Para 66% dos médicos, telemedicina oferece melhor acesso à saúde - WHOW

Consumo

Para 66% dos médicos, telemedicina oferece melhor acesso à saúde

Pesquisa feita pela Conexa Saúde e Datafolha aponta que o brasileiro aprova a telemedicina como uma opção barata de atendimento

POR Redação Whow! | 14/04/2021 16h24 Foto de Anna Shvets no Pexels Foto de Anna Shvets no Pexels

Autorizada temporariamente no Brasil para o período da pandemia causada pelo novo coronavírus, desde abril de 2020, a telemedicina está sendo estudada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) para regulamentá-la permanente. Isso pode acontecer após aprovação da Plenária do conselho. E segundo a instituição foi realizada uma consulta pública sobre o tema e recebeu mais de duas mil contribuições.

E uma pesquisa divulgada nesta semana demonstra que 66% dos médicos de um grupo de 307 (100 usuários da plataforma Conexa Saúde e 207 médicos em geral), afirmam que a modalidade digital para o atendimento oferece melhor acesso à saúde.

Adoção da telemedicina por médicos e a população

O dado faz parte do relatório nacional “Telemedicina no Brasil” desenvolvido a partir das respostas coletadas na parceria da Conexa Saúde, plataforma de telemedicina com atuação na América Latina e que gerencia 16 milhões de pacientes, e o Datafolha. Ela foi realizada entre novembro e dezembro de 2020.

Hoje, 41% dos entrevistados afirmam que uma emergência em saúde possa ser resolvida por meio da telemedicina. E a pesquisa mostra que, dentre os temas das consultas mais realizados, estão: 32% ocorre na área de clínica geral, 28% para psicologia/psicanálise e 9% em nutricionista. Também 73% das pessoas respondentes (801 pessoas (sendo 127 usuários da plataforma docpass e 674 da população em geral) fariam novamente uma consulta de saúde por videochamada.

Além disso, 61% dos respondentes disseram que gostam de ter o acompanhamento do profissional de saúde nesta modalidade de atendimento. E quem ainda não realizou uma consulta nesta formato, 44% comentou que consideram provável usar a telemedicina. Já os 60% dos médicos ouvidos afirmaram considerar o seu uso no futuro próximo.

E com cerca de 60% dos médicos brasileiros estão concentrados em apenas 39 municípios, do total dos 5.570 existentes, segundo a pesquisa Demografia Médica de 2020, realizada pelo CFM, a telemedicina pode chegar onde os profissionais brasileiros da saúde ainda não estão.

O Projeto de Lei 1998/20 quer instituir a telemedicina em todo o país.

E não perca as novidades nas nossas redes sociais no LinkedIn, Instagram, Facebook, YouTube e Twitter.


+TELEMEDICINA

Healthtechs ampliam atuação para telemedicina
Telemedicina poderá ser regulamentada pelo CFM após a pandemia
Startups com foco em telemedicina democratizam acesso à saúde de qualidade
Dos chatbots aos robôs de voz: para onde vai a telemedicina?