A união de startups com a NVIDIA em busca da cura para o novo coronavírus - WHOW
Vídeos

A união de startups com a NVIDIA em busca da cura para o novo coronavírus

Saiba como supercomputadores e startups estão mapeando o genoma humano em uma tentativa de encontrar a cura para o novo coronavírus

POR Carolina Cozer | 08/06/2020 09h00

Enquanto o mundo segue sem um resultado definitivo no combate ao novo coronavírus, diversas empresas de tecnologia se empenham em ações colaborativas para ajudar a ciência a ir de encontro à cura da doença.

A NVIDIA, maior multinacional de placas de vídeo do mundo, e que oferece plataforma computacional para diversas indústrias, é uma das empresas que estão compartilhando conhecimento e produtos à pesquisadores da área de saúde.

Márcio Aguiar, Diretor de Desenvolvimento da área Enterprise da NVIDIA, contou em vídeo ao Whow! sobre as parcerias desenvolvidas com diversas startups de healthcare e com pesquisadores da USP, Unicamp e UFRJ. Segundo o Diretor, essa parceria com o ramo de saúde já existe há mais de uma década, e se intensificou com a emergência global. 

“Dentro da NVIDIA temos, no nosso grupo de saúde, mais de 30 médicos que foram contratados ao longo de 5 ou 6 anos, que acabaram entrando no mundo da tecnologia. Todos estão empenhados [na busca pela cura da COVID-19], pois é um momento de união para solucionar esse problema”

Márcio Aguiar, Diretor de Desenvolvimento da área Enterprise da NVIDIA

Tecnologia traz mapeamento do genoma humano para desenvolver a cura

Recentemente a NVIDIA adquiriu um software chamado Parabricks, capaz de analisar tanto o genoma do DNA humano quanto o sequenciamento genético do coronavírus. Márcio Aguiar explica que vários pesquisadores de todo o mundo estão tendo acesso a esse software, gratuitamente. Contudo, como o Parabricks requer muito poder computacional, a NVIDIA está fornecendo grande parte desse poder para que os cientistas sejam capazes de rodar essa imensa quantidade de dados, antecipando a possibilidade de que uma vacina seja produzida.

Quer entender mais sobre como os supercomputadores podem ajudar no desenvolvimento de uma vacina para o coronavírus? Assista ao vídeo acima e descubra.


+VÍDEOS

Desafios da inovação aberta no setor da saúde
Tendência: veja o impacto do viver melhor nos negócios
O que pensam os robôs? Conheça Pepper e Nao
Diversidade e inovação: como desenvolver estas características nas empresas