O desafiante: A luta (contra e a favor) do QuintoAndar com as imobiliárias - WHOW
Eficiência

O desafiante: A luta (contra e a favor) do QuintoAndar com as imobiliárias

Startup entrou no mercado para superar o velho modelo de negócio das imobiliárias, mas conta com as concorrentes para se aproximar do consumidor

POR Raphael Coraccini | 16/07/2019 20h09 O desafiante: A luta (contra e a favor) do QuintoAndar com as imobiliárias

O Brasil tem um total de 69,3 milhões de residências permanentes, segundo levantamento do IBGE, para uma população de 209 milhões de pessoas. Os problemas de moradia no País são diversos. O mais dramático é a concentração, que coloca uma massa de 6,9 milhões de famílias brasileiras na condição de desabrigados. Por outro lado, 6 milhões de imóveis estão vazios. O levantamento é da University College London.

Na outra ponta, o excessivo adensamento das residências em regiões centrais também traz problemas relacionados ao que se pode chamar de paradoxo da escolha. Quando há muitas opções, escolher fica mais difícil. Achar um imóvel que atenda às necessidades de cada cidadão em uma região com larga oferta se torna um desafio.

A startup brasileira QuintoAndar surgiu para reduzir esse desencontro entre inquilinos e proprietários por meio de seu marketplace de aluguel de imóveis. A startup aposta na sua capacidade de interpretar os dados dos consumidores que procuram um lugar para morar para melhorar a capacidade dos imóveis serem negociados (liquidez). Isso está colocando em xeque a forma como o real estate se organizou ao longo das últimas décadas, com as imobiliárias concentrando o poder de direcionar o processo de locação.

Mas o grande negócio do QuintoAndar não está no seu site, mas na eficiência em reduzir burocracia, tempo e custo do processo de locação. E mais: a capacidade de garantir o pagamento dos aluguéis ao proprietário durante todo o contrato de locação, mesmo que o inquilino não pague.Gabriel Braga, cofundador e CEO do QuintoAndar, afirma que a sua startup está ajudando a remodelar o mercado de locação de imóveis por meio de um diferencial principal: a tecnologia. “A gente desafia o status quo ao fazer do jeito que sempre gostaríamos que fosse, e isso acaba redesenhando parte do mercado. Temos que entender onde agregamos valor, o que fazemos de uma maneira única e melhor. No nosso caso, trazemos a tecnologia para a mesa muito diferente do que o mercado fazia”.

O QuintoAndar aposta na sua capacidade de escolher bons inquilinos por meio do seu sistema de captação e análise de dados. Sem essa inteligência, oferecer um serviço de financiamento para inquilinos inadimplentes levaria a empresa à bancarrota. “É isso que ninguém consegue fazer e representa muito do nosso valor, acelerar a liquidez dos imóveis enquanto reduz custos ao inquilino”, destaca o CEO da startup.

A agilidade da startup está relacionada também à automação de alguns processos. “Um robô trabalhando em escala reduz custos. A inteligência de análise de dados e de crédito permite ser mais assertivo na escolha dos inquilinos. Tem uma série de processos que sem tecnologia não dava para fazer”, explica.Dados da Pesquisa Mensal de Valores de Locação Residencial – Secovi-SP (junho-2019)Apesar do poder do seu Big Data, não é tudo que o QuintoAndar consegue resolver por meio dele. Braga admite que as imobiliárias têm qualidades que a startup tem alguma dificuldade em conquistar, como a relação próxima com os proprietários, além da credibilidade de décadas. “Com as imobiliárias, as pessoas sabem onde ir se algo der errado. E essas empresas têm essa possibilidade de customizar algumas coisas para necessidades específicas de um cliente, que, de certa forma, temos limitações para trabalhar por atuarmos de maneira mais padronizada na nossa plataforma”, admite o CEO.

Ele completa dizendo que, ao juntar QuintoAndar e as imobiliárias, é preciso definir qual parte do processo cabe a cada parte. “Notamos por meio das métricas que, com as parcerias, o sucesso é maior. Estamos vendo resultados acima do que esperávamos, o que dá confiança de que o caminho é o de somar forças e ter a humildade de reconhecer o que um faz melhor que o outro”, detalha Braga.

A parceria com as imobiliárias foi acelerada desde novembro do ano passado, quando o QuintoAndar recebeu aporte de R$ 250 milhões da General Atlantic, em rodada que contou com outros aportes da Kaszek Ventures e da Qualcomm Ventures. O dinheiro foi usado para tocar o projeto de expansão, que contempla as parcerias com os players tradicionais do setor.Dados da Pesquisa Mensal de Valores de Locação Residencial – SP – Secovi (junho-2019)Fonte: QuintoAndarPor operar 100% online, o QuintoAndar apela ao poder das redes sociais para reconhecer o comportamento de compra dos consumidores, mas há limites e potencialidades na análise meramente virtual. “As redes socias te dão um feedback rápido do que está funcionando ou não porque as pessoas gritam rápido se as coisas saem dos trilhos. Os usuários representam um segmento de clientes mais engajados e sociais, mas não representam necessariamente o perfil de todos os clientes”, destaca o CEO.  “Mais do que ampliar a captação e análise dos dados em quantidade, as redes sociais auxiliam a aumentar a profundidade desses dados. Já não se trata mais de uma definição demográfica ou de idade apenas, mas de comportamento”, completa Braga.

Os dados do QuintoAndar permitem acompanhar se o tempo de vacância dos imóveis está aumentando ou diminuindo e dessa forma entender se está havendo uma falta de proximidade entre o gosto do cliente final e o perfil dos imóveis. Por meio dos dados, é possível identificar se a qualidade dos imóveis está ruim, se o preço é um impedimento ou se está faltando demanda. “Temos uma série de sensores plugados pela empresa inteira e quando algo sai do trilho, esses sensores avisam e a gente começa a olhar mais a fundo”, detalha.

Com acesso a tanta informação, o QuintoAndar se propõe a resolver outros problemas inerentes ao setor de imóveis. A startup lançou neste ano o serviço Originals, que tem como objetivo melhorar a qualidade do estoque de imóveis para aluguel. O QuintoAndar oferece financiamento e execução das obras que o proprietário precisa para tornar o imóvel mais atraente. “A gente consegue proporcionar a melhora da qualidade do imóvel e para que a pessoa que aluga tenha uma casa como serviço da maneira mais prazerosa e conveniente”, avalia Braga, que completa: “resolvemos a experiência de alugar, tornando o processo mais simples e seguro. Agora, chegou o momento de melhorar a experiência de morar”.O QuintoAndar tem lançado novos serviços e tem capacidade para ajudar em outros assuntos para além da locação de imóveis* O QuintoAndar dá R$100 +10% do primeiro aluguel para quem recomendar um imóvel (seja pessoa física ou jurídica)

* A startup está financiando a reforma de casas e apartamentos para melhorar a atratividade

* As imobiliárias estão entrando na plataforma para ganhar agilidade e aumentar a proximidade do QuintoAndar com o cliente  

* O poder público pode vir a contar com a plataforma e usar seus dados para fazer o planejamento urbano


+STARTUPS

Como a tecnologia pode apoiar a saúde mental?
A jornada da inovação em quatro atos
Inovação em todo o lugar? Veja uma lista de produtos que são novidade no mercado
Brasil é celeiro de investimentos para inovação e startups