Startup e impressora 3D podem proporcionar vida em Marte - WHOW
Tecnologia

Startup e impressora 3D podem proporcionar vida em Marte

Uma startup nova-iorquina uniu forças à NASA e, juntas, trabalham na projeção de casas futuristas que poderão abrigar tripulantes para Marte em 2030

POR Carolina Cozer | 27/11/2019 12h33 Startup e impressora 3D podem proporcionar vida em Marte Foto Nicolas Lobos (Unsplash)

Existe uma chance de que as startups e as impressoras 3D sejam as futuras responsáveis por levar a humanidade a viver em Marte no futuro.

Foi o que identificou a Forbes, quando apontou a startup nova-iorquina AI Space Factory, e seu projeto MARSHA, como uma das cinco startups que poderão tornar a vida humana em Marte uma realidade.

Marte Foto AI Space Factory (divulgação)

A startup que sonha com as estrelas

A AI Space Factory é, segundo descrição oficial, “uma empresa de tecnologia de construção multi-planetária, que cria soluções escaláveis ​​e sustentáveis ​​para a Terra e o espaço.” 

Foi fundada em 2017, em Nova Iorque, e com apenas dois anos de vida, já venceu o Desafio de Habitats Impressos em 3D da NASA. Além de um prêmio de US$ 500 mil, a startup ganhou o privilégio de poder continuar desenvolvendo seu projeto em parceria com a agência espacial norte-americana, e juntos planejam enviar os primeiros humanos ao planeta vermelho na década de 2030.

O projeto vencedor consiste em um edifício com formato semelhante ao de uma colméia, mas bastante luxuoso e espaçoso, com vários andares, proteção à radiação e à danos atmosféricos, salas de estar, luz natural difusa e janelas panorâmicas de 360°, para que os tripulantes possam contemplar com detalhes o horizonte marciano.

A grande sacada da produção de MARSHA é que ele foi desenvolvido sem quase nenhuma assistência humana, tendo sido impressa por uma enorme impressora 3D — de seis metros de altura –, que usou materiais biodegradáveis e recicláveis encontrados na superfície de Marte, como o basalto biopolímero, como base para a construção.

Mesmo sendo biodegradável, o material suportou os testes de pressão e impacto da NASA, e foi considerado mais resistente do que o concreto e o aço.

Da Terra à Marte, e de Marte à Terra

O sucesso de MARSHA trouxe à AI Space Factory a ideia de produzir uma residência nos mesmos moldes — sustentável, duradoura e altamente tecnológica –, mas para a Terra.

Apelidado de TERA, o novo projeto da empresa leva os mesmos materiais biodegradáveis de MARSHA, e foi erguido às margens do Rio Hudson, na cidade de Nova Iorque, como uma pousada ecológica que poderá ser alugada para estadias nos bosques do parque, onde se encontra. 

“Um laboratório vivo, onde feedback e dados operacionais serão usados ​​para melhorar os projetos de nossos futuros habitats da Terra e do espaço. Cada novo TERA vai se basear nos aprendizados do último, até atingirmos habitats altamente autônomos com desempenho estrutural e humano”

AI Space Factory, empresa desenvolvedora do projeto TERA

Os primeiros hóspedes da pousada TERA chegarão a partir de março de 2020. E após um ano de utilização, o prédio será reciclado e remontado em outra região, para mostrar o potencial futurista, sustentável e reciclável do projeto.


+ IMPRESSÃO 3D

Impressoras 3D podem salvar ecossistemas marítimos
O futuro das roupas: techwear e vestuário adaptável
Entenda como foi possível a criação do primeiro coração impresso com células humanas
Futuristas comentam as tendências disruptivas para os próximos anos