Novidades em óculos inteligente: ferramenta contra a procrastinação - WHOW
Eficiência

Novidades em óculos inteligente: ferramenta contra a procrastinação

Produto de startup canadense identifica quando o usuário perde o foco por muito tempo e emite alertas para que a concentração seja retomada 

POR Luiza Bravo | 09/09/2020 16h15

Computador de um lado, televisão do outro, celular a tiracolo… Hoje em dia, manter a concentração para executar alguma tarefa pode ser uma árdua missão. Mas, se por um lado, a tecnologia nos deixou mais dispersos, por outro, ela pode nos ajudar a focar no que é realmente necessário. Essa é a promessa da startup canadense Auctify, que desenvolveu um óculos inteligente que promete acabar com a procrastinação.

Produtividade em foco

O produto foi batizado de Specs, e é equipado com uma câmera embutida que monitora o olhar do usuário, obrigando-o a prestar atenção em suas obrigações. Os dados captados pela câmera são enviados para um aplicativo que monitora as atividades de quem o utiliza ao longo do dia e vai montando um gráfico que serve como feedback.

Para quem deseja mais do que um simples monitoramento de atividades, o Specs oferece uma funcionalidade conhecida como “sessões de foco”: quando ativada, ela faz com que o dispositivo emita um alerta luminoso ou sonoro caso a pessoa se distraia por muito tempo, ajudando-a a retomar a concentração em suas atividades. 

De acordo com os desenvolvedores, após perder o foco, uma pessoa leva em média 23 minutos para restabelecê-lo e retomar totalmente a tarefa que estava executando. A promessa é que o Specs também proporcione uma vida mais saudável, já que muitas pessoas acabam exagerando nas doses de café e até recorrem a remédios para manter a concentração.

Funcionamento do óculos inteligente

A Auctify diz que sua ferramenta se diferencia dos aplicativos de gerenciamento de tempo já existentes porque usa metodologias psicológicas clinicamente comprovadas, capazes de incentivar o usuário a se manter produtivo, sem que ele se sinta cobrado. Além disso, os Specs também são capazes de analisar seus usuários de maneira individualizada, identificando o que é trabalho ou não para cada um.

Os Specs são equipados com inteligência artificial, e por meio de machine learning podem classificar uma atividade como produtiva ou não. Pelo aplicativo, o usuário consegue definir quais são as atividades em que deve se concentrar, e quais deve ignorar. O sistema ainda consegue identificar subcategorias, que diferenciam se a pessoa está lendo um artigo no computador ou navegando nas redes sociais, por exemplo.

Até o momento, os algoritmos dos Specs são capazes de identificar 20 atividades diferentes, mas a expectativa é que mais tarefas sejam adicionadas no futuro.

Os óculos também prometem fazer sucesso entre atletas, já que suas hastes são equipadas com giroscópio, oxímetro e acelerômetro. Os alto falantes de condução óssea permitem que o usuário ouça músicas ou atenda ligações sem mexer no celular.

A privacidade, é claro, é uma das preocupações envolvendo o dispositivo: ele grava tudo que os usuários estão vendo, mas a Auctify garante que as imagens são imediatamente descartadas depois que os dados são analisados. 

O produto está sendo lançado por meio de financiamento coletivo. No site da Indiegogo, é possível comprá-lo por US$ 249. Por US$ 100 a mais, o cliente consegue encomendar o modelo com lentes de grau, de acordo com a recomendação médica.

Os Specs começarão a ser produzidos em larga escala em dezembro, e devem estar disponíveis no mercado a partir de janeiro do ano que vem.


+iNOVAÇÃO

Coluna: Inovação sem noção
Whow! Festival 2020: conheça os keynotes internacionais
Entenda o conceito de venture building
Como iniciar um programa de inovação aberta; veja dicas de um especialista