WHOW

Mais de 3,2 bilhões de roubos de identidade na web são identificados por aplicativo

homeeee

[vc_row][vc_column][vc_column_text]As fraudes com uso de credenciais de redes sociais atingem um número importante de pessoas, 44,3% dos usuários. É que aponta a pesquisa realizada pela PSafe, desenvolvedora dos aplicativos dfndr. Credenciais de e-mail são fraudadas para 37,1% dos internautas. O uso do CPF de maneira irregular é apontado por 26,8%. Cartão de crédito, 19,3%.

Mais da metade dos usuários de e-commerces e marketplaces (51,3%) já tiveram seu número de celular usado de forma fraudulenta. Essa é a maneira mais recorrente de roubos de identidade entre todas as plataformas on e offline.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_text_separator title=”PORTA DE ENTRADA” border_width=”3″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]Apesar de as redes sociais serem as mais procurados pelos fraudadores, a principal porta de entrada para os roubos de identidade na internet estão nos acessos aos e-mails das vítimas, afirma o comunicado da pesquisa.

Uma das opções de aplicativos que acompanham eventuais roubos de identidade é o dfndr security, que registra mais de 3,2 bilhões de credenciais comprometidas. “Com esses dados, os usuários cadastram e criam contas em sites e redes sociais, sincronizam senhas, armazenam dados e arquivos pessoais ou registram o número de cartão de crédito em compras online”, afirma a dfndr.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_text_separator title=”PRINCIPAIS MANEIRAS DE FRAUDAR IDENTIDADES” border_width=”3″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Segundo Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, laboratório especializado em segurança digital, existem três maneiras mais comuns de um hacker consegue acesso a informações privadas dos usuários.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_cta h2=”” txt_align=”center” style=”outline” color=”black”]

– Exploração de pontos vulneráveis de segurança em empresas para roubos de conteúdo sigiloso

– Exploração de fragilidades em servidores terceirizados por essas empresas

– Ex-funcionários de empresas que, após serem demitidos, divulgam informações confidenciais de usuários e clientes

[/vc_cta][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_single_image image=”993″ img_size=”large”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator][vc_progress_bar values=”%5B%7B%22label%22%3A%22Credenciais%20de%20e-mail%22%2C%22value%22%3A%2237%22%7D%2C%7B%22label%22%3A%22CPF%22%2C%22value%22%3A%2226%22%7D%2C%7B%22label%22%3A%22%20Cart%C3%A3o%20de%20cr%C3%A9dito%22%2C%22value%22%3A%2219%22%7D%5D” bgcolor=”black” title=”Fraudes com uso de credenciais de redes sociais atingem 44,3% dos usuários” units=”%”][/vc_column][/vc_row]


+NOTÍCIAS

Tendências tecnológicas e o seu impacto no mercado de turismo
Tendência no mundo, home office é um dos benefícios mais procurados, segundo pesquisa
O fim da improdutividade: como as startups combatem a ineficiência no mundo corporativo
5 macrotendências globais até 2024

Sair da versão mobile