Startup Firebolt capta 37 milhões e pretende enfrentar Google e Amazon - WHOW

Eficiência

Startup Firebolt capta 37 milhões e pretende enfrentar Google e Amazon

A startup afirma ter o desempenho analítico mais veloz do mundo e teria recebido aporte milionário sem precisar de pitch deck

POR Carolina Cozer | 11/12/2020 18h45 Imagem Anand Kumar: Pixabay Imagem Anand Kumar: Pixabay

A startup israelense Firebolt arrecadou, na última quarta-feira (9), um total de US$ 37 milhões em uma rodada de Série A, e afirma estar competindo diretamente contra Amazon, Google e Snowflake no mercado de armazenamento de dados.

A Firebolt considera a si mesma a data warehouse baseada em nuvem mais rápida do mundo. Datas warehouses, ou armazéns de dados, em português, são sistemas de armazenamento e gerenciamento de dados para análise em grandes volumes. O desempenho analítico da Firebolt, segundo a própria startup, é até 182 vezes mais rápido do as outras data warehouses. Essa velocidade gera análises em subsegundos, independentemente do tamanho e dos padrões de uso dos dados do cliente.

Firebolt: financiamento sem pitch deck

Investidores teriam ficado impressionados com as estatísticas assombrosas da startup, o que fez com que ela fosse financiada sem sequer apresentar um pitch deck, segundo o Business Insider. 

“Não gastamos um único segundo preparando uma apresentação”, disse Eldad Farkash, CEO da Firebolt ao Business Insider. “Nosso foco foi explicar como a tecnologia funciona e como obtemos validação no mercado. Isso fez toda a diferença para levantarmos esse dinheiro rapidamente, porque tínhamos o certificado e as pessoas falando em nosso nome.”

Farkash, conforme o Venture Beat observa, é um veterano do mercado de data analytics e business intelligence, tendo sido co-fundador e CTO da Sisense, uma das corporações líderes de B.I. do mercado.

Vencer das big techs é possível?

Embora a Firebolt esteja atuando desde 2018, o seu lançamento oficial ocorreu apenas após a rodada de investimentos, que teve participação dos VCs Zeev Ventures, TLV Partners, Bessemer Venture Partners e Angular Ventures.

A empresa esteve trabalhando de forma sigilosa nos últimos dois anos, e agora se consideram prontos para rivalizar com os gigantes do mercado: Google, Amazon e Snowflake.

“Quando as pessoas nos conhecem, elas perguntam: ‘você está realmente competindo com esses gigantes? Por que acha que pode competir com eles?’”, disse o CEO da Firebolt. “Mas se você experimentar o Firebolt, fica realmente na cara o quanto ele é melhor em comparação aos outros grandes players. Isso nos encoraja a provar para todos que, sim, é possível”.

Com o aporte de US$ 37 milhões, a Firebolt pretende investir em sua entrada no mercado à medida que trabalha em produtos, pesquisa e desenvolvimento.


+NOTÍCIAS

Conheça o clube dos 500 unicórnios globais
Algoritmos podem piorar a desigualdade social, aponta Harvard
As big techs Apple, Amazon e Microsoft expandem os negócios para serviços financeiros
Big techs e o problema do monopólio de poder