Gestão de tráfego: o segredo para atrair clientes e vender mais - WHOW

Eficiência

Gestão de tráfego: o segredo para atrair clientes e vender mais

Entenda a importância do tráfego pago, orgânico, social, de referência e direto para gerar mais negócios no ambiente digital

POR Guilherme Lippert | 12/01/2022 17h18

O mundo mudou bastante nos últimos anos e isso impactou toda a nossa forma de comprar, vender e comunicar. Na Era Digital, as empresas estão em busca de mais presença na internet e é aí que a gestão de tráfego mostra todo o seu valor.

Em uma grande rede repleta de sites, blogs e portais para todos os nichos, como se destacar? A tarefa é árdua e exige estratégia, mas os resultados compensam qualquer esforço. Afinal, é assim que suas ações de Marketing Digital alcançarão os resultados esperados.

Quer saber como aumentar o tráfego em suas páginas e vender mais? Este post tem informações e dicas essenciais para todo empreendedor e gestor. Não deixe de conferir até o final!

O que é tráfego

Para entender o que é gestão de tráfego, você precisa entender o conceito de tráfego. A ideia é bem simples, embora muitas pessoas não tenham familiaridade com termos técnicos do Marketing.

Assim sendo, tráfego é o fluxo de pessoas que acessam as páginas de sua empresa — site, redes sociais e e-commerce. Quanto maior ele é, maior é o alcance de uma marca na internet.

Pense no trânsito: uma estrada com grande tráfego é mais movimentada, certo? No mundo digital, a lógica é a mesma!

O que é gestão de tráfego

A gestão de tráfego nada mais é que uma estratégia complexa com o objetivo de atrair mais usuários para os canais digitais de uma empresa. O trabalho é minucioso e exige planejamento, análise de dados e monitoramento constante.

A metodologia de trabalho inclui a escolha dos canais que fazem mais sentido para cada negócio, levando em consideração seu público-alvo. Além disso, busca segmentar esse público, já que o tráfego, por si só, não é suficiente para gerar vendas.

Em outras palavras, de que adianta receber muitas visitas se elas não são qualificadas para se transformar em negócios? Daí a importância de um bom trabalho de gestão de tráfego, que visa converter visitantes em leads, até que se tornem clientes.

Sendo assim, estamos falando de uma estratégia vital para as empresas. É por isso que cada vez mais gestores se preocupam com sua presença digital e investem em ações para aproveitar todo o potencial da internet a favor de suas vendas.

Os tipos de tráfego

Tráfego não é tudo igual! Explicando um pouco melhor: existem várias formas de atrair pessoas para seus canais digitais.

Uma empresa pode apostar em vários tipos de tráfego, mas essa decisão depende de análises aprofundadas e estratégicas sobre aquilo que ela quer e, claro, o tipo de cliente que ela tem. Essa avaliação precisa ser realizada com responsabilidade, preferencialmente por profissionais qualificados.

Portanto, podemos dizer que existem 6 tipos de tráfego. Eles são os caminhos que um usuário percorre até se tornar um cliente. Veja!

Tráfego Pago

O tráfego pago, como o nome sugere, exige investimentos financeiros em anúncios. Ele é muito útil para organizações que precisam de resultados mais rápidos, já que promove o aumento da visibilidade das páginas.

Vale dizer que, por envolver comprometimento orçamentário, é muito importante que tudo seja executado com base em planejamento e análise de dados. Afinal, nenhum negócio de sucesso gosta de perder dinheiro.

Além disso, é importante entender que existem dois tipos de tráfego pago. São eles:

  • rede de pesquisa — o anúncio aparece nas páginas de busca, como o Google, acima dos resultados orgânicos;
  • rede de display — o anúncio aparece em várias páginas da internet que têm parceria com o Google.

Tráfego Orgânico

O tráfego orgânico é o natural — o que não significa que é aleatório. Ele se refere aos visitantes que chegam até a sua página por meio das pesquisas em buscadores da internet, como o Google.

Você já deve ter pesquisado algo por lá, certo? Consequentemente, recebeu uma lista de resultados para suas dúvidas e perguntas. Para estar nas primeiras posições e conquistar mais acessos, é necessário investir no Marketing de Conteúdo.

Essa estratégia consiste em produzir conteúdos originais, relevantes e com frequência. A empresa investe em um blog ou canal e os alimenta com textos e artigos que ajudam o usuário. Assim, de forma sutil e orgânica, ele se torna autoridade em algum assunto, conquista a confiança dos visitantes e consegue vender o produto.

