O que é remarketing e por que essa estratégia é cada vez mais usada - WHOW

Vendas

O que é remarketing e por que essa estratégia é cada vez mais usada

Estratégia de remarketing foca em clientes que já demonstraram algum tipo de interesse na sua empresa ou produto.

POR Marcelo Almeida | 23/11/2021 23h09

Mesmo não sabendo o significado exato de remarketing, há uma grande chance de você já ter sido alvo desse tipo de estratégia de marketing.

Muito usada por grandes varejistas, o remarketing é uma estratégia que foca em clientes que já demonstraram algum tipo de interesse na sua empresa ou produto. Com o e-commmerce, esse tipo de rastreamento se torna muito mais fácil e permite um direcionamento de anúncios.

Após você entrar em um site e acessar determinado produto, caso acabe não realizando a venda, uma empresa que implementou uma estratégia de remarketing irá lembrá-lo daquele produto por meio de anúncios que podem aparecer nos mais diferentes lugares, como em redes sociais, mecanismos de busca e sites em geral que mostram anúncios.

O principal mecanismo que permite esse tipo de acompanhamento é o Google Ads.

De acordo com Fabiane Klafke, head de marketing da Matchbox, independe do tamanho da empresa para implementar esse tipo de estratégia.

“O remarketing é uma estratégia consolidada no mercado, especialmente para empresas que têm maturidade e histórico de uso de campanhas de mídia digital, e isso não tem relação direta com o porte da empresa, mas sim seu conhecimento de marketing digital. É claro que empresas maiores têm mais recursos, tanto de equipe técnica quanto de budget para a execução de campanhas mais sofisticadas”, afirma ela.

Em relação a um possível aumento desse tipo de abordagem, ela aponta alguns outros motivos.

“Especialmente no período da pandemia, mais empresas passaram a adotar estratégias de marketing digital para sustentar seus negócios, e não apenas de remarketing, mas sim de marketing digital como um todo. Na minha opinião, esse crescimento tem menos relação com a tecnologia e mais com a transformação digital que estamos vivendo enquanto sociedade. Quanto mais pessoas tiverem conhecimento das tecnologias de marketing, mais visibilidade terá”, conclui.

Eficácia do remarketing

Se o consumidor entrou no site e não realizou a compra, provavelmente ele deve ter bons motivos para não realizá-la de novo, certo? Pode ser um contrassenso, mas muitas vezes ele acaba comprando quando é impactado por uma campanha de remarketing.

A questão é que a compra pode não ter sido realizada por uma série de de motivos, como preço, formas de pagamento, frete, dentre outros. No caso de itens com maior valor agregado, como aparelhos eletrônicos ou eletrodomésticos, é normal que as pessoas passem mais tempo “namorando” o produto antes de fazer a compra, já que envolve um valor significativo para o comprador.

É por isso que lembrar o comprador daquele item faz sentido para empresa: pode ser que, após tanto tempo namorando, aquele anúncio finalmente faça com que ele tome a decisão de concluir a compra.

Além disso, dados divulgados pelo Google Ads apontam que mais de 95% dos visitantes que visitam um e-commerce pela primeira vez não realizam uma compra, ou seja, eles preferem pesquisar antes, e acabam fazendo isso em sites diferentes.

Caso o índice de conversão (ou de vendas) continue baixo mesmo com uma estratégia de remarketing a postos, é provável que seja necessário melhorar as condições da oferta, seja em relação a preço, formas de pagamento, frete, etc.