Experiências positivas aumentam retenção de talentos em oito vezes - WHOW

Pessoas

Experiências positivas aumentam retenção de talentos em oito vezes

Veja nove perguntas que todo empreendedor deve se fazer a respeito do ambiente de trabalho para seus empregados

POR Marcelo Almeida | 29/11/2021 18h41

Se você é um empreendedor e sente dificuldades quando o assunto é manter bons profissionais trabalhando na sua empresa, é bom começar a pensar em que tipo de experiência ele está tendo no ambiente de trabalho.

De acordo com estudo da consultoria McKinsey, funcionários que têm experiências positivas no trabalho possuem uma chance 8 vezes maior de continuar no cargo em relação àqueles que tiveram experiências negativas. A consultoria entrevistou mil pessoas nos EUA para questioná-las sobre com elas veem o trabalho atualmente e como ele mudou em função da pandemia.

Segundo o levantamento, os trabalhadores estão em busca de confiança, coesão social e propósito. Eles querem sentir que suas contribuições são reconhecidas e que existe uma verdadeira cultura de colaboração na empresa entre os times. Além disso, eles querem responsabilidades bem definidas e oportunidades para aprender e crescer. Também buscam um alinhamento entre o seu propósito pessoal e o da empresa, assim como um ambiente de trabalho físico e digital que permita que eles tenham um equilíbrio saudável entre trabalho e suas vidas em geral.

Nos Estados Unidos, as empresas estão sofrendo um verdadeiro êxodo de talentos, que deixam as empresas exaustos e sobrecarregados. De abril a setembro deste ano, cerca de 19 milhões de pessoas pediram demissão.

Para a McKinkey, é preciso repensar as estratégias da empresa em vários níveis, como em relação ao design. O foco é colocar os profissionais em primeiro lugar e notar como eles veem sua jornada como colaboradores, fazendo alterações em aspectos críticos para maximizar a satisfação, performance e produtividade deles. Ao estar atenta às necessidades dos funcionários, as empresas tornam-se mais inspiradoras, colaborativas e focadas em criar uma experiência que tenha propósito e seja agradável.

Hoje em dia, profissionais talentosos não vão se contentar com um ambiente tóxico que os trata como números e não dá a mínima para suas necessidades, qualidades e potenciais. Esse modelo de empresa impessoal está datado e não tem mais chance alguma de reter bons funcionários. Além de permanecerem mais no cargo, a pesquisa aponta que empregados que têm experiências positivas no trabalho têm um nível de engajamento 16 vezes maior do que aqueles que tiveram experiências negativas.

Ou seja, a cada experiência negativa que o funcionário tem, seja a falta de propósito na hora de realizar o trabalho, pouca integração entre os times, falta de orientação dos líderes, ausência de feedbacks, clima ruim entre os funcionários, ambiente de trabalho degradante, tecnologia ultrapassada, não ter seu trabalho reconhecido, dentre várias outras, mais provável é que ele vá em busca de outra oportunidade o quanto antes.

Como melhorar a experiência de seus funcionários?

Com a pandemia, houve uma disrupção do modelo tradicional de trabalho e da hierarquia dominante, dando lugar a um modelo mais flexível e responsivo, criando maiores níveis de conexão, com companhias trabalhando junto com seus funcionários para criar experiências autênticas, personalizadas e motivadoras para fortalecer a performance do funcionário, dos times e da companhia de forma geral.

Apesar do que se pensa normalmente, os funcionários não são motivados apenas por maiores salários, mas também por notarem que seu trabalho está tendo um bom resultado e sentir que fazem parte da empresa, que estão bem integrado a sua cultura, dentre muitos outros.

Para criar experiências positivas, os empreendedores devem fazer as perguntas abaixo a si mesmos para descobrir se estão proporcionando uma boa experiência para seus funcionários e se, portanto, são capazes de reter os bons profissionais:

  • Pessoas e relacionamentos – o funcionário está sendo tratado como um importante colaborador para a empresa?
  • Trabalho em equipe – as pessoas com quem o funcionário trabalha se importam com as outras para criar um ambiente colaborativo e inovador?
  • Clima social – o funcionário se sente bem acolhido na empresa?
  • Organização do trabalho – o funcionário tem responsabilidades claras, trabalho relevante e os recursos necessários para fazer suas tarefas?
  • Controle do trabalho e flexibilidade – o funcionário é capaz de completar suas atividades com flexibilidade e uma integração saudável com sua vida?
  • Crescimento e recompensas – o funcionário recebe recompensas e oportunidades de crescer, aprender a ajudar ainda mais a sua família?
  • Propósito – a companhia tem um propósito alinhado com o do funcionário?
  • Tecnologia – a tecnologia disponível aos funcionários permite que ele trabalhe de forma tranquila e sem atritos?
  • Ambiente físico – o ambiente de trabalho é seguro, confortável e centrado nas pessoas?