Superapps de mobilidade vão integrar Uber, Yellow e transporte público - WHOW
Tecnologia

Superapps de mobilidade vão integrar Uber, Yellow e transporte público

Diretor da Mercedes-Benz afirma que apps que integrem todos os outros são o futuro da mobilidade; conheça também a posição da Bosch

POR Raphael Coraccini | 04/10/2019 11h16 Superapps de mobilidade vão integrar Uber, Yellow e transporte público

O ecossistema de mobilidade precisa criar integrações entre plataformas de compartilhamento de bicicletas, patinetes e veículos individuais sustentáveis com aplicativos de carona e compartilhamento de veículos motorizados junto com o transporte público coletivo. Quem faz esse alerta é Sergio Magalhães, diretor geral de Ônibus América Latina da Mercedes-Benz.

Segundo o executivo, a tendência para o futuro é o surgimento de aplicativos que integrem em uma única plataforma todos os aplicativos de mobilidade que já são conhecidos.

“O ecossistema de mobilidade precisa se conversar de forma geral, interligar todos os modais”

Sergio Magalhães, diretor geral de Ônibus América Latina da Mercedes-Benz

“Temos que ter Yellow conversando com Uber, integrado a aplicativos de compartilhamento de skates e de transporte público. Vai ter aplicativo para fazer tudo isso, para que o percurso seja transformado em uma jornada, uma experiência”, disse o executivo durante evento do Congresso de Inovação Brasil-Alemanha e SP Conecta.

Planejamento urbano de mobilidade

Para Magalhães, pensar o deslocamento das pessoas pelos centros urbanos no século 21 é planejar a mobilidade urbana junto com a cidade.

O caos que o trânsito se tornou em qualquer metrópole do mundo é fruto da organização tardia do deslocamento das pessoas. A cidade veio primeiro, depois foi pensada a mobilidade. O resultado é a saturação da infraestrutura urbana, que anda de lado há décadas, enquanto o aumento de veículos nas ruas é vertiginoso.

mobilidade Unsplash

Sustentabilidade 

A integração do transporte público às novas tecnologias deve passar necessariamente pela redução drástica de emissão de gás carbônico, que tem nos ônibus um dos principais emissores no meio urbano.

Veículos elétricos estão ganhando espaço, mas também os movidos a biodiesel sustentável estão na pauta. O Brasil é o país que possui a maior inclusão do biodiesel dentro do diesel tradicional, 11% contra sete por cento da média mundial. “O diesel 100% sustentável a gente pode fazer aqui, como referência para o mercado mundial”, afirma Erwin Franieck, gerente de Desenvolvimento da Bosch.

A empresa de origem alemã é referência no desenvolvimento do motor bicombustível e criadora da bomba a diesel. Para implementação do diesel sem emissão de gás carbônico, Franieck diz que os veículos não precisam de nenhuma adaptação.

“Tanto um carro de 1920 quanto um deste ano podem receber o biodiesel 100%”

Erwin Franieck, gerente de Desenvolvimento da Bosch

onibus mobilidade edit Pexels

Enquanto a criação de um superapps de mobilidade é uma questão de articulação entre players concorrentes e tecnologia, a implementação de veículos sustentáveis está relacionada à redução de custos da tecnologia, mas também à revolução cultural que precisa ser deflagrada em favor de um modo de vida mais amistoso ao meio ambiente e às próximas gerações.


FUTURO DA MOBILIDADE E INOVAÇÃO DO SETOR NO BRASIL


+ MOBILIDADE

São Paulo testa novos meios de pagamento no transporte público
Aplicativo com leilão de preço chega a SP para competir com Uber e 99
TV e rádio, que nada! Waze é campeão de audiência no horário de pico