Especial investimentos em startups: 10 aportes e 4 aquisições em maio no Brasil - WHOW
Consumo

Especial investimentos em startups: 10 aportes e 4 aquisições em maio no Brasil

Setores de finanças, saúde mental e recursos humanos foram alguns dos que receberam investimentos no último mês, segundo levantamento do Whow!

POR Adriana Fonseca | 03/06/2020 10h54

O levantamento feito mensalmente pelo Whow! desde agosto do ano passado identificou, em maio, 10 investimentos em startups no Brasil e 4 aquisições. E contamos com a colaboração da 100 Open Startups para trazer este resumo dos aportes todos os meses.

No mês passado, destaque para as rodadas feitas na Gupy, startup da área de recursos humanos, – com a qual entrevistamos a CEO e cofundadora Mariana Dias – e na Zenklub, de saúde mental, – que também conversamos com o CEO, Rui Brandão. O valor aportado na primeira foi de R$ 40 milhões e na segunda, R$ 16,5 milhões. Uma outra startup de saúde mental também recebeu investimento em maio. Foi a Psicologia Viva, em uma rodada que totalizou R$ 6 milhões.

No final da matéria estão os links para os aportes mês a mês.

Investimentos no Brasil em maio

a55

A fintech recebeu um aporte de US$ 5 milhões do Santander InnoVentures, fundo de capital de risco do Grupo Santander. A empresa que nasceu em 2018, já conta com profissionais no Brasil (São Paulo e Florianópolis) e no México (Cidade do México) e trouxe ao mercado soluções alternativas de crédito garantidas pelas receitas recorrentes das empresas. Este foi o segundo aporte da startup, após uma rodada anterior de US$ 3 milhões.

Accountfy

A empresa focada na digitalização da área financeira das empresas recebeu um aporte de US$ 6,5 milhões da gestora Redpoint eventures e HDI Seguros. Agora, com o investimento, a startup fundada em 2017 e com sede no Rio de Janeiro deve acelerar sua expansão internacional e a diversificação de serviços.

ClickCash

A fintech que começou a operar em março deste ano recebeu um aporte de R$ 2,5 milhões, que será usado para ampliar a carteira de crédito e cumprir a meta de conceder entre R$ 9 milhões e R$ 10 milhões até o final deste ano.

FestaLab

A plataforma de planejamento de festas recebeu investimento de R$ 7,5 milhões em uma rodada liderada por Canary, Big Bets e Atlantico. A proposta da empresa, fundada em 2017, é ser um hub de serviços de festa, simplificando e agilizando a organização de eventos. 

Genoa Performance

Fundada em 2017, a startups utiliza  inteligência artificial para melhorar o relacionamento com o cliente. O aporte de R$ 2,5 milhões veio da Verus Group, como foco no aumento das vendas da empresa.

Gupy

A startup de recrutamento de candidatos por meio de inteligência artificial captou R$ 40 milhões em uma rodada liderada pela Oria Capital, gestora de fundos especializada em tecnologia que investe em organizações de alto crescimento e já consolidadas em seus mercados. Fundada em 2015, a Gupy cresceu sua receita em 25% no primeiro trimestre de 2020. 

Houpa

A plataforma do mercado da moda atacadista recebeu R$ 12 milhões de investimento em maio. A intenção do marketplace, que já reúne mais de 20 mil usuários, é chegar a marca de 1 milhão até o final deste ano.

Meu Tudo 

Com foco em crédito consignado on-line, a startup conseguiu um investimento de R$ 12 milhões, que incluiu a gestora de venture capital Domo Invest e os próprios sócios. A partir deste aporte, o foco será em planejar o crescimento, através da melhora nos canais de aquisição, atendimento e suporte aos clientes.

Psicologia Viva

A startup que tem sede em Belo Horizonte recebeu um aporte de R$ 6 milhões. O dinheiro será investido em contratação de pessoas, lançamento de serviços e para impulsionar a atuação da plataforma no Brasil e na América Latina. A rodada de investimento foi liderada pelo Fundo Neuron Ventures, do Grupo Eurofarma.

Zenklub

A plataforma que oferece sessões de terapia on-line e conteúdo sobre saúde mental conquistou um aporte de R$ 16,5 milhões. A rodada foi liderada pelo fundo português Indico Capital Partners e teve a participação de executivos brasileiros do setor de saúde. A empresa investidora já havia injetado na startup R$ 2,5 milhões um ano atrás. A expansão da Zenklub no Brasil – a empresa também atua em Portugal – vai se concentrar no segmento corporativo.

Aquisições de startups

Abaixo, as aquisições que aconteceram no mês de maio no mercado brasileiro.

Escale

A startup que funciona como uma força de vendas para empresas, conectando consumidores às marcas, comprou a Cobmax, também especializada em vendas. Criada em 2013, a empresa já realizou quatro aquisições.

Valid

A empresa que atua no setor de transações de dados e financeiras, com mais de 60 anos de mercado, pagou R$ 4,9 milhões pela Estacionamento Digital, que atua na venda da Zona Azul para estacionamento em diversas cidades brasileiras.

Stone

Com o objetivo de aumentar os seus serviços aos clientes, a Stone, startup unicórnio de meios de pagamento, comprou a Vitta em maio, mas não revelou o valor pago. A fintech já utilizava os serviços de saúde da healthtech e agora terá 100 % das operações.

Hotmart

Fundada em 2011, em Belo Horizonte, a Hotmart, plataforma que atua na venda, divulgação e compra de produtos digitais, adquiriu a Wollo, uma startup que possibilidade a rentabilização de conteúdos on-line, principalmente podcasts, por um sistema de assinatura . Hotmart não revelou o valor da aquisição, mas assumirá o desenvolvimento do Wollo. Esta foi a terceira aquisição da empresa mineira nos primeiros meses de 2020.

investimentos
Arte (Grupo Padrão)


+INVESTIMENTOS

9 aportes e 7 aquisições em abril no Brasil
 13 aportes e 2 aquisições em março no Brasil
20 startups brasileiras receberam investimentos em fevereiro; 5 aquisições

9 startups brasileiras receberam investimentos em janeiro 2020