Lojinha da Lívia: a papelaria virtual que prosperou na pandemia
Pessoas

Lições da Startup: Papelaria virtual que prosperou na pandemia

Papelaria virtual: entenda como a empresa da jovem empreendedora Lívia prosperou na pandemia. Veja também como aplicar as estratégias dela

POR Redação Whow! | 09/06/2021 15h32 Lições da Startup: Papelaria virtual que prosperou na pandemia

Uma papelaria virtual e uma jovem empreendedora com vontade de crescer: conheça aqui o case da Lojinha da Lívia e veja como aplicar as estratégias dela no seu negócio.

Importância do empreendedorismo jovem

O empreendedorismo está crescendo no Brasil. De acordo com estudo realizado pelo Sebrae, somente em 2020, 626.883 de micro e pequenas empresas foram abertas no país. E isso aconteceu mesmo com a desaceleração da economia, causada pela pandemia.

Nesse sentido, cada vez mais, os jovens seguem ativos em ter a própria empresa. Assim, em 2017, um levantamento sobre empreendedorismo feito pela MindMiners, encomendado pelo PayPal, mostrou que 32% dos empreendedores brasileiros têm entre 18 e 24 anos. 

Afinal, empreender, para muitos desses jovens, pode ser uma possibilidade não somente de independência, mas também de causar impacto na sociedade.  Nesse contexto, o empreendedorismo acaba exercendo uma importante função social, com o surgimento de novos postos de trabalho. 

Dessa forma, inconformados com a realidade e tendo acesso à tecnologia, eles desenvolvem soluções inovadoras para antigos problemas.  Vale ressaltar também que empreender não é necessariamente abrir uma empresa. Afinal, muitos desses jovens empreendedores aplicam suas ideias em grandes organizações, transformando a realidade de clientes e, até mesmo, da própria empresa que atuam.  

Portanto, conheça agora o case da papelaria virtual da jovem empreendedora Lívia.

Case de ecommerce da Lojinha da Lívia 

“Seja bem-vindo ao meu mundo e saiba que foi totalmente preparado para encantar o seu.” é o que diz Lívia, no site da sua “Lojinha”, que de pequena tem só o diminutivo no nome. Em síntese, a paixão de uma jovem pelo mundo da papelaria, redes sociais e por viagens foi o pontapé inicial para o surgimento do negócio.

Em suma, Lívia, que queria apenas juntar dinheiro para sua próxima viagem, viu todo seu estoque, preparado para cinco meses, ir embora em pouquíssimo tempo. Atualmente, a empresa conta com 14 funcionários e, junto ao pai, que é o seu sócio, Lívia pretende tomar ainda mais o mercado nacional e se transformar em uma grande empresa.

Esse sucesso todo tem origem nas estratégias que Lívia desenvolveu para sua loja. Ela, entretanto, não tinha experiência ou conhecimento algum sobre e-commerce ou mercado quando iniciou seu empreendimentoMas, como isso foi possível? Nós vamos te explicar tudo.

A origem da lojinha que é um sucesso

Lívia, desde criança, é apaixonada por papelaria. Já dá para imaginar o quanto ela devia ficar feliz na hora de comprar o material escolar. Em seu site, ela conta que este momento a deixava maluquinha e ansiosa

Na época do seu ensino médio, Lívia, que sempre viajou bastante com os pais, mantinha um perfil no Instagram onde divulgava um pouco sobre seus estudos e também suas viagens. Assim, sempre que postava algum produto que havia comprado fora do país, não dava outra: as pessoas perguntavam se ela vendia e se interessavam pelo produto. 

Então,em uma de suas viagens, no início de 2017, ela teve a ideia, completamente despretensiosa, de montar sua loja virtual. A princípio, o objetivo era juntar reais, trocar por dólares e partir para a próxima viagem, no meio do ano.  Logo, Lívia então preparou seu estoque e criou um outro perfil no Instagram, chamado @lojinhadalivia. Nele, ela divulgava os seus produtos.