O trabalho requer diversos conhecimentos e habilidades. Muito mais do que um conteúdo de qualidade, é necessário otimizá-lo por meio de técnicas de SEO (Search Engine Optimization), como forma de ampliar suas chances de ser a primeira posição.

Lembrando que, ao contrário do que possa parecer, o Tráfego Orgânico não é de graça. Isso porque, para conquistar bons resultados com essa estratégia, é fundamental que seu conteúdo seja atrativo e de alta qualidade — o que é conquistado com bons profissionais.

Tráfego Social

O tráfego social é aquele que deriva das suas redes sociais. Ou seja, são as pessoas que chegam até seus canais porque viram algo no Instagram, Facebook, Twitter ou LinkedIn, por exemplo.

Você sabia que o Brasil é o terceiro país do mundo que mais usa as redes sociais? Essa informação já é um indicativo de que tais plataformas não podem ser rejeitadas dentro de suas ações de gestão de tráfego.

Se o brasileiro passa, em média, quase quatro horas do seu dia nesses canais, sua empresa também precisa estar lá. Obviamente, não basta ter uma página, é necessário ter propósito e estratégia em suas postagens.

Você pode criar um post que atraia seus seguidores para o blog ou divulgar uma landing page que estimule o download de um e-book e, com isso, ter acesso aos seus dados de contato. Perceba que tudo faz sentido e caminha para um objetivo maior: vender!

Tráfego de Referência

A indicação é uma das mais poderosas formas de atrair um cliente. Afinal, ela é baseada na confiança que existe entre quem indica e quem recebe a “dica”. Na prática, quanto mais confiável é essa pessoa, maiores são as chances de fechar negócio, certo?

No mundo do Marketing Digital, a ideia é a mesma. Assim, a gestão de tráfego também está atenta a esse tipo de movimento e se esforça para aproveitar ao máximo essas indicações.

A estratégia consiste em firmar parcerias com outras páginas e portais, que farão referência ao seu negócio. Essa é uma técnica de SEO, conhecida como backlink, muito utilizada atualmente. 

Um site, com audiência já construída e credibilidade entre seus leitores, insere um link que direciona o público para outro domínio. O Google tem algoritmos que captam essa prática, entendendo que o conteúdo indicado também é relevante.

Tráfego Direto

O tráfego direto é aquele em que a pessoa chega até suas páginas digitando o endereço diretamente no navegador. Ou seja, ela não passou por nenhum outro ponto para chegar lá.

Não é difícil concluir que esse tipo de tráfego vem de quem já conhece sua marca e que está bem perto de fechar negócio. Em geral, ele é proveniente de um público fidelizado e muito valioso para a empresa.

Como você já deve saber, a conquista de um público fiel é uma missão com diversas fases. Afinal, estamos falando de um alto nível de engajamento, o que exige grandes investimentos em branding, reforço de marca e pós-venda.

Lembre-se de que, quanto mais forte é uma marca, mais tráfego direto ela tem. Isso pode representar mais vendas e mais faturamento.

Tráfego de E-mail Marketing

O tráfego de e-mail marketing pode ser conceituado como aquele que chega até os seus canais digitais graças aos links enviados por e-mail. Esse é um dos caminhos mais difíceis, já que seu negócio precisa ter os dados desse visitante.

No entanto, esse modelo costuma ter excelentes resultados. Quando as ações são bem planejadas, as chances de o leitor clicar no link e se transformar em cliente são bem maiores.

O que você precisa saber sobre o Tráfego Pago

Todos os tipos de tráfego são importantes, mas é interessante aprofundarmos um pouco mais no Tráfego Pago. Isso porque, é aqui que os resultados são mais rápidos e a grande maioria dos gestores têm dúvidas.

Como já mencionamos, o tráfego pago consiste em investir em anúncios para destacar sua empresa para os usuários da internet. A explicação pode até parecer simples, mas a execução dessa metodologia gera muita insegurança em quem não domina a área.

Como funcionam os anúncios pagos? Qual o melhor tráfego pago? Como isso pode impulsionar minhas vendas? Essas são apenas algumas das perguntas que mais ouvimos por aí. Pensando nisso, decidimos falar um pouco mais sobre o assunto. Entenda!

