Feira gratuita irá conectar pessoas com deficiência e empresas - WHOW
Eficiência

Feira gratuita irá conectar pessoas com deficiência e empresas

O evento Inclui PcD será a primeira feira 100% online e nacional a conectar empresas e pessoas com deficiência em todo Brasil

POR Carolina Cozer | 11/09/2020 15h55

A Lei de Cotas (nº 8.213/91) completou 29 anos no Brasil em 2020, sendo um mecanismo fundamental para a promoção da inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Contudo, algumas empresas ainda veem a Lei apenas como uma demanda legal, sem compreendê-la como uma oportunidade para trazer mais diversidade às organizações.

Oferecendo visibilidade a este tema, entre os dias 21 a 28 de setembro acontecerá a feira Inclui PcD, um evento online e 100% gratuito para conectar empresas e pessoas com deficiência (PcD) em todo Brasil, facilitando o acesso à vagas de emprego e capacitações de ampliação da inclusão.

A feira foi desenvolvida pela Egalitê Recursos Humanos, empresa especializada na inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Interessados em participar da feira já podem fazer o seu cadastro pelo site oficial, e as vagas estarão disponíveis a partir do dia 21/09.

pessoas com deficiencia Foto: Guilherme Braga, CEO e Fundador da Egalitê

A Inclui PcD será a primeira feira online e nacional de inclusão, sendo 100% gratuita para empresas e candidatos. Segundo Guilherme Braga, CEO e Fundador da Egalitê, o evento foi baseado em três pilares:

Conexão

Recriar no ambiente online a conexão entre empresas e candidatos que acontece nas feiras presenciais, disponibilizando ferramentas de chat direto entre empregador e candidatos.

Inclusão

Além de oportunidades de emprego, o principal objetivo do evento é gerar equidade de oportunidades para pessoas com deficiência, e que sejam valorizadas pelo seu potencial.

Capacitação

Oferecer conteúdos relevantes para gerar capacitação aos profissionais com deficiência. Serão abordados temas que auxiliam na busca de oportunidades de emprego e desenvolvimento de carreira. 

Por que se abrir para a diversidade?

No Brasil existe uma Lei que obriga empresas com mais de 100 funcionários a incluir de 2% a 5% de pessoas com deficiência em seu quadro de colaboradores. Mas muito mais do que cumprir a Lei, há outros motivos para que a diversidade seja valorizada pelas corporações.

De acordo com o estudo Getting to Equal da Accenture, empresas inclusivas tem 30% a mais de lucro do que empresas do mesmo setor que não incluem pessoas com deficiência. Guilherme Braga comenta que já acompanhou diversos benefícios significativos após uma década de trabalho com PcDs, uma vez que as empresas precisam repensar suas estruturas, atividades e logísticas. “Já tiveram empresas que adaptaram um processo para incluir um profissional com deficiência, e acabaram percebendo que daquela forma era muito mais eficaz, implementando as soluções para toda empresa. Se não fosse a inclusão, talvez essa alteração nunca tivesse sido feita”, comenta. 

“Tivemos o caso de um grande varejista que teve uma redução de turnover de mais de 50% na inclusão de pessoas com deficiência em comparação a profissionais sem deficiência.”

Guilherme Braga, CEO e Fundador da Egalitê


+NOTÍCIAS

Estado de São Paulo abre 20 mil vagas gratuitas para mulheres em cursos de TI
Inovação aberta possibilita migração digital de banco na pandemia
11 fundadores LGBTQI+ para você conhecer
Negócios voltados para o mercado da longevidade