Veja tendências para Comunicação e Marketing até 2030 - WHOW
Tecnologia

Veja tendências para Comunicação e Marketing até 2030

Relatório da iProspect aponta números e comportamentos aos quais profissionais da comunicação e marketing devem ficar atentos na próxima década

POR Luiza Bravo | 20/04/2020 12h58 Veja tendências para Comunicação e Marketing até 2030 Imagem: Pexels

Sempre ouvimos falar na importância do planejamento a longo prazo, especialmente para empresas que desejam permanecer em crescimento constante. Nos últimos anos, no entanto, a indústria publicitária tem focado como nunca no curto prazo. É o que aponta o relatório Future Focus , com tendências na áreas de Comunicação e Marketing, lançado pela iProspect, uma agência especializada em performance.

O documento aponta nos rumos aos quais os profissionais destas áreas devem ficar atentos, se quiserem continuar impactando consumidores. Além de abordar o atual estado da transformação digital ao redor do mundo, o relatório indica como fatores como mudanças na forma de consumo e de mobilidade vão impactar o trabalho dos especialistas em marketing e comunicação e o desenho de novos modelos de negócios.

Ascensão do marketing inclusivo

A iProspect destaca um estudo feito pelo Instituto Ipsos em 28 países, que aponta que sete em cada dez pessoas acham que a publicidade não reflete o mundo ao seu redor, e que 63% não se sentem representadas por essas peças. A falta de representatividade, por si só, já seria um problema sério, mas fica ainda mais grave quando consideramos que 38% dos entrevistados confessaram sentir vergonha do próprio corpo por conta do que veem nos anúncios.

Apesar de não serem devidamente representadas, as minorias consomem – e muito. De acordo com a agência, o poder de compra da comunidade global LGBTQ+ é estimado em US$ 3,6 trilhões, e as mulheres chinesas controlam 80% do consumo das famílias naquele país. Dados como esses revelam que o marketing inclusivo é muito mais do que um termo politicamente correto: ele é necessário, e oferece às marcas uma oportunidade de construir relações de confiança com seus consumidores em uma época em que o ceticismo ronda a publicidade e a tecnologia.

A inclusão, no entanto, ainda não é uma realidade. Segundo a iProspect, 46,93% dos profissionais acreditam que o marketing inclusivo é um imperativo moral importante, além de representar uma boa oportunidade de negócios. 75% consideram que essa indústria é, pelo menos, tão inclusiva quanto as outras.

No entanto, quando se leva em conta os grupos populacionais que são representados positivamente nas campanhas lançadas nos últimos seis meses, surgem questões curiosas. Enquanto 69% das peças foram estreladas por mulheres, menos de 20% mostravam pessoas acima do peso ou com algum tipo de deficiência física.

A enorme variedade de públicos que é mal representada pode ser uma grande oportunidade de crescimento para os negócios. Por isso, é fundamental que os profissionais de marketing questionem seus protocolos no desenvolvimento de produtos e na criação de anúncios, para que seu trabalho reflita, de fato, a sociedade em que está inserido.

tendências Foto ilustrativa (Pexels)

Sustentabilidade

Dentro das tendências está o constante crescimento da preocupação dos consumidores com a sustentabilidade. Uma pesquisa da Nielsen revelou que 81% deles acreditam que as empresas têm responsabilidade em colaborar com o meio ambiente, e que 49% estão dispostos a pagar preços mais altos que a média por produtos e serviços sustentáveis.

Isso significa que, além de conquistar a atenção e a confiança dos consumidores, as marcas também precisam se esforçar para provar o quão sustentáveis são seus produtos e serviços, se quiserem permanecer relevantes.

De acordo com a pesquisa da iProspect, os profissionais de marketing estão plenamente conscientes da importância desse quesito nos negócios: apenas 3% acreditam que as práticas sustentáveis das empresas terão pouca ou nenhuma importância daqui a cinco anos.

É importante entender, no entanto, que a sustentabilidade deve ser encarada por cada empresa dentro do contexto em que ela está inserida. As marcas precisam demonstrar proximidade com as preocupações das comunidades onde atuam, e o marketing digital pode ser um excelente aliado nessa missão.

A sustentabilidade pode não apenas andar junto com o lucro, como pode também impulsioná-lo. Assim, de acordo com a iProspect, a integração de práticas e programas sustentáveis é um imperativo econômico para a sobrevivência das marcas.

Números do futuro

2020: Mais de um bilhão de pessoas devem realizar algum tipo de pagamento digital por aproximação;

2021: a estimativa é que 44% das vendas on-line realizadas na Europa Ocidental sejam iniciadas com o celular;

2022: US$1,97 trilhão deve ser gasto com transformação digital ao redor do mundo;

2023: O número de assistentes de voz digitais deve se igualar ao de habitantes do planeta;

2024: As minorias não-brancas devem representar 42% da população dos Estados Unidos;

2025: O comércio eletrônico no Sudeste Asiático deve exceder US$ 150 bilhões em Valor Bruto de Produção;

2026: O mercado global de transporte sob demanda deve chegar a US$ 305 bilhões;

2027: A classe média da China deve se tornar a maior do mundo;

2028: Alimentado pelo 5G, o mercado de peças publicitárias para dispositivos móveis deve chegar a US$ 178 bilhões em todo o mundo, um aumento de 141% em relação a 2018;

2029: Mais de 15 milhões de empregos na indústria em todo o mundo podem ter sido deslocados globalmente; e

2030: 43 megacidades – aquelas com mais de 10 milhões de habitantes – devem existir. Deli, na Índia, deve ser a mais populosa de todas.

fonte: iProspect

+TENDÊNCIAS

Tendências tecnológicas e o seu impacto no mercado de turismo
Tendência no mundo, home office é um dos benefícios mais procurados, segundo pesquisa
O fim da improdutividade: como as startups combatem a ineficiência no mundo corporativo
5 macrotendências globais até 2024