Opinião: o DNA da inovação e a importância de colocar as ideias em prática - WHOW
Eficiência

Opinião: o DNA da inovação e a importância de colocar as ideias em prática

Habilidades, como questionar, observar e experimentar, se bem desenvolvidas, podem te ajudar a alcançar o sucesso no meio da inovação

POR Redação Whow! | 17/03/2021 16h27 Opinião: o DNA da inovação e a importância de colocar as ideias em prática Imagem: Shutterstock

*Por André Brunetta

Inovação é a exploração de novas ideias.

Mas se engana quem pensa que inovar é sinônimo de acertar. Pelo menos não, necessariamente, à primeira vista. Se você, sua marca, ou empresa, estão dispostos a enfrentar possíveis erros durante a jornada de criação ou renovação, as portas para a inovação certamente estão abertas para vocês.

O jogo de tentativa e erro faz parte do DNA da inovação, uma vez que muitas vezes o fracasso serve como catalisador para alcançar o tão almejado sucesso.

O que isso quer dizer? O perfeccionismo, por exemplo, pode facilmente te sabotar.

Se você é daqueles que espera um produto ficar 100% perfeito para lançá-lo, pode ser que esteja perdendo tempo de aprendizado e demore anos para alcançar o que espera, quando na verdade poderia fazer o lançamento e trabalhá-lo com ele na prática.

Sucesso por meio da inovação

Com a ajuda da tecnologia, ficou mais fácil criar, mas com tantas empresas atuando no mercado, inovar é cada vez mais difícil. A lista de startups no Brasil tem crescido de forma assustadora. De acordo com o último levantamento da Associação Brasileira de Startups, o país tem mais de 13.470 negócios neste formato.

Então como se destacar em meio a tantas oportunidades no mercado? Uma ótima opção é treinar algumas habilidades que, se bem desenvolvidas, podem te ajudar a alcançar o sucesso por meio da inovação, como: questionar, observar e experimentar.

Em primeiro lugar, questione-se de tudo, a todo momento.

Uma ideia inovadora pode surgir de questionamentos simples ou até mesmo daqueles nunca antes pensados. Para isso, faça perguntas sem restrições, isso ajuda a enxergar um problema ou oportunidade em potencial.

Um inovador é também um bom observador, que consegue perceber situações em que outros mais distraídos passariam despercebidos. Por isso, esteja sempre observando e exercitando a associação, afinal, além de observar é preciso ter a capacidade de conectar problemas ou ideias relacionadas de diferentes maneiras.

Por último, experimente.

Novas ideias surgem a partir da prática de experimentos. O que adianta uma boa ideia se ela fica apenas no papel?

Além disso, dedique tempo para uma rede de pessoas em quem você confia, pois indivíduos diferentes podem nos dar variadas perspectivas, e a partir de novas ideias, surgem grandes inovações.

*André Brunetta é co-criador e CEO do app Zul+, uma autotech para solucionar pendências relacionadas ao veículo.

E não perca as novidades nas nossas redes sociais no LinkedIn, Instagram, Facebook, YouTube e Twitter.


+INOVAÇÃO

Novos programas de inovação aberta para startups e empreendedores no Brasil
Muito além da cerveja: inovação na Ambev passa por investimentos em startups e joint ventures
Como a Nestlé usa a inovação aberta e tendências para se manter competitiva
Você sabe mesmo o que é cultura da inovação?