O que faz uma área de inovação no mundo corporativo? - WHOW

Eficiência

O que faz uma área de inovação no mundo corporativo?

É preciso estar alinhado com o que o mercado exige, de forma contrária, a inovação não será proveitosa para a empresa

POR Redação Whow! | 12/05/2021 16h13

A regra agora é inovar. A maioria das empresas passaram a investir na área de inovação nos últimos anos. E esta é uma tendência que veio para ficar.

Mas você sabe o que faz uma área de inovação no mundo corporativo? É preciso estar alinhado com o que o mercado exige, de forma contrária, poderá ser dinheiro e energia jogados fora.

Quer saber mais sobre áreas de inovação para a sua empresa? Confira o artigo até o fim.

O que faz uma área de inovação

Há anos que a busca por novidades está atrelada ao mundo corporativo. Cada vez mais as empresas tentam acertar as próximas tendências ou apenas sobreviver no mercado.

Mas afinal, o que é inovação? O que faz uma área de inovação dentro de uma empresa? Apesar de serem conceitos amplamente difundidos hoje em dia, muitos líderes se perdem na hora de praticá-los.

Antes de tudo, devemos compreender que inovar não significa jogar fora tudo aquilo que fizemos para chegar até aqui, nem engrandecer todas as ações que levaram a empresa chegar no patamar que está.

Significa principalmente, tentar enxergar o seu negócio por uma nova lente. Em outras palavras, entender que e uma grande diversidade de público e culturas e que vale a pena conhecê-las e incluí-las na sua empresa.

Do mesmo modo, compreender que a tecnologia só faz sentido se está alinhado ao que atribuímos a ela. Ou seja, sua empresa pode pensar em uma área de inovação, focada no impacto positivo das pessoas.

Dessa forma, separamos três conceitos que apresentam a área de inovação das empresas. Confira:

1. A inovação precisa ser compreendida.

É fundamental que os trabalhadores compreendam as novas ferramentas implementadas pela empresa. Só assim, que poderão incorporá-las a fim de inovar nas suas funções.

Em outras palavras, de nada adianta inovações tecnológicas na empresa, se os colaboradores não compreendem como utilizá-las. Será um prejuízo tanto financeiro, como na energia depositada naquele projeto.

2. A área de inovação na execução.

Esta é a forma mais utilizada nas empresas, que adquirem ferramentas para inovar na realização de tarefas. Geralmente utilizadas para tornar o fluxo de trabalho mais veloz e eficiente.

No entanto, em determinados casos é preciso ir além. Inserir inovação em outras áreas da empresa pode ser uma forma proveitosa de garantir melhores resultados.

3. Inovação como articuladora

Além da execução, a área de inovação pode servir para articulação das empresas. A fim de compreender para quais caminhos o negócio pode se guiar.

Dessa forma, os funcionários terão uma ferramenta auxiliadora na hora de planejar seus projetos. Assim, poderão gastar mais tempo nas suas funções, do que em questões mais burocráticas.

Além dessas definições, a inovação também possui diversas vertentes. Que vão desde modelos de negócios, até o marketing de produtos. Listamos algumas:

  • Inovação de processos: nesta o foco é melhorar os processos da empresa a fim de torná-la mais produtiva. Isso tudo através do uso da inovação.
  • Inovação de produtos: o foco desta inovação é oferecer novos produtos aos clientes ou melhorar os que já oferece.
  • Inovação de serviços: com o mesmo foco da inovação em produtos, esta vertente tem como intuito oferecer melhorias no serviço ou melhorar aqueles que já estão no mercado.

A área de inovação de uma empresa também pode acontecer de outras maneiras, como por exemplo a incremental, que é realizada em pequenas melhorias. Ou a radical, que cria um novo mercado. Ou até a disruptiva, que foca nos modelos de negócios.

Executar e tornar realidade ideias disruptivas 

Assim, a área de inovação deve ter ideias disruptivas para a empresa. E além disso, permitir que elas virem realidade, de uma forma mais fácil.

Por isso, o trabalho deve ser em “pedaços”. Focando em pequenas metas e aprendizagem. Com uma evolução constante, o fluxo de trabalho deve garantir ferramentas para aplicar novidades com maior facilidade.

A partir de projetos estruturados, a área de inovação poderá tornar realidade as ideias disruptivas. No sentido de que cada dado servirá como aprendizado para o futuro.

Algumas ferramentas podem ser utilizadas pelas empresas para conquistar uma maior inovação. Uma delas é compreender o papel do líder nessa nova gestão.

Outra seria utilizar o Mínimo de Produto Viável. Esse conceito consiste em lançar produtos no mercado com baixo investimento, a fim de testá-lo antes de investir grandes quantias. Essa fórmula é muito utilizada em startups, mas pode ser adotada por áreas de inovação de todas as empresas.

A área de inovação poderá entender quais ideias disruptivas possuem maior chance de gerarem resultados para a empresa.

O que a inovação busca solucionar dentro da sua empresa?

Explorar novas oportunidades de mercado é o objetivo da área de inovação. Profissionais devem buscar realizar isso da maneira mais natural possível.

Inclusive é papel dessa área procurar ferramentas que possibilitem a melhoria das atividades da empresa. É um processo que passa por métodos, tecnologias, processos, projetos e programas de inovação.

E tudo isso deve ser feito para inserir a companhia no mercado atual. Portanto, existem diversas formas de uma empresa desenvolver sua inovação corporativa. Separamos alguns exemplos:

  • desenvolver estratégias como foco em inovação;
  • criar uma cultura de inovação na empresa;
  • encontrar inovações no mercado;
  • aquisições de ferramentas inovadoras e 
  • buscar desenvolver suas próprias inovações.

De maneira concisa, a área de inovação numa empresa deseja garantir melhorias para o processo de trabalho. Seja com uma facilidade no fluxo de demandas, ou até na busca de melhorias para á área interna da empresa.

Vale ressaltar que as empresas que desejam continuar inseridas no mercado do futuro, precisam criar novos produtos e serviços constantemente.

É preciso que as empresas compreendam que gastos em inovação são investimentos que, muito provavelmente, irão garantir grande retorno à companhia.

Somente dessa forma que a inovação será compreendida com seriedade pelos funcionários e gestores. Possibilitando assim, que cada inovação seja feita da melhor forma possível.

Gostou desse conteúdo? Aproveite para assinar nossa newsletter e sempre ter acesso a dicas importantes para aprimorar esse processo!