 2020, a Unbox já havia fechado com mais de 600 lojas. A empresa cresce exponencialmente, em média 50% por mês. Já neste ano, apenas no primeiro semestre, a startup apresentou um crescimento de 112%. Esse crescimento todo chamou a atenção de investidores. Assim, com menos de um ano de funcionamento, no segundo semestre do ano passado, a Unbox recebeu um aporte de R$3,5 milhões, da Maya Capital,  com participação da We Impact e da GVAngels.

De acordo com Bruno, o investimento recebido deve-se ao fato da plataforma ter sido pensada para mercados emergentes. Ele acredita  que o modelo criado pela Unbox também pode ser replicado para outros países.  Em síntese, para este ano, dentre os planos da empresa, está faturar 15 vezes a mais e chegar a 7,5 mil clientes no país.

Entenda o que a empresa oferece

Os principais clientes da Unbox hoje faturam entre 10 e 50 mil reais mensais. Dessa maneira, para essas empresas, desenvolver um sistema de e-commerce eficiente no ar sairá bastante caro: algo em torno de 15 a 20 mil reais.  Além disso, mensalmente, os empreendedores ainda precisam desembolsar um valor para manutenção. Na Unbox, os valores são bem menores que isso. 

Como funciona na prática?

Em síntese, a Unbox cobra das PMEs, por mês, uma taxa fixa, que pode variar entre R$ 49,00 e R$ 79,0, mais o percentual de 3,5% em cima de cada venda realizada. No modelo criado por Bruno, estão inclusos os custos com os meios de pagamento e logística.  Entretanto, o valor para envio acaba sendo 50% mais barato do que é praticado pelas operadoras de logística, caso o empreendedor opte por um dos parceiros da Unbox.

“Nosso desafio é conseguir criar uma solução que ajude a reduzir o atrito para o lojista chegar até seu cliente final. A integração com as redes sociais são um bom começo, mas há outras opções que estamos de olho, usando inteligência artificial e dados. Queremos apontar para os nossos clientes o que eles precisam fazer para vender mais“, diz Bruno. 

Benefícios para os empreendedores 

Além do baixo custo cobrado aos empreendedores que desejam ter um e-commerce e facilidade ao acesso a um sistema como esse, a Unbox também oferece outros benefícios, como:

  • realizar a integração com o Instagram, Facebook, WhatsApp e Google, para vender e divulgar os produtos;
  • vender com a marca própria, sem precisar dividir espaço com outras, como ocorre no marketplace;
  • gestão do controle do estoque, através de um painel administrativo;
  • reduzir os custos de venda em um e-commerce em até 50%, devido às parcerias que a Unbox oferece;
  • dicas e orientações que auxiliam o empreendedor a vender mais em um negócio on-line;
  • suporte para tirar dúvidas.

Para divulgar a plataforma, a startup fez parcerias com influenciadores, que divulgam a Unbox nas redes sociais e podem receber até 15% de comissão conforme a quantidade de lojas indicadas. 

Portanto, ter um e-commerce pode alavancar as suas vendas, além de dar à maior reconhecimento e visibilidade. Afinal, qualquer pessoa, de qualquer lugar, pode adquirir o seu produto. Assim, vale a pena analisar essa estratégia, pois ela pode fazer sentido para o seu negócio.

Gostou de conhecer o case da startup Unbox? Assinando a newsletter gratuitamente da Whow, você recebe diariamente conteúdos interessantes como este!