15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível básico III - WHOW
Eficiência

15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível básico III

Confira este guia com termos de startups para compreender melhor a internacionalização da linguagem de investidores, empreendedores, incubadoras e etc

POR Carolina Cozer | 11/08/2020 18h02 15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber; nível básico III Foto de Startup Stock Photos via Pexels

Aprender sobre negócios e empreendedorismo envolve, também, estudar linguagens e vocabulários, como os termos de startups. Com o ecossistema primordial de startups centrado no Vale do Silício, nos Estados Unidos, muitos jargões estadunidenses são utilizados por empreendedores em todo o mundo, em uma tentativa de unificar as comunicações.

Nesta matéria apresentamos mais 15 termos de startups básicos que irão incrementar o vocabulário do empreendedor iniciante. Se quiser conferir as publicações anteriores desta série, os links estão ao final do texto.

Beta-launch

O beta-launch (ou beta-lançamento) é uma parte do ciclo de vida do desenvolvimento de um software. Ocorre quando o produto já passou por uma série de testes internos e está pronto para um lançamento leve, para que usuários possam experimentar o produto e fornecer pareceres. Auxilia na correção de bugs e demais mudanças pertinentes antes de um lançamento oficial.

Dragão

Termos de startups do tipo “dragão” são aquelas que arrecadaram mais de um bilhão de dólares em uma única rodada de financiamento. São ainda mais raros e ferozes que os unicórnios. O Uber é um exemplo de startup dragão.

E-learning

Os termos de startups e-learning tem sido popularizado com a pandemia do novo coronavírus. Trata-se de ensino eletrônico, ou seja, toda forma de estudar pela internet, através de ambiente virtual de aprendizagem, como os cursos EaD.

termos de startups Foto por Markus Winkler via Unsplash

Evangelista

No ambiente de novas tecnologias, evangelistas são os adotantes de uma nova ideia antes dos demais; são aqueles que convencem outras pessoas e mercado a comprar aquela inovação e até mesmo torná-la padrão. Assim como no contexto religioso, são indivíduos influentes e capazes de espalhar “a palavra” de seu ideal. Todas as grandes empresas de tecnologia do mundo, como Apple e Microsoft, possuem evangelistas em seus times de inovação.

Feedback

Em um contexto organizacional, feedback é o ato de fornecer retorno construtivo sobre o trabalho de um indivíduo, equipe ou projeto. É parte essencial dos cargos de liderança, para que efetuem a gestão da produtividade e possam corrigir eventuais problemas, além de maximizar potenciais. O feedback também deve ser oferecido de funcionários, times e projetos para líderes, não existindo hierarquia que o limite.

Gamificação

Gamificação é o ato de trazer elementos e mecânicas de jogos digitais e analógicos para empresas, com a finalidade de aumentar a produtividade, envolvimento e prazer no desempenho de tarefas. Normalmente faz uso dos sistemas de recompensas que são muito comuns no design de jogos.

Iteração

Iteração são ciclos contínuos que “envernizam” um produto ou serviço. São muito usados em metodologias ágeis, como o scrum, para que um produto ou serviço (geralmente um software) seja aperfeiçoado. A iteração implica na ideia de que um produto nunca chegará à sua forma final, precisando sempre crescer organicamente e evoluir de acordo com as necessidades dos usuários.

Nômade digital

O conceito de nomadismo digital, ou anywhere work (“trabalho em qualquer lugar”), define profissionais que vivem de modo itinerário, viajando pelo mundo e se beneficiando da possibilidade do home office. A prática ganhou popularidade com os millennials e com o crescimento da adoção do home office pelas empresas.

SLA

Também conhecido como Acordo de Nível de Serviço (ANS) no Brasil, o SLA vem da sigla Service Level Agreement. O SLA, ou ANS, é o acordo assinado por um prestador de serviço (geralmente da área de TI) e um cliente, deixando às claras os serviços que serão prestados, prazos de entrega, condições, objetivos, dentre outros.

Stand-up meeting

Stand-up meeting significa, literalmente, reunião em pé. São reuniões curtas e diárias, de no máximo 15 minutos, feitas com a intenção de não se prolongarem. Por esta razão são feitas de pé: para que não haja acomodação e brechas para enrolação. São parte das metodologias ágeis, e servem para repassar atividades e colocar o time na “mesma página”.

Startups “Camelos”

Conceito definido pelo investidor Alex Lazarow, do Vale do Silício, que defende que startups não devem ser unicórnios, e sim camelos, por esses animais serem resilientes e adaptáveis a climas adversos ao mesmo tempo em que são ágeis e sobrevivem por longos períodos com baixos recursos.

Task Force

Task Force significa literalmente força-tarefa. Ocorre quando um pequeno grupo de pessoas se reúne para desenvolverem juntas algum projeto temporário, que englobe as diferentes habilidades dos membros daquela equipe. Geralmente a força-tarefa se dissipa após a finalização de seu objetivo.

Usability

Usability, ou Usabilidade, é o indicativo de que um produto pode ser utilizado com eficácia e satisfação, ou seja, que o produto atingiu seu objetivo inicial. Designers geralmente medem e remodelam a usabilidade de um produto ao longo de seu processo de desenvolvimento.

UX (User Experience)

User Experience, ou Experiência do Usuário (ou apenas UX) é um termo guarda-chuva que designa diversas técnicas, métricas e sistemas que servem para criar medir, estudar, prever ou aprimorar produtos ou serviços para que atendam às expectativas dos usuários. É um conhecimento cada vez mais comum e exigido nas áreas de design, marketing, TI, gestão de projetos e outros.

Startups “Zebra”

Os termos de startups “zebras” são parte de um movimento surgido nos Estados Unidos, chamado Zebras Unite. As zebras nasceram para questionar o sistema agressivo de capital de risco que domina os termos de startups unicórnio. Os termos de startups zebra, portanto, busca crescimento através de outros recursos que não o venture capital ― ao menos não a qualquer custo. São pautadas em sustentabilidade, diversidade e diversas outras causas sociais.

empreendedores


+EMPREENDEDOR

15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber: nível básico
15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber: nível básico II
15 termos de startups que todo empreendedor precisa saber: nível intermediário
15 termos que todo empreendedor precisa saber: nível avançado