@lojinhadalivia – A Primeira Surpresa! 

Logo no início aconteceu algo que Lívia não esperava: todo seu estoque, preparado apenas para cinco meses, foi embora em duas semanas. Dá para acreditar? Com isso, Lívia percebeu que sua lojinha poderia ser a oportunidade de um negócio de sucesso. Seu pai tornou-se seu sócio, aprendeu tudo sobre papelaria e começou a lhe ajudar.

O crescimento da sua papelaria virtual fez com que Lívia abrisse também sua loja física na cidade onde mora, Vila Velha, no estado do Espírito Santo.  Outra consequência do aumento das vendas na papelaria virtual, foi o fato de Lívia ter de encontrar formas mais profissionais de atender os seus clientes. Assim, ela sem entender muito sobre e-commerce e logística de entregas, decidiu estudar sobre o assunto.

Em julho de 2019, ela adquiriu uma plataforma que supria suas necessidades. Antes disso, havia tido uma outra experiência com outro fornecedor de um sistema de e-commerce. Porém, não atendeu suas expectativas.

Do início do uso do novo sistema até este ano, a loja apresentou um crescimento de 562%.

Crescimento acelerado e vendas na pandemia

A pandemia e, consequentemente, o isolamento social, contribuíram para o aumento das lojas virtuais no mundo inteiro. Com Lívia, não foi diferente. Somente na pandemia, a Lojinha da Lívia, que tinha 3 funcionários, contratou mais 11 pessoas. Para ela e seu pai, a empresa só tem a crescer quando entra mais um novo colaborador.

Durante este período, Lívia investiu em uma comunicação mais próxima junto aos seus clientes nas redes sociais, nada muito comercial. Em plena pandemia, as vendas da loja estavam a pleno vapor. Para melhorar a organização dos pedidos e dar conta de uma demanda muito maior, foi implementado na papelaria um sistema de códigos de barras.

Nesse contexto, Lívia acredita que a sua presença ativa nas redes sociais, bem como o seu sistema de logística de entrega foram cruciais para o aumento das vendas no período. 

Presença digital e canais de venda

Hoje, somente em seu perfil no Instagram, a papelaria virtual acumula 240 mil seguidores. Suas publicações contém em torno de 20 mil curtidas e centenas de comentários. A loja está presente também no Facebook, Pinterest, Tumblr, Tiktok e no YouTube. A comunicação que Lívia utiliza tem o objetivo de aproximá-la do seu público. Assim, ela é ativa e constante nas redes sociais.

Vale ressaltar também a preocupação dela em sempre manter a mesma qualidade da experiência oferecida em todos os pontos de contato com o cliente, tanto na sua loja física quanto no e-commerce.  Hoje, ela vende através do seu site e também utiliza a loja do Instagram.

Como aplicar essas estratégias de Lívia em uma pequena empresa?

As estratégias utilizadas por Lívia na sua loja podem ser utilizadas por qualquer empresa que deseje iniciar suas vendas no meio virtual. Segundo ela, é muito importante o estudo e o planejamento. É dessa forma que podemos entender o público, como ele se comporta, quais são suas necessidades e como atendê-las da melhor forma.

Nesse sentido, outro ponto importante está relacionado à persistência e a resiliência. Montar um negócio exige tempo, esforço e dedicação. Porém, nem sempre, pode ser que as vendas sejam tão rápidas como foi com Lívia. Entretanto, quando se conhece bem o mercado e se descobre a melhor forma de interagir com os clientes, o caminho para o crescimento fica muito mais curto.

Quais aprendizados da Livia podem ser aplicados ao seu negócio? Gostou de conhecer o case da Lojinha da Lívia? Assinando a Newsletter da Whow, você recebe diariamente conteúdos interessantes como este. Clique aqui para fazer a sua assinatura gratuitamente agora mesmo!