Internet 4G chega na Lua com parceria entre NASA e Nokia - WHOW
Tecnologia

Internet 4G chega na Lua com parceria entre NASA e Nokia

NASA contrata Nokia para a instalação de uma rede 4G na Lua, como parte de seus esforços na criação de uma base capacitada à presença humana

POR Carolina Cozer | 05/11/2020 11h09

O Bell Labs, empresa de pesquisa industrial e desenvolvimento científico, que é um dos braços da finlandesa Nokia, foi recentemente selecionado pela NASA para o projeto de instalação da primeira rede 4G na Lua.

Este projeto faz parte do interesse da NASA de construir uma estação-base lunar totalmente capacitada para a presença humana ― chamado Programa Artemis. A meta tem prazo final para o ano de 2028, e a instalação de um sistema de internet 4G traria enormes avanços para esses esforços, segundo nota oficial.

Para este projeto, a Nokia Bell Labs recebeu US$ 14,1 milhões, e prometem integrar a rede na superfície lunar até o final de 2022. De acordo com a Nokia, as comunicações via 4G serão um componente crucial para a evolução do Programa Artemis. A rede fornecerá recursos de comunicação para transmissão de dados, incluindo funções de comando e controle, controle remoto de rovers lunares, navegação em tempo real e streaming de vídeo de alta definição.

A 4G lunar também será projetada para suportar as condições adversas de lançamento e pouso espacial, e para operar nas condições extremas do espaço. Em vez de torres de energia e rádios, a rede será transmitida através de um aparelho de tamanho compacto, que funcionará em pontos específicos.

Ao infinito e além

Além do projeto com a Nokia Bell Labs, a NASA concedeu cerca de US$370 milhões para uma porção de outras empresas que irão ajudar no projeto de criação da base lunar. Além da internet 4G, essas inovações incluem geração de energia remota, congelamento criogênico, robótica e segurança para pouso.

Caso o Programa Artemis seja um sucesso, a NASA planeja alavancar todas essas inovações para uma futura expedição a Marte.


+NOTÍCIAS

Startup e impressora 3D podem proporcionar vida em Marte
O robô atleta capaz de explorar ambientes de baixíssima gravidade
Entenda como foi possível a criação do primeiro coração impresso com células humanas
Amazon, SpaceX e OneWeb disputam a ‘corrida espacial’ para conectar o planeta