Inovações nos modelos de negócios de empresas no Brasil - WHOW
Vendas

Inovações nos modelos de negócios de empresas no Brasil

Ninguém passou ileso. Veja como uma rede de hotéis, uma fintech e mais duas startups se reinventaram na crise causada pelo novo coronavírus

POR Adriana Fonseca | 19/06/2020 14h10 Inovações nos modelos de negócios de empresas no Brasil Arte Grupo Padrão (@flaviopavan_76)

Em 2020, as empresas precisaram se adaptar, inovar. Difícil encontrar um negócio ou mesmo modelos de negócio que tenha passado ileso por isso. Diante de um novo cenário e novas formas de convívio social impostas pela Covid-19 surgiram inovações na forma de prestar serviço aos clientes e nos modelos de negócios. Em uma entrevista recente à Consumidor Moderno, Clara Bidorini, especialista na área de aceleração corporativa, afirmou que a pandemia adiantou o relógio da inovação das empresas. Questão de sobrevivência. “A pandemia nos tira da zona de conforto e nos expõe ao risco: estes são os lugares onde a inovação acontece”, disse ela.

Conheça algumas das inovações que aconteceram nos modelos de negócio no Brasil por conta do novo coronavírus.

Accor

A rede de hotéis remodelou seus espaços para oferecer aos clientes o que chamou de room office privado. Os quartos foram adaptados para que o consumidor tenha a opção de ter um escritório privado fora de casa que atenda todas as normas sanitárias. A intenção é oferecer um espaço seguro, confortável e calmo para que as pessoas consigam trabalhar. Quem faz reservas semanais ganha 10% de desconto no valor e as reservas mensais recebem benefício de 25%. O horário de check-in no escritório privativo é a partir das 8 horas da manhã e o expediente – ou check-out – pode se estender até as 20 horas. 

Cora

A fintech que atende pequenas e médias empresas colocou no ar a plataforma Compre dos Pequenos, que permite aos consumidores comprarem vouchers de produtos e serviços de pequenos negócios para serem usados quando a situação se normalizar. A ideia é que com a antecipação de receita os empreendedores possam arcar com suas obrigações financeiras. Além disso, o site traz conteúdo informativo para os donos de pequenos negócios. Segundo os fundadores, a empresa tomou a decisão de criar a plataforma porque sua missão é ajudar os pequenos negócios a atingirem seus sonhos, mas, no momento, essas empresas estão preocupadas em sobreviver. 

TempoTem

A empresa que surgiu para conectar clientes a prestadores de serviços automotivos e residenciais, como chaveiros, eletricistas, hidráulica e instalações, percebeu um aumento na demanda por serviços de higienização após a pandemia. Assim, lançou dois serviços de desinfecção: para ambientes e carros. A diretora da empresa, Bianca Amaral, gravou um vídeo no LinkedIn explicando a nova oferta. Hoje, os serviços mais procurados da TempoTem são desinfecção de superfícies, serviço de consulta médica remota (telemedicina) e atendimento psicológico por telefone. Apenas o quarto e o quinto itens da lista estão ligados ao negócio original da empresa: suspeita de curto-circuito e guincho 24 horas. 

Vendify

A empresa nasceu em 2018 para levar soluções de micromercados para espaços corporativos, seguindo o conceito de autosserviço. Este ano, com o novo coronavírus e o home office imposto na maioria das empresas, a Vendify se viu diante de um desafio, pois seus minimercados estavam em locais onde agora não existiam mais pessoas circulando. “Inovação e criatividade. Palavras que nos orientaram a olhar o cenário desafiador e pandêmico, e nos fizeram chegar até aqui com um produto nascido da crise para colaborar com o isolamento social que ela trouxe a todos os brasileiros.” Assim a empresa descreveu sua adaptação ao novo cenário. A Vendify levou suas lojas para os condomínios residenciais – onde agora estão seus consumidores. O novo negócio ganhou um nome: home market.


+MODELOS DE NEGÓCIO

Estamos vivendo em uma bolha de unicórnios?
20 motivos que levam as startups à falência
É possível desenvolver uma inovação e crescer no curto prazo?
O que são negócios exponenciais?