LiveShopping: a ferramenta de compras ao vivo da Natura - WHOW

Eficiência

LiveShopping: a ferramenta de compras ao vivo da Natura

LiveShopping: demonstração, interação com consultores e compra ao vivo. Entenda como a Natura aplicou isso ao seu processo de vendas on-line

POR Redação Whow! | 24/05/2021 18h43

Há alguns anos atrás a venda através de infoprodutos na TV fazia um sucesso tremendo.  Definitivamente, era difícil não sentir a necessidade de ter a panela ultra revolucionária ou a escova de cabelos com mil funções. Para adquirir algum produto, bastava ligar no 0800, esperar ser atendido até finalizar a compra. Mas, isso tudo faz parte do passado.

Em síntese, é possível fazer tudo isso hoje com um clique. E, ainda por cima, sem deixar de assistir a demonstração, que ocorre ao vivo, não mais gravada. A Natura investiu nesse tipo de plataforma e já colhe os frutos desse novo jeito de vender.

Neste conteúdo, entenda como o LiveShopping da Natura está fazendo sucesso, como a empresa segue investindo em tecnologia e veja alguns números do uso desse tipo de plataforma no Brasil e no mundo.

LiveShopping e a digitalização das vendas

Chamado também de  Shop Stream ou Live Commerce, o Live Shopping está sendo considerado o passo seguinte ao e-commerce. Tratam-se de aplicativos e ou plataformas web, nos quais, além da venda de produtos, é possível realizar transmissões ao vivo – lives, com demonstrações dos produtos. 

Vale ressaltar que, para que o conceito seja aplicado, as interações devem começar e terminam dentro da plataforma. Por exemplo, uma live no youtube, ou facebook só será chamada de LiveShopping, se a compra for realizada dentro do site de streaming.

Nesse contexto, empresas criam plataformas na web para que a experiência do usuário seja completa. Aqui, os consumidores também podem interagir com o vendedor, geralmente um influencer, em tempo real, para tirar suas dúvidas.

Negócio da China?

Um relatório da consultoria Deloitte apontou que o recurso já vale em torno de 4,4 bilhões de dólares, com mais de 450 milhões de espectadores.

Em resumo, até março do ano passado a China registrou 560 milhões de pessoas assistindo a programas de compras ao vivo. Isso configurou  um aumento de 126 milhões em relação a junho de 2019, de acordo com um estudo do China Internet Network Information Center.

Taobao, do grupo Alibaba, e o próprio TikTok já estão surfando na onda do Live Shopping. O Facebook não ficou só olhando o movimento e criou o recurso lojas, dentro do app. Nele, pode-se realizar vendas ao vivo durante as lives, através dos catálogos expostos no canto inferior do vídeo.

Em síntese, esse sucesso todo vem do fato que este modelo uniu dois melhores mundos: fazer compras sem sair de casa e a possibilidade de tirar dúvidas em tempo real. Afinal, às vezes uma simples dúvida ou então ter que sair da transmissão, são fatores que impactam diretamente na decisão de compra.

O Live Shopping ganhou projeção no setores de moda e beleza.  De acordo com estudo realizado pela Hootsuite estima que, somente nos EUA, são gastos anualmente por volta de 400 bilhões de dólares em produtos de moda e beleza. E, detalhe: tudo isso em lojas virtuais.

Ainda segundo a Hootsuite, esta é a  categoria de e-commerce que mais vende. Eletrônicos  (360 bilhões de dólares ao ano) e o combo comida e cuidados pessoais (140 bilhões ao ano) vem em seguida.

Dessa forma, no Brasil, o Live Shopping já ganhou vários adeptos do seu modelo. A Natura foi uma dessas empresas.

Natura investe em tecnologia para conquistar mais clientes

Somente na América Latina, a Natura soma mais de 1 milhão de consultoras ativas. Boa parte delas, está sempre em busca de encontrar novas formas de oferecer os seus produtos.

Logo, a empresa buscou também novas formas de ajudá-las. Assim, foi criada a Rede Natura, plataforma que reúne várias lojas virtuais das próprias revendedoras, disponibilizando os produtos em um e-commerce para o cliente final.

Mas, a inovação não para aí. Para assegurar que os pedidos cheguem corretamente na casa das consultoras, a Natura desenvolveu uma central de experiência.  Outra solução desenvolvida foi focada no rastreamento das entregas, que fornece informações sobre atrasos e outros dados,  em forma de dashboards.

Assim, a localização dos itens é facilmente visualizada, tanto pelas revendedoras quanto pelas clientes. Dessa forma, ambos os lados conseguem saber exatamente onde está o produto. A adesão a este modelo é satisfatória, de modo que aproximadamente 40% das consultoras utilizam a solução em forma de app.

A Natura, ao final de cada pedido, envia uma pesquisa de satisfação, por meio de um sistema de NPS (Net Promoter Score), que permite a avaliação da experiência com notas entre 0 e 10. Utilizando dessa forma a voz do cliente, com um dos fatores para decisões corporativas. 

Natura cria ferramenta própria de compras ao vivo

Diante de tanta aplicação em tecnologia a Natura vem cuidando da experiência do seu cliente e vem criando suas LiveShoppings. Porém,  a análise do uso de uma nova forma de vender não começou a ser pensada apenas na pandemia.

Desde 2019, a Natura vem estruturando novas formas para conectar o cliente ao mercado. Como primeiro passo, lançou a Meditação da Alexa, assistente virtual da Amazon. Ou seja, a evolução da empresa digitalmente vem ocorrendo de forma gradual, focando principalmente  na experiência do cliente através do voice commerce.

Assim, aumentou o portfólio de soluções digitais com o lançamento da  Natura LiveShopping, sua ferramenta de compras ao vivo.

A plataforma, que combina streaming de vídeo e e-commerce, foca na interatividade e em conteúdos de qualidade ao seu público. Em outras palavras, torna a venda mais dinâmica tanto para consultoras quanto para clientes.

Primeiramente, antes do lançamento da plataforma de LiveShopping, a Natura já havia experimentado como seria essa experiência, em 2020, por meio de uma live da The Body Shop, uma das empresas do grupo.

Em suma, neste projeto piloto, ficou comprovado que o cliente não precisa sair da live para concluir a sua jornada de compra. Ou seja, para que isso ocorra a empresa aposta além da venda em atendimento exclusivo aos seus clientes. 

Vendas da marca em ascensão no meio digital

O LiveShopping parece estar rendendo bons frutos à Natura. Somente no primeiro trimestre de 2021, as vendas digitais tiveram alta de 253%. Na América Latina,  o número médio de consultoras que compartilham conteúdos aumentou mais de 350%

Os pedidos também cresceram em torno de mais de 1,3 milhão de lojas virtuais. Já as consultoras na região cresceram 80%, em comparação com igual período de 2020.

Em síntese, para garantir esse sucesso, a Natura conta times de inovação focados em tendências, além de manter o relacionamento com o ecossistema de startups e tecnologias emergentes. 

Viu só como a Natura inovou o seu processo de vendas, pensando em oferecer a melhor experiência ao cliente? Se você gostou deste conteúdo e quiser receber mais artigos interessantes como este, assine agora mesmo gratuitamente a nossa newsletter!