Hospital Albert Einstein anuncia investimento em startup que reduz desperdício de sangue - WHOW

Eficiência

Hospital Albert Einstein anuncia investimento em startup que reduz desperdício de sangue

SaveLivez ajuda bancos de sangue e hospitais a diminuírem a falta de sangue e a economizarem através de decisões com base em dados

POR Gabriely Souza | 04/09/2019 13h20

Uma única bolsa de sangue pode salvar a vida de até três pessoas, segundo dados do Ministério da Saúde. A demanda por tipos sanguíneos e a variação na participação de doadores, especialmente no inverno e de tipos mais raros, como o O-, o de doação universal, ainda é preocupação de muitos hospitais.

A tecnologia pode ajudar nesse processo, e a novidade nesse tema é o investimento do Albert Einstein – considerado um dos melhores hospitais da América Latina – na startup SaveLivez, que reduz falhas e desperdício de sangue.

Através de Data Science, a SaveLivez faz previsão de demanda de sangue e mensuração de dados sobre o material. Depois dessa análise, é realizada uma programação de produção, para assim captar doadores sob demanda.

Com o apoio financeiro, a projeção é que a empresa se fortaleça e as soluções sejam usadas no hospital. “Espera-se que, ao final do projeto, tenhamos a SaveLivez com solução robusta, capaz de atender não somente as necessidades do Einstein como de outros players do mercado brasileiro”, afirma Claudio Terra, diretor de inovação e transformação digital da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

einstein1 Foto Unsplash

INCUBAÇÃO 

A SaveLivez e outras startups parceiras do Einstein contam com o suporte da incubadora Eretz.bio, localizada na Vila Mariana. Os empreendedores têm acesso aos laboratórios de pesquisa do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa e contam com o apoio de especialistas do Centro de Inovação Tecnológica (CIT), do Laboratório de Inovação e do Academic Research Office (ARO), além do apoio direto das lideranças, profissionais especializados e pesquisadores do Einstein para desenvolver, prototipar e validar seus produtos e serviços.

A startup também está participando da 4º edição da Aceleradora Estação Hack –o programa de aceleração da Artemisia com o Facebook – que não envolve financiamento financeiro.

Para o CEO do SaveLivez, Rafael Yassushi Oki, a parceria com a Eretz.bio “proporcionou e continua proporcionando apoio com a implementação da solução no Einstein do projeto de validação técnica, mentoria com executivo do setor de saúde que entende das dificuldades do mercado, espaço físico, suporte em propriedade intelectual e suporte em editais de fomento”.


+ SOBRE STARTUPS

Há vagas: 10 startups que estão em busca de talentos
7 startups que receberam aportes em agosto

einstein topo