As principais plataformas de Tráfego Pago

Você criou um site, investiu tempo e dinheiro para deixá-lo “a cara da sua empresa”, mas todo o esforço não se transformou em visitas? Ou pior, ele não trouxe qualquer retorno financeiro para a empresa?

Isso é realmente desanimador, mas o problema tem solução e pode ser o investimento em tráfego pago! Para isso, você precisará escolher uma das diferentes plataformas para criar anúncios. Confira as principais!

Google Ads

O Google Ads é a plataforma de anúncios do Google. Com ele, você consegue aparecer nos resultados de buscas do Google e de seus parceiros. 

Esse é, sem dúvidas, um dos canais mais importantes para quem investe em tráfego pago, uma vez que o site é um dos mais usados pelos internautas. Além disso, a plataforma conta com diversos recursos, com destaque para a segmentação de público.

Isso quer dizer que você pode criar anúncios e escolher para quem eles serão exibidos. Desse modo, é possível limitar por localização, idade e interesse, por exemplo — o que amplia suas chances de vender.

Facebook Ads

O Facebook Ads é a plataforma responsável pelos anúncios feitos dentro do Facebook. Ou seja, ele permite planejar e executar ações de marketing efetivas nessa rede social, que é uma das mais usadas no Brasil — cerca de 130 milhões de brasileiros têm um perfil.

Instagram Ads

Assim como no Facebook, é possível promover anúncios dentro do Instagram. Para isso, você deve investir no Instagram Ads.

A plataforma conta com inúmeros recursos, inclusive a segmentação do público. Lembrando que essa rede social está em ascensão e já conta com mais de 99 milhões de brasileiros ativos, sendo que mais de 30% têm idade entre 25 e 34 anos — um canal valioso para quem vende para o público jovem.

YouTube Ads

Você, provavelmente, já deve ter visto algum anúncio no YouTube. Isso acontece graças ao YouTube Ads! A plataforma permite que empresas divulguem suas marcas e propagandas dentro da rede, que podem aparecer no meio dos vídeos ou como sugestão ao usuário.

Quem deve investir em tráfego pago

Você pode estar se perguntando: será que eu devo investir em tráfego pago? É normal ter esse tipo de dúvida, já que estamos falando de reservar uma parcela do seu orçamento para isso. No entanto, é importante entender que os anúncios são fundamentais para qualquer marca.

Enquanto o tráfego orgânico exige tempo, conhecimento e persistência para colocar sua empresa entre as primeiras colocações, o tráfego pago pode gerar resultados rápidos. Em geral, ele é indicado para empresas que:

  • não têm tempo e experiência em produzir conteúdos otimizados para SEO;
  • não têm um time de especialistas em Marketing de Conteúdo;
  • querem impulsionar seus resultados com Marketing Digital;
  • estão com baixo tráfego nos sites e demais canais;
  • pretendem criar um site e querem a certeza de que seu público o acessará.

Em resumo, investir em tráfego pago é ser estratégico. O ideal é que todo negócio faça esse tipo de ação, ainda que não seja o seu foco. Afinal, suas chances de atrair visitantes são maiores.

A importância da gestão de tráfego

Você já deve ter entendido que o tráfego digital é uma das melhores maneiras de conquistar clientes. No mundo moderno, a internet faz parte da rotina das pessoas e os negócios que entendem essa realidade saem na frente.

Sem dúvidas, quem tem estratégias consistentes de Marketing Digital consegue crescer mais rápido e de forma sustentável. É exatamente por isso que a gestão de tráfego pode ser apontada como um dos pilares para o sucesso empresarial.

E nem precisamos falar muito para que você visualize essa importância! Se o tráfego diz respeito à quantidade de pessoas que visita seu site, então quanto maior esse número, maiores serão suas chances de vender.

Quando tudo é conduzido da forma adequada, o visitante se transforma em prospect, depois vira um lead, em seguida um cliente e, finalmente, um defensor gratuito da sua marca.

Os benefícios da gestão de tráfego

Além de falarmos da importância da gestão de tráfego, é válido listarmos seus benefícios. Por isso, se você ainda tem dúvidas de que ele é realmente relevante para o seu negócio, é hora de entender como isso pode impactar seus resultados. Confira!

Gera autoridade digital

Uma empresa que está nas primeiras posições dos sites de busca da internet tem uma credibilidade difícil de negar. O usuário passa a enxergá-la como uma autoridade na sua área de atuação e isso é muito importante para se destacar da concorrência.

