Robôs cada vez mais presentes nas empresas brasileiras - WHOW
Tecnologia

Robôs cada vez mais presentes nas empresas brasileiras

Segundo pesquisa conduzida pela Oracle e Future Workplace, 93% das pessoas responderam que confiariam em ordens recebidas dos robôs 

POR Eric Visintainer | 28/10/2019 15h00 Robôs cada vez mais presentes nas empresas brasileiras Foto Lukas (Unsplash)

Ao pensar em robôs fisicamente presentes no nosso dia a dia, é difícil não imaginar exemplos como o C-3PO e R2D2, das trilogias de Star Wars, e também da Rose, do desenho Os Jetsons. Aos poucos esta é uma realidade mais presente no Brasil. 

Recentemente a companhia aérea Gol colocou a robô Gal no aeroporto internacional de Guarulhos para o atendimento dos passageiros e o Hotel Vila Rossa, na cidade de São Roque, no interior de Estado de São Paulo, já utiliza o robô Tinbot como concierge.  

Robôs físicos no espaço de trabalho

Engana-se quem pensa que a presença dos robôs no ambiente de trabalho seja uma novidade, como destaca Paula Lorenzi, gerente de UX do banco Bradesco, ao Whow!.

“A própria ATM já era uma robotização da agência, onde a pessoa pode ir e se auto servir no atendimento por voz e agora com a BIA (Bradesco Inteligência Artificial) dentro do smartphone. Isso é uma tendência que vai acontecer e teremos novas tecnologias que serão aderidas.”

Mas será que a sociedade aceita com facilidade a interação com robôs presentes fisicamente no ambiente de trabalho? 

Segundo uma pesquisa conduzida pela Oracle e Future Workplace, com 1.320 trabalhadores norte-americanos, 93% das pessoas responderam que confiariam em ordens recebidas dos robôs. Porém, atualmente, só 24% dos entrevistados usam alguma forma de inteligência artificial no trabalho.

“Hoje você já enxerga supermercados com esta esteira de produção e em lojas de roupas. Acredito que isso seja uma tendência de mercado e as pessoas vão lidar com estes robôs de forma muito natural” 

Paula Lorenzi, gerente de UX do banco Bradesco

robôs Foto Brett Jordan (Unsplash)

O roboticista e professor de MBA global Gil Giardelli descreve que existem duas percepções distintas das pessoas no ambiente de trabalho com a chegada dos robôs. 

“Normalmente, as pessoas se dividem em dois grupos: um que acha tudo maravilhoso e quer fazer tudo diferenciado e outro resistente porque tem medo da substituição”

Gil Giardelli, roboticista e professor de MBA global 

“Mas aí é a falta da conversa, ‘olha isso aqui não veio para tirar o seu emprego, mas sim para lhe dar outras oportunidades’. Como foi durante a transformação digital, existem estes dois grupos bem diferentes”, comenta o roboticista ao Whow!

Ele ainda afirma que, com os robôs vamos explorar uma nova realidade. “A automação, a inovação e os robôs vão nos levar para uma era de prosperidade, porém há turbulência ao novo normal. E nos próximos 20 anos nós teremos muitos ajustes.” 

robôs Foto IT Forum X (divulgação)

Um futuro ainda distante?

Na visão de Carlos Rudnei Dutz, superintendente-executivo do Banco Original, o robô físico vai demorar muito tempo para se instalar no nosso cotidiano. “Ele servirá para tarefas rotineiras, como a Alexa que atende ao telefone. Para isso já estamos utilizando tecnologias robotizadas. Agora fisicamente acho que está um pouco longe.”

Porém, Alexandro Romeira, sócio-fundador da I2AI (Associação Internacional de Inteligência Artificial, em português), tem dúvidas quanto ao tipo de robô que estará nas residências. 

“Para serviços operacionais é excelente, ele disponibiliza tempo para nós e assim somos mais estratégicos. Só tenho dúvida com o formato. Não sei se este formato de robô”, comentou o especialista em inteligência artificial, ao apontar para a robô Pepper presente em um painel no IT Forum X, que aconteceu em São Paulo. 

Alexandro faz uma ressalva: “pessoas precisam lidar com pessoas. Esteja aberto às novas tecnologias que estão aqui, para beneficiar os novos relacionamentos interpessoais.”

E a gerente de UX do Bradesco também alerta: “não podemos impor a tecnologia a todo custo.”


CONHEÇA O QUE PENSAM OS ROBÔS NESTE VÍDEO DO WHOW!


+ ROBÔS

Você conhece a Moxi, a robô enfermeira?
As iniciativas de Bradesco, Vivo e Magazine Luiza em inteligência artificial
Fast food brasileiro robotizado promete ser o mais rápido do mundo
Toyota fecha parceria com startup para dar novas funções a robôs domésticos
Será o fim dos robôs que querem vender coisas de qualquer jeito?