NVIDIA investe US$ 40 bilhões para criar a maior companhia de computação na era da inteligência artificial - WHOW
Tecnologia

NVIDIA investe US$ 40 bilhões para criar a maior companhia de computação na era da inteligência artificial

NVIDIA adquire a fabricante de chips Arm, do SoftBank, para expandir sua computação de IA para carros autônomos, IoT e cidades inteligentes

POR Carolina Cozer | 15/09/2020 16h52 NVIDIA investe US$ 40 bilhões para criar a maior companhia de computação na era da inteligência artificial Foto de Josh Hild no Unsplash

A NVIDIA Enterprise, maior empresa de processadores gráficos para computadores do mundo anunciou a compra da designer de processadores e chips ARM, do SoftBank, passando na frente da concorrente Intel em termos de valor de mercado.

Para a transação, a NVIDIA desembolsou cerca de US$ 40 bilhões, que serão pagos ao SoftBank, tanto em dinheiro quanto em ações.

Através dessa junção as empresas planejam acelerar a inovação ao criar a maior companhia de computação para a era da inteligência artificial.

Whow Festival 2020 Arte Grupo Padrão

Dos computadores para as cidades inteligentes

Tanto a NVIDIA quanto a ARM compõe o cotidiano de empresas e indivíduos de todo o mundo, mesmo que grande parte das pessoas ainda não estejam familiarizadas com seus nomes.

Enquanto as placas de vídeo da NVIDIA estão presentes em grande parte dos computadores de alta performance do mundo ― desde os PCs projetados para gamers até computadores empresariais e supercomputadores ―, os processadores de licença aberta da ARM são usados por empresas como Apple, Samsung ou Microsoft para que essas empresas possam produzir chips próprios.

Unindo os recursos de computação IA da NVIDIA Enterprise com o ecossistema da CPU da Arm, as duas empresas pretendem avançar a computação da nuvem, smartphones, PCs, carros autônomos e robótica, para superar a IoT e expandir a computação de IA para todos os cantos do globo, segundo Jensen Huang, fundador e CEO da NVIDIA em nota oficial.

“Nos próximos anos, trilhões de computadores executando IA criarão uma IoT, que será milhares de vezes maior do que a IoT de hoje. Nossa combinação criará uma empresa fabulosamente posicionada para a era da IA”, diz Jensen.

A próxima onda de computação

De acordo com Marcio Aguiar, diretor da NVIDIA Enterprise para América Latina, a empresa está muito empolgada com a junção com a ARM, mas ainda é muito cedo para dizer especificamente o que veremos de novo na indústria da tecnologia nos próximos anos. “A NVIDIA sempre teve grande admiração pela ARM. É uma empresa incrível, com pessoas brilhantes e uma das melhores tecnologias do mercado”.

Para o executivo, as mudanças que virão serão de grande impacto para o desenvolvimento de tecnologias de inteligência artificial e de todo o ecossistema.  “Ao combinar nossa experiência em P&D e tecnologias complementares, criaremos a próxima geração de plataformas para os fabricantes mundiais de computadores. E, ao combinar essas as duas experiências, podemos esperar muita coisa boa”, conta. “Assim, essa transação se alinha com a visão da NVIDIA de conduzir a próxima onda de computação.”

“Crescemos muito durante o período da pandemia, atingindo receitas recordes principalmente no setor de data centers. A aquisição da Arm complementará as possibilidades de inovações em mercados que a NVIDIA Enterprise já atua.”

Marcio Aguiar, diretor da NVIDIA Enterprise para América Latina


CONFIRA A ENTREVISTA DO WHOW! SOBRE A PARCERIA DA NVIDIA COM STARTUPS


+NOTÍCIAS

Confira o novo programa Raio-X Startups do Whow!
3 fatores disruptivos para a mobilidade no Brasil e no mundo
Inteligência artificial será uma das principais tendências no setor bancário, segundo pesquisa
Whow! Festival 2020: conheça os keynotes internacionais