Portanto, a gestão de tráfego te ajuda a ganhar autoridade no mundo digital. Esse é um dos primeiros passos para conquistar a confiança do cliente e fechar negócios.

Amplia o seu ROI (Retorno sobre o Investimento)

Quando você investe em diferentes tipos de tráfego, consegue ampliar seu retorno sobre o investimento. Afinal, os diferentes modelos se complementam para trazer mais visitantes ao seu site e se converter em vendas.

Um bom exemplo é que o tráfego orgânico proporciona resultados de médio e longo prazo e o tráfego pago de curto prazo. 

Impulsiona suas vendas

É simples: quanto mais pessoas você consegue atrair para o seu site ou e-commerce, maiores são as chances de vender. Por isso, a gestão de tráfego é sua aliada na hora de ampliar as taxas de conversão.

Ajuda a qualificar a audiência

Quando bem executada, a estratégia te ajuda a segmentar melhor o público que você atrai para o seu site. Dessa forma, é possível investir naqueles que têm interesse real em adquirir seu produto ou serviço. 

A ideia é gastar com quem realmente quer comprar. Para isso, são necessárias muitas análises e uma equipe preparada para tomar as decisões certas.

Como escolher o canal de tráfego ideal

Prosseguindo com o nosso post, é hora de falar sobre a escolha do canal de tráfego ideal. Isso porque, depois de tudo o que mostramos, é bem provável que você esteja pensando a respeito.

Será que é interessante concentrar esforços em um tipo de tráfego específico? E qual deles é o melhor para o seu negócio? Antes de qualquer coisa, a resposta para essas dúvidas é: depende!

Na verdade, não existe certo ou errado na hora de planejar a gestão de tráfego. Isso porque, cada empresa tem suas demandas e particularidades e tudo precisa ser avaliado por meio de métricas de desempenho.

A resposta está nos dados!

Você sabia que vivemos na Era dos Dados? No universo empresarial, tudo é feito com base em informações reais e atualizadas. No Marketing Digital, a premissa se repete!

Decisões assertivas precisam ser muito bem embasadas. Por isso, a análise de gráficos, métricas e relatórios é que o ajudará a escolher as formas mais eficientes para atrair o público ideal para as suas páginas. 

Todo tipo de tráfego tem vantagens e pode te ajudar a conquistar melhores resultados. A definição de onde investir depende de testes e análises, feitas por uma equipe de especialistas.

Lembrando que, na maioria dos casos, o ideal é a combinação de estratégias — a depender do orçamento disponível. Sabe aquela história da galinha dos ovos de ouro? Colocar tudo o que você tem em um só lugar pode ser perigoso!

Como fazer gestão de tráfego

A proposta deste post é servir como um guia sobre a gestão de tráfego. Sendo assim, ele não pode terminar sem antes te ajudar a colocar essa estratégia em prática, não é mesmo?

Selecionamos algumas dicas que te ajudarão com essa tarefa. Mas é sempre bom destacar que estamos falando de processos complexos e de extrema relevância para uma empresa contemporânea. Por esse motivo, é interessante contar com ajuda especializada.

Sabendo disso, anote aí um breve e simples passo a passo para conquistar bons resultados!

Conheça o seu público-alvo e crie uma persona

Qualquer ação empresarial precisa ser pensada para o seu público-alvo. Então, se você ainda não conhece o da sua empresa, é hora de fazer uma boa pesquisa de mercado para identificar quem é o seu cliente em potencial.

Com essas informações em mãos, é hora de montar uma persona. Trata-se de um personagem fictício, mas que representa esse público de forma detalhada. Ele deve informar, por exemplo:

  • preferências;
  • estilo de vida;
  • grau de escolaridade;
  • desafios e problemas;
  • idade;
  • profissão.

Observe que todas essas informações são essenciais para planejar suas estratégias de marketing. Essa é uma maneira inteligente de segmentar seu público e garantir conteúdos focados em suas necessidades.

Escolha o tipo de tráfego

O passo seguinte é escolher o tipo de tráfego em que seu negócio atuará. Ao longo do post, demos várias dicas sobre eles, então o importante é verificar qual se encaixa mais ao seu cliente, por meio de testes e análises.

Lembrando que nada impede que uma empresa invista em todos os tipos de tráfego. Se isso fizer sentido para o seu negócio e estiver dentro do seu orçamento, os resultados serão interessantes. 

