Habilidades e Competências essenciais para ter sucesso até 2025 - WHOW

Eficiência

Habilidades e Competências essenciais para ter sucesso até 2025

Segundo o Fórum Econômico Mundial, no seu relatório “The Future of Jobs Report 2020”, metade dos funcionários precisarão se requalificar até 2025.

POR Redação Whow! | 01/07/2021 14h43

Todo profissional que deseja ter sucesso no mercado deve estar alinhado com as habilidades e competências que o mercado exige. Até porque, sem elas, qualquer função pode ficar obsoleta. Afinal, com o ambiente de trabalho cada vez mais modernizado, é preciso ficar preparado para as novidades. Se você quer saber quais são as habilidades e competências necessárias para ter sucesso até 2025, confira esse conteúdo exclusivo que preparamos para você. Boa leitura!

Habilidades e Competências indispensáveis até 2025

Segundo o Fórum Econômico Mundial, no seu relatório “The Future of Jobs Report 2020”, metade dos funcionários precisarão se requalificar até 2025. Dessa forma, o relatório apontou diversas habilidades que possuem demanda crescente no mercado. Separamos algumas para você:

Pensamento analítico

Atualmente, muitas vezes não é suficiente que o profissional só tenha conhecimento técnico sobre a sua área. Cada vez mais, são exigidas também as habilidades sociais. Uma das principais é o pensamento analítico. As empresas buscam cada vez mais profissionais capazes de resolver problemas e com boas tomadas de decisão.

Dessa forma, é fundamental que o profissional busque formas de desenvolver sua capacidade analítica.  Vale ressaltar que a aplicabilidade de pensamento analítico pode variar de acordo com cada segmento do mercado. No entanto, geralmente essa habilidade está relacionada com a capacidade de lidar e compreender diversos dados, para então analisá-los e tomar decisões melhores.

Entretanto, ter o pensamento crítico pode ser uma tarefa não tão simples. Por isso, separamos uma lista de como ser um profissional mais analítico. Confira:

1.    Seja observador

Busque observar as pessoas com as quais você se encontra no dia a dia. Ou seja, tente observar e refletir sobre o comportamento delas. Existe algo que te chama atenção?  Assim, você descobrirá aos poucos os processos da sua empresa, além de mapear o comportamento de seus colegas, diante das situações cotidianas de serviço. 

2.    Busque se manter informado

Uma das chaves para melhorar sua habilidade analítica é manter sua mente sempre ativa. Por isso, busque se informar sempre que puder. Seja através de livros, artigos, revistas ou até podcasts, audiobooks ou vídeos do YouTube.

Atualmente já é possível se informar com facilidade sobre qualquer assunto que possa chamar mais sua atenção. Mas vale a pena dar preferência para aqueles que tenham a ver com a sua profissão. Aqui é legal pensar: o que vai agregar ao meu trabalho? Por exemplo, se em minha atividade devo buscar conteúdos relevantes às pequenas e médias empresas, é legal seguir nas redes sociais influenciadores e páginas que realmente possam me agregar a essa busca. 

Assim, as informações vêm até você de forma mais natural. Óbvio que ter conhecimento do macro é fundamental. O que está acontecendo no mundo? Quais os problemas que minha cidade enfrenta? Que tendências de mercado estão surgindo nos países mais desenvolvidos?

3.    Desenvolva o pensamento lógico

Se você quer melhorar sua capacidade analítica, é muito importante desenvolver a sua lógica. Afinal, ela é um dos pontos mais importantes na hora de ter um pensamento crítico.

Portanto, vale a pena realizar exercícios voltados para o desenvolvimento lógico. Por isso, você pode buscar desde de jogos como quebra-cabeças, xadrez, sudoku ou palavras cruzadas até contas de matemática, por exemplo.

Tente encontrar qual é a melhor opção para você e insira ela na sua rotina de estudos.

4. Busque novas experiências

Dificilmente você irá conseguir desenvolver o seu pensamento crítico na sua zona de conforto. Sempre que possível, busque novas experiências, pois elas irão te ajudar a abrir a cabeça e incorporar novos conceitos.

Observe qual o assunto que você mais consome diariamente. A partir dessa análise, faça o exercício de procurar o oposto daquele tema. Consumo conteúdo sobre política? Por que não, então, buscar informações sobre o mundo dos games?

Dessa forma, você pode criar novas soluções para problemas cotidianos com base no aprendizado dos jogos virtuais. Nos games, por exemplo, é muito comum prezar pelo trabalho em equipe e às vezes não há essa percepção sem a busca de novas experiências.

Aprendizagem ativa

Ao longo dos anos, o sistema educacional sempre priorizou o modelo pedagógico onde o professor detinha todo o conhecimento, sendo os alunos apenas receptores passivos das informações que recebiam.

Porém, com o avanço da internet, e a possibilidade de qualquer pessoa ter acesso a qualquer informação rapidamente, esse modo tradicional da educação está enfrentando um desafio.

E uma das metodologias que mais tem encontrado sucesso é a Aprendizagem Ativa. Ou seja, um modo de aprender em que o aluno se envolve no processo de aquisição do conhecimento.

Desse modo, a aprendizagem ativa procura utilizar diversas técnicas para envolver os estudantes durante as aulas. Um exemplo é um grupo de debates, que permite construir um pensamento de maneira conjunta, no qual o aluno se sente motivado e atraído sobre o conteúdo que está debatendo.

Assim, cada estudante é um protagonista na sala de aula, diferente do que acontece tradicionalmente, em que o professor praticamente palestra durante horas a fio. Vale ressaltar que o papel do educador ainda é muito importante neste método, porém ele irá atuar mais como um mediador e mentor do que como autoridade máxima.

Para qualquer profissional que deseja desenvolver o pensamento analítico, o sistema de aprendizagem ativo é ideal. Isso porque esse ensino busca:

  • estimular a proatividade e a autonomia do estudante;
  • incentivar a autoconfiança e criatividade do estudante;
  • desenvolver o raciocínio lógico mais analítico;
  • e ainda facilita a fixação de conteúdos de forma rápida e prática.

Por isso, se você deseja desenvolver além de um conhecimento técnico sobre determinado assunto, como também um pensamento mais crítico, vale a pena buscar instituições de ensino que trabalham com aprendizagem ativa.

Como desenvolver essas habilidades e competências?

Primeiramente você deve compreender que estará fazendo um investimento em si mesmo. Afinal, tanto o pensamento crítico, quanto a aprendizagem ativa, são ferramentas que têm como intuito não só melhorar suas habilidades profissionais, mas também as pessoais.

Por isso, tenha sempre em mente que isso será importante para você. Assim, fica muito mais fácil de se manter incentivado a mudar. Afinal, essas mudanças exigem coragem e determinação, não são tarefas tão fáceis de cumprir.

Sob o mesmo ponto de vista, outro ponto que irá te auxiliar a conquistar seus objetivos, é ter metas bem estabelecidas. Onde você deseja estar daqui a cinco anos? O que você deve fazer para chegar lá?

Seja qual for as respostas dessas perguntas, muito provavelmente você precisa desenvolver certas habilidades e competências. Logo, o seu esforço terá um direcionamento mais claro e maior chance de conclusão.

Se você gostou desse artigo e deseja ficar por dentro dos conteúdos produzidos pela Whow!, assine agora mesmo a nossa newsletter gratuitamente e receba textos voltados ao mercado de trabalho diariamente na sua caixa de e-mails.