Saiba quais são os pilares do empreendedorismo criativo
Eficiência

Os pilares do empreendedorismo criativo

Enquanto o empreendedorismo tradicional está voltado ao lucro, o criativo se relaciona ao objetivo de vida dos empreendedores

POR Redação Whow! | 28/06/2021 17h01 Os pilares do empreendedorismo criativo

O “empreendedorismo criativo” é um conceito que está cada vez mais tomando conta do mercado. Trata-se de uma fórmula que está baseada na busca da realização pessoal e na felicidade dos empreendedores, através do seus trabalhos.

Dessa forma, está diretamente atrelada com uma ideia ou sonho de vida, mas voltado ao campo pessoal. Tudo isso, claro, feito de forma criativa. Quer saber um pouco mais sobre como empreender de forma criativa? Então confira o texto até o final e boa leitura!

O que é empreendedorismo criativo?

Para saber o que é empreendedorismo criativo, primeiramente você precisa compreender como ele se difere do empreendedorismo tradicional. Enquanto a versão mais clássica está voltada à lucratividade, o criativo foca em vontades mais profundas, relacionadas ao objetivo de vida dos empreendedores

Em suma, os empreendedores criativos são aqueles que buscam investir em algo que esteja alinhado a alguma paixão própria. Ou seja, buscando a realização pessoal antes mesmo do retorno financeiro.

Para atuar através do empreendedorismo criativo, o profissional precisa ir além das habilidades tradicionais de um empreendedor. Ele deve ter, em primeiro lugar, uma motivação forte o bastante para que possa guiar seus objetivos.

Por isso, antes de iniciar nesse tipo de modelo de negócio, você deve refletir sobre: o que mais gosta de fazer? Quais suas maiores ambições pessoais? Que marca você deseja deixar para o mundo? Como você gostaria de ser lembrado?

A partir destas reflexões, você poderá encontrar qual é a sua paixão verdadeira e assim, transformá-la em um negócio. Assim, poderá decidir qual o serviço ou produto que irá desenvolver e começar a botar a mão na massa.

O que você deve fazer para ser um empreendedor criativo?

O empreendedorismo criativo é algo que está diretamente relacionado com a vontade da pessoa. Dessa forma, vale a pena pesquisar ideias de negócios que tenham a ver com o seu desejo.

Nesse sentido, algumas questões que você precisará seguir são:

  • estudar e pesquisar a respeito da sua motivação;
  • ter foco e rotina no trabalho, pois é muito fácil perder o foco quando estamos lidando com algo que gostamos;
  • ter um plano de negócios, para pautar quais são as metas da sua empresa.

Alguns exemplos de grandes empreendimentos criativos são a Apple, a Disney e a Ford. Todas essas empresas foram construídas através de muito esforço, mas sempre atrelado com a paixão pessoal dos empreendedores.

No caso dos exemplos citados, podemos dizer que eles foram revolucionários em suas criações e em seu sistema de produção. A Apple surgiu após uma ideia de integrar tela, teclado e computador em um único lugar.

A Disney iniciou da mente de seu criador que em sua produtora animava conto de fadas. Porém, a criatividade não parou por aí: Mickey, Alice, dentre tantos outros surgiram nos estúdios de Walt. 

Além disso, a criação do parque ocorreu quando percebeu que seus estúdios ofereciam pouco entretenimento aos seus fãs. Logo, era necessário um grande parque de diversões como a Disneylândia e posteriormente a Walt Disney World.

Já Henry Ford revolucionou o empreendedorismo com a construção do conceito de produção em massa. Os carros da Ford, foram os primeiros veículos a serem produzidos em larga escala. No início do século XX, os automóveis eram considerados artigos de luxo A produção em larga escala da Ford fez com que sua marca e o produto se popularizassem em todo o mundo.  

Quais são os benefícios de investir nisso?

Em primeiro lugar, trabalhar com o que amamos é algo muito gratificante e realizador. Afinal, quem não gostaria de ganhar dinheiro através das motivações que mais acredita, não é mesmo?

Por isso, ao investir num negócio que esteja atrelado à sua paixão pessoal, existem muito mais chances dele dar certo. Isso porque você encontrará força de vontade para continuar seguindo aquele propósito, mesmo nos desafios que poderão surgir.

Desafios do empreendedorismo criativo

Como você já pode imaginar, nem tudo será fácil ao ter um negócio próprio que se relaciona à sua paixão. Por isso, separamos os 5 principais desafios do empreendedorismo criativo, confira:

1. Visão de mundo

Muitas vezes, para que uma empresa possa crescer, alguns princípios são deixados de lado. E é aí que está um dos principais desafios desse tipo de negócio, pois, para o empreendedor criativo, o propósito é um dos bens mais valiosos do negócio.

Afinal, a empresa só existe para que a motivação seja colocada em prática no mundo e não ao contrário. Por isso, em cada decisão, é preciso refletir se ela está alinhada à visão de mundo do empreendedor.

2. Não saber cobrar

Por ser algo que o empreendedor terá maior proximidade, o trabalho criativo também tem o desafio de precificar. Dessa forma, existe muita dificuldade, entre esses profissionais, no momento de compreender como cobrar pelo seu produto ou serviço.

Por isso, vale a pena estudar o mercado, e identificar como os concorrentes estão cobrando por soluções similares às que você está oferecendo.

3. Precarização do trabalho

Quando o seu negócio está alinhado com algo mais abstrato e até artístico, muitas vezes acaba tendo um modelo de trabalho mais precário. Como, em geral, esse trabalho antes era um hobbie, o empreendedor deve realizar a mudança de paradigma, e investir em uma produção mais profissional. É preciso ficar atento, pois a precarização do trabalho é um dos principais motivos para um negócio não dar certo.

4. Vendas

Enquanto o empreendedorismo tradicional está intimamente relacionado com as vendas, para os empreendedores criativos ela pode se tornar um desafio. Como esse tipo de negócio está atrelado com a paixão do empreendedor, ele pode não estar acostumado a tratá-lo como um produto ou serviço.  Dessa forma, uma possibilidade é investir em cursos ou mentorias que abordem este tema.

  1. Manter o foco

Conforme já mencionado acima, para esse tipo de modelo de negócio, manter o foco é um dos principais desafios. Afinal, ao estar trabalhando com algo que gostamos, muitas vezes se confunde o interesse pessoal com o melhor para o negócio.  Por isso, estabeleça metas e planos para a sua empresa. Logo, você garante que ela apresente crescimento constante.

Como fazer parte do empreendedorismo criativo?

Se você está interessado em se tornar um empresário criativo, primeiramente precisa sonhar com a oportunidade. Ou seja, defina qual será o tipo de negócio que você irá ter. No mesmo sentido, você também precisa focar no cliente. Até porque, apesar do seu negócio se relacionar com a sua paixão, ele também precisa vender, não é mesmo?

Dessa forma, procure compreender como esse seu “desejo” irá oferecer alguma solução para o cliente. Reflita como a sua proposta para o mundo irá se relacionar com a proposta de mundo dos seus clientes e se há, de fato, uma dor a ser resolvida neste universo.

Assim, como o próprio nome diz, o empreendedorismo criativo precisa de criatividade. Busque ter ideias de produtos ou serviços diferentes daqueles que já existem no mercado. Portanto, o empreendedorismo criativo pode ser algo trabalhado por todos que desejam ter o seu próprio negócio. Até porque, ele permite que, ao empreender, o dono da empresa ainda tenha prazer no que está fazendo.

Se você quer conferir mais conteúdos como este, assine agora mesmo gratuitamente a nossa newsletter!