WHOW

Leite à base de repolho e abacaxi: a próxima promessa da NotCo

destaquenatco

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Fundada em 2015 por três chilenos – Karin Pichara, Matías Muchnick e Pablo Zamora –, a NotCo foi criada com a ideia de aplicar o que a indústria farmacêutica vinha fazendo com sucesso para recriar alimentos de origem animal usando apenas plantas.

“Queremos democratizar o que é saudável. Isso tudo, sem abrir mão do sabor”, disse Luísa Marchiori, diretora de Marketing para a América Latina da companhia, durante o New Retail Summit, em Santiago, no Chile. 

Para isso, a empresa criou o Giuseppe, uma inteligência artificial que cruza a estrutura molecular de alimentos de origem animal com uma base de dados com mais de 30 mil elementos para sugerir receitas e combinações que entreguem o mesmo resultado em termos nutricionais e de sabor. [/vc_column_text][vc_column_text]

“Queremos democratizar o que é saudável. Isso tudo, sem abrir mão do sabor”

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]O primeiro produto lançado pela marca foi uma maionese sem ovos à base de limão, grão-de- bico, azeite, sal e pimenta. Em testes às cegas, segundo a marca, 98% dos consumidores não perceberam a diferença entre o produto feito a partir de ovos e o outro, de plantas.

Mais recentemente, a NotCo lançou outras novidades, como um leite com o mesmo sabor do leite de vacas, mas que leva em sua composição repolho e abacaxi. “Ele tem o mesmo cheiro e sabor do leite da vaca”, garante Luísa.

Há três meses no Brasil, a empresa já tem 3% do market share de maionese no Grupo Pão de Açúcar, única rede por enquanto onde é vendida. No Chile – terceiro país que mais consome maionese –, a fatia de mercado é de 17%. “Ao contrário do Brasil, no Chile basta estar em uma ou duas redes para ter um grande alcance”, diz Luísa.[/vc_column_text][vc_single_image image=”1341″ img_size=”large”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Veganos? Não!

Em termos de comunicação, a NotCo tem como foco Millennials entre 20 e 35 anos. “São os que mais se identificam com o nosso propósito”, explica a executiva.

Mas para a surpresa da marca, muitos dos que consomem seus produtos são mais velhos, uma vez que são orientados por médicos e nutricionistas a terem uma alimentação mais saudável.

Segundo Luísa, 92% dos consumidores da NotCo não são veganos. “Antes de qualquer coisa, perguntem sempre qual é o why not de vocês”, disse Luísa diante da plateia de varejistas. 

[/vc_column_text][vc_column_text]

“Os Millennials são os que mais se identificam com o nosso propósito”

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_single_image image=”1353″ img_size=”large”][/vc_column][/vc_row]

Sair da versão mobile