Conheça as principais aceleradoras de startups da América do Sul e do Norte - WHOW
Eficiência

Conheça as principais aceleradoras de startups da América do Sul e do Norte

Estados Unidos, Canadá, Chile, Brasil e Argentina se destacam em ranking de aceleradoras elaborado pelo Crunchbase rank. Confira abaixo os destaques

POR Carolina Cozer | 29/05/2020 12h54 Conheça as principais aceleradoras de startups da América do Sul e do Norte Imagem ilustrativa (Pixabay)

Algumas das empresas de tecnologia mais conhecidas do mundo, incluindo vários unicórnios, passaram por aceleradoras em algum momento de sua existência.

Dentre os benefícios das aceleradoras estão, além do investimento financeiro, a possibilidade de receber mentorias com empreendedores e investidores experientes no mercado, networking com parceiros de credibilidade, auxílio na elaboração de pitches, visão de longo prazo, acesso a infraestruturas, dentre outros.

Mas qual a diferença entre as culturas e recursos locais? O Crunchbase Rank listou 100 aceleradoras pelo mundo a se conhecer. E, ao observarmos as aceleradoras de destaque no hemisfério Norte e Sul da América, podemos estabelecer comparativos e diferenciais entre elas. Enquanto alguns cenários investem mais em saúde e ciências, outros se destacam pelos investimentos em agricultura e alimentos. Confira abaixo um resumo dos principais pontos levantados pelo ranking.


América do norte, o berço do Vale do Silício

A América do Norte é sede de uma das maiores aceleradoras de startups do mundo, a YC (Y Combinator). Localizada no Vale do Silício, na Califórnia (EUA), é famosa pela baixíssima taxa de aprovação e por ter acelerado empresas de peso, como Airbnb, Dropbox, Reddit e Twitch. Mais de duas mil startups estão no portfólio da YC, que já foi considerada a mais importante aceleradora do mundo pela Forbes. A brasileira Quero Educação, de São José dos Campos (SP), é uma das contempladas pela aceleradora.

Outro nome norte-americano famoso é o Techstars, com sede no Estado do Colorado (EUA). Com mais de 1.600 empresas em seu portfólio, e capital superior a US$ 18 bilhões, a Techstars também promove eventos em todo o mundo, como o Startup Weekend. No Brasil, a Easy Taxi nasceu em meio a um dos eventos promovidos pela Techstars Brasil.

Nos arredores de Nova Iorque (EUA) fica a Startup Health, a aceleradora que construiu o maior portfólio de saúde digital do mundo. São mais de 325 empresas em seis continentes, 26 países e mais de 70 cidades. No momento, a Startup Health está empenhada no combate ao coronavírus, através do COVID-19 Navigator, um hub que expõe todas as startups do grupo que fornecem soluções de impacto para a crise, além de fornecerem reportagens e podcasts com conteúdos relevantes à inovação e saúde. Também estão com um chamado de financiamento aberto para novas healthtechs que queiram aceleração e estejam empenhadas em soluções para a COVID-19.

Mais ao norte, em Toronto (Canadá), o Creative Destruction Lab é um programa de aceleração para negócios baseados em ciência e tecnologia. O programa direciona startups à empresários e cientistas renomados em áreas como inteligência artificial, computação quântica, assistência médica, blockchain, energia e tecnologia limpa. Assim como a Startup Health, a CDL também está, no momento, com seu programa focado em trazer soluções para a recuperação mundial da pandemia.

Ainda em Toronto há a NEXT Canada, uma instituição nacional sem fins lucrativos, com foco no aumento da prosperidade do país por meio da inovação e do empreendedorismo. Até o momento, a ONG já acelerou mais de 500 negócios, movimentando cerca de US$ 319 milhões na economia canadense.

aceleradoras Foto ilustrativa (Pixabay)

Brasil, Chile e Argentina se destacam na América do Sul

O Crunchbase Rank cita a aceleradora porto-alegrense WOW como um dos destaques da América do Sul. A WOW já investiu mais de R$ 14 milhões em 73 diferentes startups e está, no momento, com seu 17º batch com inscrições abertas.

Em São Paulo, as aceleradoras Startup Farm e ACE já aceleraram mais de 300 e 400 negócios, respectivamente. A ACE é líder em exits no Brasil, com 16 startups vendidas. Já a Farm começou como um programa de educação para empreendedores, e já ajudou mais de mil deles a escalarem seus modelos de negócio.

Em Santiago, capital do Chile, as aceleradoras Start-Up Chile e Imagine Lab apresentam grande portfólio de startups. A Start-Up Chile é considerada a maior aceleradora da América Latina, com mais de 1.900 empresas em seu currículo e avaliação de mercado superior a US$ 2,1 bilhões. Já a Imagine Labs investiu em 119 negócios e levantou mais de US$ 11 milhões em capital privado. Está localizada tanto no Chile quanto na Argentina, trabalhando para fortalecer empreendimentos inovadores nessas regiões.

Por fim, ainda na Argentina, a GLOCAL é a primeira aceleradora AgriFoodTech da América Latina. Localizada na cidade de Rosário, uma das maiores regiões agrícolas da América Latina, a aceleradora fornece acesso às principais multinacionais, corretoras e instituições do setor.


+NOTÍCIAS

Empresa de mídia cria produtos que auxiliam na proteção da saúde durante a pandemia
A criatividade como valor humano
Micromobilidade pode ganhar força com a pandemia
Inovação na educação: lifewide learning