WHOW

Inovação sem direção é um tiro no pé

inovacao 1 1 scaled 1

A inovação é o cerne de todos os assuntos que tratamos aqui no Whow! Empresas que apresentam um propósito e ideia de mercado coerente com as demandas do futuro, estão melhor posicionadas para inovar e liderar, nesse contexto.  

Mas inovar sem planejamento não direciona a um ponto de chegada, você sabe onde quer chegar com ela? Leia esse conteúdo que preparamos e entenda como direcionar a inovação no seu negócio. Boa leitura!

Mas o que é inovação?

Existem diversas definições a respeito do que é inovação. A primeira delas é simples: Conectividade.  Em síntese, inovação é encontrar maneiras para resolver problemas, produzindo benefícios para a sociedade e valor para quem inova. Mas como aqui no Whow! O assunto é voltado para o mundo mercadológico, vamos focar na inovação econômica, ou seja, voltada para o mundo dos negócios. Ok?

O pai da administração moderna, Peter Drucker, descreve inovação como “o ato de atribuir novas capacidades aos recursos existentes na empresa para gerar riqueza”.

Ou seja, através de um olhar voltado à uma lente administrativa, inovação é buscar novos conceitos para melhorar, de alguma forma, algo para a empresa.

Essa melhoria pode ser no fluxo de trabalho, na conquista de novos clientes, na experiência do usuário ou até nas relações profissionais. Não importa qual seja o motivo, sempre há uma forma de inovar.

Motivos para pensar inovação estrategicamente

Assim como qualquer outra medida a ser tomada em um negócio, a renovação precisa ser pensada estrategicamente. De forma contrária, essa ferramenta incrível pode ficar sem direção e acabar virando um revés para a empresa.

Porém, é preciso compreender que não existe inovação sem risco. O risco está presente em toda a implementação da inovação. Seja na sua ideia, na sua aplicação, assim como no resultado desejado. Para inovar, é preciso correr riscos.

Esse é justamente, um dos motivos porque é preciso pensar em inovar de uma forma estratégica. Afinal, ao longo de toda história da humanidade, a evolução sempre esteve presente. É algo que faz parte da definição do ser humano. Buscamos sempre nos desenvolver, mesmo que seja em direção a um desconhecido que pode trazer riscos.

O mesmo funciona para as empresas. Além delas serem formadas por pessoas, os seus produtos ou serviços, também são para pessoas. Mesmo companhias já estruturadas no mercado, precisam compreender que a inovação é essencial para poder se manter no futuro dos negócios.

Por isso, os líderes das empresas precisam compreender qual o lugar do seu negócio no mercado. Somente a partir desse panorama, que a empresa poderá determinar que tipo de risco pode tomar.

Um investimento, que não possui riscos, o retorno pode até ser garantido, mas será um valor menor. O mesmo acontece de forma contrária. Investir em algo que possui grandes riscos, não garante retorno de investimento, no entanto a recompensa pode ser extraordinária.

Elencando objetivos práticos

Sabemos que é impossível prever o futuro. Mesmo empresas estruturadas, podem sofrer danos a qualquer momento. Conforme a pandemia nos mostrou, alguns hábitos de consumo se modificaram, provavelmente, para sempre.

Por isso é fundamental organização e planejamento, pois assim a empresa terá maiores possibilidades de moldar o seu futuro e até encabeçar a direção do mercado. Nesse sentido, separamos alguns objetivos práticos, para conseguir inovar da melhor forma. Confira:

Empresas que tem propósito, criam uma cultura de inovação

As empresas que trabalham com um propósito bem definido, permitem aos seus funcionários maior engajamento nos valores da organização. Esses trabalhadores, são inspirados a trabalhar juntos, sempre norteados perante os propósitos da organização. Nesse contexto, sentem-se mais motivados a investir energia nos seus trabalhos.

A inovação é fortalecida pelo propósito.

Além de focar nas métricas corporativas tradicionais, os colaboradores também irão se engajar na busca por inovações. Pois, com isso, funcionários buscam resultados coletivos, visando o crescimento da empresa.  Dessa forma, passam a incorporar para si, o propósito da instituição.

Veja empresas que pensam inovação de forma estratégica

Separamos alguns exemplos de empresas se atualizaram de forma estratégica.

  • Sicoob Coopercredi. A cooperativa enxergou a necessidade de automatizar seu serviço. Após a implementação da inovação, os clientes já contam com 72% a menos de tempo gasto nas solicitações.
  • Getninjas. A empresa que facilita a atuação de 1,5 milhão de funcionários autônomos, inovou na pandemia ao permitir que esses profissionais realizassem atendimento via vídeo ou vídeo chamada.
  • Stella Artois, Nestlé e Nespresso. Com a baixa de faturamento dos bares e restaurantes, as marcas inventaram um sistema de vouchers a fim de apoiar estes estabelecimentos prejudicados.
  • Livre. Essa startup cria kits para motorizar qualquer tipo de cadeira de rodas. Eles utilizaram de um motivo nobre (auxiliar pessoas com deficiência), para inovar no mercado.
  • Insana. Essa cervejaria artesanal atualizou com planejamento e criatividade. Localizada no Paraná, terra do Pinhão, a empresa criou a primeira cerveja de pinhão.

São diversos os exemplos de empresas que utilizaram da inovação para direcionar o seu mercado e produto. Dessa forma, conseguem se manter sempre atualizadas, com funcionários satisfeitos e ainda inseridos no futuro do mercado.

Se você gostou desse texto, assine a nossa newsletter e receba diariamente conteúdos sobre inovação no mercado de trabalho.

Sair da versão mobile