Os pilares da produtividade: sono, alimentação e exercício físico - WHOW

Eficiência

Os pilares da produtividade: sono, alimentação e exercício físico

Colaboradores motivados, saudáveis e equilibrados tendem a produzir mais e melhor

POR Redação Whow! | 02/08/2021 17h24

Seja para dar conta das suas tarefas profissionais ou afazeres pessoais, todo mundo busca ter mais produtividade. Afinal, vivemos numa sociedade que exige cada vez mais eficiência em qualquer tipo de atividade. Além disso, com a democratização do acesso à internet, a maioria das pessoas recebe muitas informações diariamente. E tudo isso pode ser uma distração para aqueles que precisam focar nas suas tarefas mais importantes.

Se você quer saber como ser mais produtivo no seu dia a dia, confira esse texto exclusivo que preparamos para você e boa leitura!

A relação da saúde e produtividade

Antes de tudo, precisamos entender que prevenir é melhor que remediar. Mas o que isso quer dizer? Bom, se formos levar em conta os dados do IBGE, somente em 2015 os gastos com saúde chegaram a R$546 bilhões no Brasil, equivalente a quase 10% do PIB da época.

Apesar dessa informação ser algo mais generalizado, é possível fazer a relação com as empresas. Pois assim como é um gasto para o Estado, a saúde também pode ser um gasto para o seu negócio. Afinal, se os seus funcionários não estiverem saudáveis, dificilmente serão produtivos nas suas funções. Quando o problema de saúde for mais grave, pode inclusive levar ao absenteísmo. 

Segundo o relatório das Tendências Globais de Capital Humano, 61% das organizações afirmam que programas que incentivam o bem estar dos funcionários possuem um ótimo retorno financeiro para a empresa.

Isso porque colaboradores motivados, saudáveis e equilibrados tendem a produzir mais e melhor, com maior eficiência e mais alinhados aos objetivos da organização. Sob esse ponto de vista, a saúde debilitada dos colaboradores gera afastamentos, reduz a produtividade e, consequentemente, o desempenho da empresa.

Por isso, ao contrário do que geralmente acontece, um profissional workaholic não deve ser visto como um bom exemplo de produtividade ou motivação. Esses colaboradores costumam apresentar exaustão e estresse, o que pode afetar sua vida como um todo, inclusive no ambiente de trabalho.

Nesse sentido, fica claro que, sem saúde, não existe produtividade em nenhuma empresa.

Como melhorar a produtividade no trabalho?

Um estudo realizado pela Global Healthy Workplace apontou que a preocupação com a saúde dos funcionários vem crescendo ao longo dos anos. Segundo o estudo, em 2016, cerca de 70% das multinacionais afirmaram que tinham uma estratégia para focar na saúde e bem estar da empresa.

Apesar de cada vez mais se falar sobre a relação entre produtividade e saúde, muitas organizações ainda não dão a devida atenção ao tema.

Crie um programa de benefícios

Além de cuidar da saúde dos seus funcionários, um programa de benefícios deixa os profissionais mais satisfeitos com seus trabalhos, aumentando a vontade de conseguir resultados para a empresa. Mesmo se o seu negócio já oferece algum benefício, busque compreender quais são as necessidades que sua equipe mais considera relevantes de ter amparadas pelo empregador.

Conheça os pilares da produtividade e da saúde

Qualidade do Sono

Você costuma virar noites para trabalhar? Toma café o dia inteiro para acordar? Esses podem ser alguns sinais que você não está dando a atenção devida a sua qualidade de sono.

O desempenho do trabalho depende muito da atenção e da disposição que você terá ao longo do seu dia e esses dois fatores estão diretamente relacionados com o sono. Vale ressaltar que qualidade de sono não significa necessariamente quantidade. Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, dormir muitas horas não significa que você se sentirá bem no próximo dia.

São diversos fatores que interferem no processo de dormir bem. Um deles é quanto tempo você demora para adormecer e quantas vezes acorda durante a madrugada. Segundo a National Sleep Foundation, o tempo certo para cair no sono é de até 30 minutos e um sono saudável consiste em despertar no máximo uma vez durante a noite. 

Além disso, conforme apresenta a pesquisa, ter um sono saudável é muito importante para que o nosso cérebro possa processar as informações do dia, influenciando por exemplo o aprendizado e a memória. Sob o mesmo ponto de vista, ter um sono saudável previne diversos problemas de saúde física e reduz a chance de desenvolver doenças psicológicas.

Alimentação Saudável

Segundo um estudo realizado pela Universidade de Brigham Young, quem possui um mau hábito alimentar é 66% mais propenso a ter menor produtividade em comparação com as pessoas que se alimentam bem.

Assim como a comida pode ajudar, ela também pode atrapalhar no desempenho. Muitas pessoas acham que ingerir grandes quantidades de alimentos lhe dão mais energia, mas a verdade é que depois de uma alimentação pesada, nos sentimos mais cansados e sonolentos.

Dessa forma, as melhores escolhas podem ser alimentos de fácil digestão, mas com liberação constante de energia, como frutas e verduras. Comidas que possuem uma grande quantidade de glicose, como carboidratos, podem aumentar a ansiedade e o sono.

Exercícios físicos

Os exercícios físicos também são muito proveitosos para as pessoas que desejam aumentar sua produtividade. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Bristol, do Reino Unido, demonstrou que, nos dias de treino, os participantes tiveram um nível de concentração até 41% mais alto.

Além disso, para muitas pessoas os exercícios representam uma oportunidade de entrar na rotina. Isso possibilita maior organização do seu dia a dia para realizar as tarefas necessárias. Portanto, podemos ver que a busca por produtividade está diretamente relacionada com hábitos saudáveis. Principalmente no sono, alimentação e exercícios físicos, os pilares estruturais para qualquer pessoa que queira se desenvolver melhor.

Gostou do conteúdo, quer saber mais sobre o assunto? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos como esse diariamente.