Duas startups brasileiras estão entre as pioneiras tecnológicas de 2020 - WHOW
Eficiência

Duas startups brasileiras estão entre as pioneiras tecnológicas de 2020

Fazem parte da seleta lista do Fórum Econômico Mundial a edtech Descomplica e a logtech Cargo X. Vejam também as outras startups da América do Sul

POR Adriana Fonseca | 23/06/2020 17h09 Duas startups brasileiras estão entre as pioneiras tecnológicas de 2020 Foto ilustrativa Fabio Lucas (Unsplash)

Futuros produtores de manchetes que endereçam questões globais com tecnologia de ponta – da inteligência artificial à captura de carbono. Assim são definidas as empresas escolhidas pelo Fórum Econômico Mundial como as “Pioneiras Tecnológicas de 2020”.

A lista deste ano inclui cem empresas, sendo duas brasileiras, e traz inovações para proteger o clima e melhorar a assistência médica, entre outros aspectos. “São empresas que pensam de maneira diferente e se destacam como possíveis transformadores”, comentou Susan Nesbitt, líder da comunidade de inovadores globais do Fórum Econômico Mundial. 

Entre as empresas selecionadas, mais de um quarto é liderada por mulheres – mais que o dobro da média de mercado. As companhias também vêm de regiões distintas do mundo. As duas brasileiras são Descomplica e CargoX.

Além delas, uma representante da Índia, ZestMoney, vem usando a tecnologia para transformar o setor de serviços financeiros, enquanto no Quênia, a Twiga tenta diminuir o custo da comida deixando a cadeia de fornecimento mais eficiente. Há representantes de vários países, como Argentina, Áustria, China, Chile, Canadá, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Hong Kong, Israel, Japão e Coreia do Sul, entre outros. 

Em comum, todas usam tecnologias inovadoras. A americana Metawave, por exemplo, usa inteligência artificial e machine learning para melhorar os sensores automotivos, deixando os carros mais inteligentes e seguros. Na China, a Sensoro desenvolveu soluções de internet das coisas (IoT) para melhorar as cidades inteligentes. Outras várias empresas da lista endereçam a mudança climática. É o caso da Polystyvert, que foca em implementar uma economia circular para o plástico, e da Aleph Farms, que desenvolve um sistema alimentar mais sustentável. 

Muitas das empresas selecionadas estão usando a tecnologia para apresentar respostas à Covid-19. Sherlock Biosciences e Genetron Health, por exemplo, desenvolveram opções de testes rápidos para a doença. Já a Lunit, cuja tecnologia usa inteligência artificial para analisar doenças pulmonares, liberou seu software para uso online gratuito para ajudar os médicos no diagnóstico e tratamento de pacientes com coronavírus.

startups Foto ilustrativa Mathew Schwartz (Unsplash)

CargoX

A startup brasileira conecta cargas a caminhoneiros de forma digital.

Descomplica

Também brasileira, a empresa reúne educação e tecnologia para atingir milhares de estudantes.

Ripio

A empresa argentina usa bitcoins e criptomoedas e é conhecida por ser uma porta de entrada para a economia digital.

The Not Company

Astartup chilena usa inteligência artificial para desenvolver produtos à base de plantas, tirandos os animais dessa equação.


+STARTUPS

Saiba como grandes startups estão lidando com o home office
A importância da experiência para os consumidores
Entenda a polêmica envolvendo o rastreamento de celulares na pandemia
Como será este ano para as startups brasileiras?