Há pouquíssimas mulheres entre os investidores-anjo brasileiros - WHOW
Consumo

Há pouquíssimas mulheres entre os investidores-anjo brasileiros

Levantamento da Anjos do Brasil mostra que somente 9% dos investidores no País são do sexo feminino. Índice é muito menor que em nações desenvolvidas

POR Adriana Fonseca | 30/08/2019 11h29 Há pouquíssimas mulheres entre os investidores-anjo brasileiros Imagem: Pexels

Muito se fala da importância da diversidade nos cargos de liderança. É um assunto em alta, e necessário, já que somente 18% das presidências de empresas no Brasil são ocupadas por mulheres, segundo uma pesquisa feita pelo Insper e a consultoria de recrutamento Talenses. Entre os investidores-anjo, aqueles que injetam dinheiro em startups em fase inicial, a participação feminina é ainda menor – apontou um levantamento da Anjos do Brasil, organização sem fins lucrativos que fomenta o investimento-anjo e apoia o empreendedorismo inovador no país.

Hoje, as mulheres representam 9% do total de anjos brasileiros. O número é menor do que os 22% encontrados nos Estados Unidos e na Europa. Aqui, segundo a Anjos do Brasil, existem mais de 7,3 mil investidores-anjo, que investiram R$ 984 milhões em startups em 2017.

Perfil das mulheres investidoras 

Sobre a comunidade de mulheres investidoras do país, 48% têm mais de 50 anos de idade. O segundo grupo etário mais representativo, com 26%, é o da faixa entre 31 e 40 anos. Outros 22% têm entre 41 e 50 anos e 4% têm até 30 anos.

De acordo com o estudo, 39% das investidoras são empreendedoras, 30% atuam no setor privado, 22% se dizem puramente investidoras e 9% estão aposentadas. Quando analisadas pela área de atuação, 42% são administradoras, 21% atuam com finanças, 11% trabalham com tecnologia e outras 11%, com educação.

Em relação aos recursos disponíveis para investimento de risco, 47% dizem ter menos de R$ 200 mil, 27% afirmam ter até R$ 500 mil e 13%, até R$ 1 milhão.

A grande maioria das mulheres tem investido sozinha ou como parte de uma rede de anjos, e ficaram sabendo sobre investimentos-anjo através de grupos, redes profissionais ou outros anjos. Algumas descobrem a possibilidade através de empreendedores, mídia, evento ou família e amigos.

Histórico de investimento

Vale lembrar que o mercado de investimento-anjo no Brasil ainda não é maduro e, portanto, 93% das respondentes possuem menos de cinco anos de experiência como investidoras-anjo. Nenhuma das entrevistadas realizou mais de 10 investimentos.

A maioria, 60%, realizou entre 3 e 10 aportes, enquanto 20% investiram em duas empresas e outros 20%, em apenas uma.

Sobre os investimentos já feitos, o retrato é o seguinte:

40% investiram mais de R$ 100 mil

6% investiram entre R$ 50 mil e R$ 100 mil

20% investiram entre R$ 20 mil e R$ 50 mil

7% investiram entre R$ 10 mil e R$ 20 mil

27% investiram entre R$ 5 mil e R$ 10 mil

+ NOTÍCIAS

Whow! 2019 premia as mulheres mais inovadoras do ano

mulheres Foto Unsplash