Saiba como o Moovit pode auxiliar o governo na melhoria da mobilidade urbana - WHOW
Tecnologia

Saiba como o Moovit pode auxiliar o governo na melhoria da mobilidade urbana

Base de dados da empresa oferece soluções inovadoras para uso governamental em mais de três mil cidades. Madrid, Florença, Roma e Detroit já são clientes

POR Carolina Cozer | 13/02/2020 15h00 Saiba como o Moovit pode auxiliar o governo na melhoria da mobilidade urbana Foto (Shutterstock)

Conhecida como o “Waze” do transporte público, a startup israelense Moovit opera no Brasil desde 2014, e já está presente em mais de 300 cidades por aqui ― inclusive em todas as capitais.

Pedro Palhares, Country Manager do Moovit no Brasil, explica ao Whow! que, em 2017, a empresa começou a desenvolver produtos B2B e B2G, uma vez que os dados de utilização do app eram capazes de fornecer compreensão tanto do perfil do usuário quanto das demandas de transporte.

moovit Foto (Shutterstock)

“Nestes cinco ou seis anos de vida acumulamos um repositório de big data enorme, que tem um valor inestimável para planejamento de oferta de serviços.”

Pedro Palhares, Country Manager do Moovit

O executivo esclarece que os registros ficam armazenados de forma anônima no app. Posteriormente, são cruzados com dados governamentais, gerando uma gigante (e útil) base de informações. 

As cidades de Madrid, Florença, Roma e Detroit já utilizam os registros do Moovit para entender, estatisticamente, onde há demanda de transporte e quais as carências dos cidadãos nesse sentido.

MUMA

A primeira plataforma B2B/G desenvolvida pela Moovit foi o MUMA. Trata-se de um SaaS para visualização das informações geradas pelos algoritmos da empresa. Ela fornece um panorama da demanda de transporte público em cada região de atuação do aplicativo, podendo ser segmentado por dia, hora ou meio de transporte.

Segundo Palhares, algumas pesquisas urbanas demoram anos (e alguns milhões de reais) para serem viabilizadas pelo governo; mas com o MUMA, elas podem ser resolvidas em questão de minutos. O projeto, inclusive, já foi apresentado para a Secretaria de Transporte do Estado de São Paulo, que demonstrou interesse, mas ainda sem planos de implementação.

Moovit On Demand 

Palhares explica que, através do On Demand, é possível estipular ou planejar, com precisão, locais onde o transporte poderia ser abastecido.

O Moovit On Demand está em teste na Itália e Espanha. 

Time Pro e APIs

O Time Pro é um sistema de monitoramento de informação em tempo real, tanto para operadores quanto passageiros.

Para o passageiro, mostra o horário de passagem dos veículos no ponto; já o operador consegue fiscalizar escalas, cumprimento de horários, localizar frotas e demais necessidades de gestão.

Além desses produtos, as APIs (servidor com servidor) do Moovit fornecem soluções de mobilidade para empresas. Microsoft e Uber, por exemplo, são dois grandes players que confiam no Moovit como API.

“Na prática, como é um negócio muito novo, as pessoas ficam meio céticas; conforme a ideia amadurecer, e [o governo] ver que as cidades estão usando ― como Madrid, e seus milhões de euros economizados ― ficarão mais flexíveis e abrirão a cabeça.”

Pedro Palhares, Country Manager do Moovit

Operação internacional

moovit Foto (Shutterstock)

Em outubro, a Moovit foi premiada na cidade de Detroit, durante o North American International Auto Show.

Na ocasião, a empresa foi selecionada para ser provedora da solução de transporte público da cidade, que está buscando reinvenção como referência em mobilidade.

“Detroit é a meca da indústria automobilística americana, que caiu em decadência por causa dos chineses. E estão correndo atrás para se reinventar não mais como cidade do carro, mas da mobilidade.”

Pedro Palhares, Country Manager do Moovit


VEJA ESTA E OUTRAS DISCUSSÕES SOBRE TENDÊNCIAS GLOBAIS NO WHOW! FESTIVAL 2020.

GARANTA JÁ O SEU INGRESSO AQUI.


FUTURO DA MOBILIDADE E INOVAÇÃO DO SETOR NO BRASIL


+MOBILIDADE

Apps de carona: os novos desafios da mobilidade
Mobilidade elétrica: como os países estão abordando a tendência?
Como Waze, CargoX e ClickBus trabalham para promover a mobilidade nas cidades
As novas tecnologias serão capazes de consertar o problema crônico da mobilidade no Brasil?