Planeje suas ações

Muitas empresas fracassam em suas ações de Marketing Digital por falta de planejamento. A verdade é que um plano de ações bem elaborado é capaz de prever obstáculos e maneiras de enfrentá-los, o que pode ser decisivo para seus resultados.

Escolha boas métricas de desempenho 

Marketing Digital não é feito de “achismos” e a gestão de tráfego deve ser conduzida com base em dados. Por isso, é necessário definir quais serão as métricas de desempenho utilizadas para monitorar os resultados e embasar suas decisões.

Contrate uma assessoria em Marketing Digital

Por fim, a contratação de uma assessoria em Marketing Digital é um investimento importante, especialmente se você não tem uma equipe qualificada para conduzir essas ações. Isso evita prejuízos e garante que os objetivos sejam atingidos.

A terceirização da Gestão de Tráfego

Comandar uma empresa é um grande desafio. Em geral, os empreendedores e gestores têm inúmeras responsabilidades diárias e precisam desenvolver habilidades de diferentes naturezas. Então por que não aprender a delegar?

No que se refere à gestão de tráfego, a terceirização surge como uma solução valiosa. Não é por acaso que as grandes marcas do mercado já investem nessa estratégia. Saiba mais!

Como funciona

Quem decide terceirizar essa função contrata uma assessoria em Marketing Digital. Esse parceiro tem experiência e conhecimento suficiente para comandar as ações e garantir que seu negócio aumente o tráfego e a taxa de conversão.

Além de realizar todo o gerenciamento de anúncios pagos, a equipe contratada pode se responsabilizar pelo Marketing de Conteúdo, ações de lançamento digital e análise de métricas de desempenho.

Na prática, sua equipe interna não precisa se preocupar em interpretar gráficos e relatórios, planejar as estratégias ou tomar decisões. Um time de especialistas cuida de tudo, sugerindo as mudanças necessárias para o alcance das metas.

Quais os benefícios 

Diante do exposto, podemos afirmar que delegar a gestão de tráfego para quem entende do assunto pode gerar muitos benefícios a uma empresa. Entre eles, podemos destacar:

  • reduz custos — já o dinheiro é aplicado de forma estratégica e você ainda economiza com mão de obra qualificada;
  • aumenta a credibilidade da empresa;
  • ajuda a atrair novos clientes;
  • aumenta as vendas;
  • amplia a participação de mercado do negócio;
  • fortalece a marca em novos mercados;
  • ajuda a gerar oportunidades — vendas, parceiros e fornecedores.

O que avaliar na hora de contratar uma empresa

Com tantas empresas vendendo serviços de Marketing Digital e gestão de tráfego, escolher a que trará mais resultados ao seu negócio pode não ser tão simples. Esse é mais um motivo para se dedicar a essa seleção e avaliar bem quem conduzirá suas estratégias.

Nesse ponto, existem alguns fatores que podem te ajudar a definir um bom parceiro. Veja:

  • credibilidade no mercado;
  • estrutura física;
  • qualificação dos profissionais;
  • cases de sucesso;
  • suporte oferecido.

Enfim, pesquise com atenção e verifique se a empresa selecionada tem essas qualificações. Lembre-se de que uma escolha errada pode colocar seu negócio em desvantagem na internet, gerando perda de vendas e de clientes.

Conclusão

Conseguiu tirar suas dúvidas sobre o assunto? Entender como o gerenciamento de tráfego é executado é importante para qualquer negócio que se preocupa com seus resultados na internet.

Como vimos, existem vários tipos de tráfego e todos são eficientes em ampliar a visibilidade e o alcance de sua marca, gerando ainda mais competitividade. Planejar como esse investimento será feito é fundamental, sendo um dos passos para que as ações ajudem seu negócio a crescer.

Esperamos que este conteúdo seja útil e sirva de partida para uma verdadeira mudança na forma com que sua marca se posiciona na internet. Sem dúvidas, você logo começará a colher os frutos de uma boa gestão de tráfego, com mais vendas e faturamento.

Guilherme Lippert é cofundador e Key Account Manager da V4 Company, maior rede de franquias de marketing digital do país, e colunista do E-commerce Brasil. Também é Host do ROI Hunters, podcast de marketing do InfoMoney com foco em assuntos ligados à growth, marketing digital e business.