O futuro do transporte público com a integração tecnológica - WHOW

Tecnologia

O futuro do transporte público com a integração tecnológica

Pensando na necessidade de auxiliar os passageiros de ônibus em sua jornada, os aplicativos de mobilidade urbana foram desenvolvidos para trazer inovação e comodidade aos usuários de forma mais segura e eficiente.

POR Redação Whow! | 31/01/2022 14h36

Embora a pandemia tenha reduzido o número de passageiros em São Paulo, os sinais da retomada do alto volume de usuários estão chegando.

De acordo com o Monitor de Ônibus SP, do Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), em fevereiro de 2020, antes da pandemia, 8,4 milhões de passageiros eram transportados diariamente, afirma Rodrigo von Uslar Petroni, CEO e cofundador da UPM2, startup paulista que desenvolve soluções para mobilidade urbana.

“No início de 2021, o número diário de passageiros já estava em 5,3 milhões. Diante deste cenário, é possível prever que a tendência é que este número cresça ainda mais, mesmo com algumas empresas optando pelo trabalho remoto ou híbrido em 2022”, diz Petroni. “Pensando na necessidade de auxiliar os passageiros de ônibus em sua jornada, os aplicativos de mobilidade urbana foram desenvolvidos para trazer inovação e comodidade aos usuários de forma mais segura e eficiente.”

Segundo ele, para se ter uma ideia, já é possível pagar passagem através do celular. Através de um QR Code, o passageiro evita o contato com dinheiro, otimiza o pagamento e colabora com o meio ambiente, já que há a redução de emissão de bilhetes de papel.

A boa notícia é que o acesso à tecnologia está cada vez mais democratizado. Segundo o estudo do IDC Brazil Mobile Phone Tracker, o mercado de celular no Brasil cresceu 3% no primeiro trimestre de 2021.

“Nos três primeiros meses do ano, foram vendidos 11.167.500 smartphones, e assim, o brasileiro está cada vez mais familiarizado com aplicativos que colaboram para melhorar as experiências do cotidiano”, diz o CEO. “Problemas complexos de mobilidade urbana exigem soluções complexas, e é por isso que a aplicação de recursos tecnológicos pode ser uma saída para melhorar a jornada do passageiro. Há ainda muito caminho a percorrer, mas nesse caminho há uma solução literalmente na palma da mão que pode auxiliar milhões de brasileiros que buscam um transporte de qualidade no seu dia a dia.”