Melhores práticas para a inovação corporativa - WHOW

Eficiência

Melhores práticas para a inovação corporativa

O cofundador da The Bakery Brasil, Marcone Siqueira, esclareceu mitos e lições sobre o tema e ainda deixou dicas para metrificar uma inovação

POR Eric Visintainer | 01/04/2021 13h06 Foto Christina Morillo (Pexels) Foto Christina Morillo (Pexels)

Inovar passou de um ideal para uma exigência constante nas empresas, independentemente da localização ou tamanho. Mas praticar a inovação de forma que se obtenha os melhores resultados possíveis é jornada repleta de erros — que são parte do processo –, mitos e lições que pode ser aprendidas.

E para desmistificar alguns pontos e ainda refletir sobre aspectos às vezes esquecidos, como o valor que há a inovação incremental, principalmente no contexto de resultados de curto e médio prazo para as empresas, o portal Whow!convidou Marcone Siqueira, cofundador da versão brasileira da consultoria britânica The Bakery, que foca em inovação corporativa, para mais uma Whow! Live.

Mitos e boas práticas sobre inovação corporativa

O convidado apontou logo no início que existe uma pressão por se inovar atualmente. “Quando olhamos para a pressão de inovar, ela vem de todos os lados: uma pandemia, evolução tecnológica, pressão regulamentar e mudanças comportamentais. E a grande empresa sente isso de todos os lados”, disse.

Professor no tema de fintechs no Ibmec e de inovação aberta na FIAP, Marcone abordou também o que tanto entre os seus alunos de pós-graduação quanto os executivos com os quais trabalho diariamente, existem três mitos e lições

Mito 1: “Aqui as coisas não funcionam assim. A gente só trabalha de uma forma”. Marcone comentou que a cultura em muitas empresas é de que inovar não dará certo, por conta de tentativas frustradas e pela falta de reconhecimento.

Mito 2: “Dentro da empresa temos os melhores talentos do mundo”. O especialista apontou que esta mentalidade é comum e esta presunção pode vender os olhos da companhia. No entanto, é necessário compreender que existem pessoas talentosas em outros locais que também podem auxiliar uma companhia.

Mito 3: “Não precisar pensar em problemas relevantes”. Ele disse que os executivos são estimulados a pensarem em soluções e não em possíveis problemas, para que, ao compreender de fato o problema, se posso lançar um novo produto ou serviço que traga valor para o público-alvo. E nem sempre a primeira ideia será a melhor ideia.

Boa prática 1: “Inovação precisa gerar um resultado”. Se não for possível comprovar o impacto que a tentativa inovadora teve, ela não passou de uma experiência bacana, disse Marcone. Para ele a inovação precisa ter as suas metas dentro de uma empresa como qualquer outra área em uma companhia.

Boa prática 2: “Gestão de portfólio de inovação”. O cofundador da The Bakery Brasil também abordou que as empresas tendem a focarem na inovação disruptivamas esquecem do poder imediato de uma inovação incremental, que pode ajudar nas metas de curto e médio prazo de uma empresa. E pensar apenas no longo prazo pode ser causa da  demissão de um colaborador, segundo ele..

Boa prática 3: “Não uma fórmula ideal para medir a inovação”. O especialista completa ao dizer que as empresas precisam possibilitar uma cultura onde falhar é permitido, mas desde que exista uma metrificação ao final do dia para compreender se as tentativas geraram resultados ou não. E ele conclui ao mencionar a necessidade da inovação também estar aderente com a estratégia e linguagem da empresa.

Quer saber mais sobre formas de medir a inovação e se, de fato, isso deve ser feito, bem como os próximos passos das empresas inovadoras? Confira a Whow! Live na íntegra ao final do texto.

Próxima Whow! Live

Não perca no dia 8 de abril, às 18h, a próxima Whow! Live, com Maitê Lourenço, fundadora e CEO da BlackRocks Startups, um hub de inovação que busca aumentar a diversidade racial no ecossistema empreendedor brasileiro, quando vamos aprofundar no tema “Diversidade no ecossistema das startups”.


E não perca as novidades nas nossas redes sociais no LinkedIn, Instagram, Facebook, YouTube e Twitter.


ASSISTA A LIVE NA ÍNTEGRA COM O COFUNDADOR DA CONSULTORIA THE BAKERY BRASIL 


+INOVAÇÃO CORPORATIVA

10 tipos de inovação para criar novos produtos e serviços
Você conhece a ISO da Inovação?
A inovação corporativa dentro da centenária EY
10 empresas com laboratórios de inovação corporativa