Tendência no mundo, home office é um dos benefícios mais procurados, segundo pesquisa - WHOW
Tecnologia

Tendência no mundo, home office é um dos benefícios mais procurados, segundo pesquisa

Pesquisa ouviu mais de mil profissionais e aponta que mais de um terço das empresas permitem o trabalho no estilo home office

POR Adriana Fonseca | 30/09/2019 17h43 Tendência no mundo, home office é um dos benefícios mais procurados, segundo pesquisa Foto (Pixabay)

O home office, ainda que não esteja disseminado na cultura da maioria das empresas, é reconhecido como uma tendência mundial e vem, aos poucos, ganhando espaço.

Uma pesquisa global da consultoria de recrutamento Hays comprova o avanço do trabalho remoto no mundo. Em 2017, 35% das organizações permitiam que seus funcionários trabalhassem à distância. Em 2018, esse número subiu para 51%.

Em outro levantamento, com 1.121 profissionais que trabalham em pequenas e médias empresas no Brasil feito pela Convenia, startup com soluções para automatização do departamento pessoal, e a Ahgora, que oferece soluções em nuvem para gestão de pessoas e controle de acesso, 36,5% dos respondentes afirmaram que as empresas onde trabalham têm política de trabalho remoto. Entre os participantes da pesquisa, 58,8% gostariam de atuar no formato home office e, de acordo com 47,5% deles, a empresa em que trabalham pretende implementar a política de trabalho remoto.

Entre as empresas que já oferecem o home office, em 42,9% delas somente alguns departamentos têm acesso ao benefício e em 17,1%, somente cargos de gestão. Em 26,6% é para todos. Ainda assim, 67,8% das companhias que permitem o trabalho à distância exigem que os colaboradores frequentem o escritório todas as semanas.

Para os entrevistados – a maioria executivos da área de recursos humanos –, as principais dificuldades enfrentadas no processo de implementação do home office são o controle das horas trabalhadas, a manutenção da produtividade e da cultura corporativa.

home office Foto Bruce Mars (Pexels)

Ainda que a produtividade seja uma preocupação das organizações, somente 3,5% dos participantes da pesquisa que já implementaram o trabalho remoto identificaram rendimento abaixo da média entre colaboradores no trabalho remoto, enquanto que 52,1% disseram que o rendimento está alto.

A pesquisa feita no Brasil procurou saber das empresas que já implementaram o home office, como foi o processo.

Horário para reunião do time

Estabelecimento de metas semanais

Estabelecimento de metas mensais

Horários fixos

Revezamento de presença

Entrega de relatórios de atividades

Entre as empresas que permitem home office, 83,7% fornecem computadores aos colaboradores que trabalham à distância, 39,5% custeiam as despesas com internet e 13,6% subsidiam a aquisição de cadeiras ergonomicamente adequadas.

E como os funcionários de trabalham de casa interagem com o escritório?

Skype (56,2%)

Sistema próprio (33%)

Hangout (31,5%)

Slack (17,6%)

Appear.in (9,3%)

WhatsApp (7,4%)

home office Foto Andrew Neel (Unsplash)

Oferecer a possibilidade de fazer home office é uma tendência e uma forma de atrair talentos. Voltando à pesquisa da Hays, 57% dos homens entrevistados consideram o benefício importante ao optar por uma vaga e entre as mulheres esse número sobe para 72%.

De acordo com outro levantamento da consultoria global, a possibilidade de trabalhar de casa é o quinto benefício mais valorizado pelos profissionais atualmente.

Plano de saúde (91%)

Vale alimentação/refeição (73%)

Flexibilidade de horário (72%)

Plano odontológico (57%)

Home office (53%)

Seguro de vida (51%)

Auxílio de cursos de idiomas (48%)

Auxílio para curso superior (47%)


+ NOTÍCIAS

“Startups ganham relevância para investidores com queda histórica da Selic”, diz sócia da XP
Políticos discutem inovação e empreendedorismo nas cidades inteligentes do Brasil
9 startups que querem transformar o mercado do dentista
O potencial disruptivo da cana-de-açúcar