Sua empresa está pronta para inovar, sua liderança não
Pessoas

Opinião: Sua empresa está pronta para inovar, sua liderança não

É necessário um ambiente propício para a inovação por meio de uma cultura aberta ao risco, que coloca as pessoas no centro e compreende que o aprendizado também vem dos erros

POR Redação Whow! | 13/05/2021 17h58 Opinião: Sua empresa está pronta para inovar, sua liderança não

*Por Vinck de Bragança, Consultora de Inovação e Transformação Cultural

Se a inovação é feita por pessoas e interações, não por tecnologias e ferramentas, porque a sua empresa está tão preocupada com a transformação digital, mas esquece da transformação cultural?

Segundo um estudo da Michael Page (2018), 91% dos profissionais são contratados por competências técnicas e demitidos por questões comportamentais. Além de ser necessária uma adequação nos processos de contratação, os gestores também devem ser preparados para conduzir seus times para a excelência e geração de inovação.

As principais falhas das lideranças compreendidas pelo estudo são:

Os gestores não deixam claro o que se espera de cada pessoa do time. Estáticas apontam que 57% dos colaboradores reportam não receber direções claras de seus gestores. Essa falta de alinhamento de expectativas corrobora com outras falhas levantadas.

Os feedbacks, ferramentas essenciais para o desenvolvimento do colaborador, são frágeis. Os gestores trazem em suas falas julgamentos pessoais, não abrem as portas para os questionamentos e não apresentam exemplos de situações em que o comportamento destoou da expectativa da empresa.

Os gestores delegam equivocadamente, pois não conhecem as competências do time. Também tendem a não desenvolver o colaborador, dando as respostas e soluções prontas, pois entendem que é mais rápido.

Por fim, os líderes investem tempo demais com os funcionários-problema, e pouco com os talentos, perdendo a oportunidade de potencializar o grupo.

Não basta mudar o modelo de trabalho, é preciso mudar o modelo mental

A inserção de métodos ágeis tende a acompanhar o processo da transformação digital. Quando vistos a partir dos princípios do manifesto ágil, eles podem colaborar para a mudança do modelo mental, mas não são suficientes.

Então como eu preparo minha empresa para inovar efetivamente? Trago 4 comportamentos que precisam ser estimulados em todos os colaboradores, principalmente nas lideranças.

Escuta ativa: saber ouvir, estabelecer canais de diálogo e ter momentos abertos para a pratica com grande frequência.

Empatia: se colocar no lugar do outro, pelo olhar do outro e aferindo sua compreensão deste lugar junto ao outro.

Vulnerabilidade: estar aberto para se expor, se expressando de maneira franca e com coragem para correr riscos.

Segurança psicológica: tornar o ambiente de trabalho um local seguro, onde as pessoas se sintam à vontade para opinar, serem elas mesmas e contribuírem sem o receio do certo e errado.

É necessário um ambiente propício para a inovação por meio de uma cultura aberta ao risco, que coloca as pessoas no centro e compreende que o aprendizado também vem dos erros. As lideranças devem ser multiplicadoras dos comportamentos necessários para a construção da fundação da transformação digital da sua empresa.

Desenvolva a transformação cultural e veja seus resultados se tornarem potentes.

*Vinck de Bragança é mestranda em Comportamento do Consumidor pela ESPM e em Gestão da Inovação pela Sorbonne Université, Pós-Graduada em Neurociência e Comportamento pela PUC e Administradora de empresas com ênfase em TI pela FIAP. Atua há mais de 10 anos com marketing, comunicação, liderança, empreendedorismo e inovação. Após conectar suas vivências e aprendizados empreendendo nos mercados de eventos, turismo e beleza, atualmente desenvolve programas de inovação e transformação cultural com empresas como BASF, BDF Nivea, Google, BTG, Gol, Natura.