Startup de BH torna gestão da remuneração mais fácil
Vendas

Startup de BH torna mais fácil a gestão da remuneração

A Pris, fundada em 2008, começou a atuar na gestão da remuneração de curto e longo prazos em 2011. Em 2018, faturou R$ 2,8 milhões

POR Adriana Fonseca | 20/09/2019 21h40 Startup de BH torna mais fácil a gestão da remuneração Foto Shutterstock

Com o propósito de simplificar processos de negócio na gestão da remuneração e criar ambientes de trabalho promotores de felicidade, Daniel Elói, 37, e Leonardo Santiago, 45, decidiram criar uma startup. Fundaram, então, a Pris em 2008.

“Durante nossos estudos, experiências profissionais e interações com o mercado, percebemos que temáticas como remuneração variável e propriedade intelectual apresentavam boas oportunidades de negócio”, diz Elói. “Eram, e ainda são, conhecimentos de fronteira, especializados e complexos, e em constante crescimento e evolução.”

“A Pris foi criada com esse foco: reunir profissionais em um ambiente positivo e gerador de bem estar, para, através de consultorias e sistemas, prestar serviços de qualidade que impactem positivamente a vida e o trabalho de gestores e colaboradores de diversas empresas”

Atuando na área de remuneração variável desde 2011, a Pris busca com seu software para gestão de remuneração variável de curto e longo prazos tornar o processo da gestão mais simples, seguro e transparente. Chamado de Options Report, o software tem ferramentas para incentivos de curto e longo prazos.

gestão Foto Rawpixel (Pexels)

Para o curto prazo 

  • Gestão da contratação das metas, acompanhamento das atualizações e apuração de metas;
  • Cálculo do ICP (Incentivo de Curto Prazo) a ser pago em função das regras, salário e metas apuradas;
  • Geração de informações para a folha de pagamento;
  • Recálculo proporcional de targets e salários base para cálculo do ICP;
  • Geraçãoonline de contratos e armazenamento de documentos; e
  • Visão customizada por usuários (RH, Gestor e Beneficiário).

Para o longo prazo 

  • Geração online de contratos e armazenamento de documentos; Acompanhamento de prazos, saldos e exercícios em tempo real;
  • Geração de tabelas para preenchimento de Demonstrativos Financeiros e Formulários de Referência;
  • Geração de informações para acionistas;
  • Cálculo das despesas e impactos no P&L / Passivo; e
  • Precificação dos ativos outorgados; Comunicação online com o beneficiário.

Além disso, a empresa também oferece consultorias e treinamentos sobre o tema.

gestão Foto TayebMEZAHDIA (Pixabay)

Treinamento na gestão da remuneração

“As empresas têm outorgado cada vez mais planos de incentivos de longo e curto prazos com os objetivos de reter pessoas-chave para a organização e motivar a equipe em relação ao atingimento de metas individuais e corporativas. No entanto, o desenho e a outorga dos planos de incentivos são apenas o começo de um desafio gerencial que muitas vezes acaba sendo realizado de forma manual”, contextualiza Elói. 

Nesse cenário, os principais desafios enfrentados pelas companhias na gestão desses planos envolvem segurança e confiabilidade das informações, tempo gasto em tarefas manuais para outorgar, acompanhar e pagar os planos e questões de compliance, além de má comunicação com os beneficiários.

Tarefas administrativas, por exemplo, desde a outorga até o final dos planos, consomem até 75% do tempo das equipes de remuneração, segundo a Pris. E mais de 60% dos funcionários se dizem insatisfeitos por não compreender ou discordar dos valores recebidos. 

Hoje, entre os clientes da Pris que utilizam o Options Report estão Cielo, B3, Azul, Kroton, Suzano e OLX, entre outras.

Segundo a empresa, o software hoje gere os planos de remuneração de longo prazo de mais de três mil executivos brasileiros e estrangeiros.

“Quanto maior é o porte da empresa, é natural que maior também seja o tamanho dos planos de remuneração variável e, consequentemente, maior a dificuldade de sua gestão”

“Por isso, o perfil hoje de clientes do software é o de empresas de grande porte. O software, porém, é adequado para gestão de planos e empresas de qualquer porte”, conta Elói.

Com 35 funcionários e sede em Belo Horizonte, Minas Gerais, a Pris faturou R$ 2,8 milhões em 2018 e espera crescer 40% em 2019. Este ano, a empresa apareceu pela segunda vez na lista das 100 Open Startups e também foi certificada pelo GPTW (Great Place to Work) como umas das melhores empresas para se trabalhar. 

“Somos uma equipe dedicada aos melhores resultados, seja para nossos clientes, seja para nossos colaboradores. Praticamos uma cultura voltada à felicidade de nossos profissionais, e oferecemos produtos e serviços que buscam simplificar os mais complexos processos de negócios. Nos dá muita satisfação quando percebemos, portanto, que o mercado nos avalia bem, respondendo positivamente ao que construímos”, comenta Elói. 


+ STARTUPS

As startups mais desejadas para se trabalhar no Brasil
Há vagas: 10 startups que estão em busca de talentos
As asas dos unicórnios brasileiros
7 startups que receberam aportes em agosto
Grandes empresas apostam em programas de aceleração para startups