Especial investimentos em startups: 16 aportes e 12 aquisições em novembro - WHOW

Eficiência

Especial investimentos em startups: 16 aportes e 12 aquisições em novembro

Fique por dentro dos aportes e aquisições no ecossistema brasileiro. A startup Olist foi o principal destaque com um investimento e uma compra

POR Adriana Fonseca | 02/12/2020 18h50 Imagem: ShutterStock Imagem: ShutterStock

Todo mês, desde agosto de 2019, o Whow! faz um levantamento com os investimentos em startups, acima de R$ 1 milhão. Em novembro, novamente com a colaboração da 100 Open Startups, foram identificados 16 aportes e 12 aquisições. 

Ao final da matéria estão os links para os levantamentos dos últimos meses.

Segundo o Inside Venture Capital Report, os fundos de venture capital aportaram US$ 210 milhões em startups brasileiras em novembro. Nesse período, aconteceram 35 rodadas de investimento. 

O acumulado do ano já soma US$ 2,87 bilhões e 426 aportes, montante superior ao realizado nos 11 primeiros meses de 2019, quando ocorreram 356 rodadas, em um total de US$ 2,78 bilhões.

Investimentos em startups brasileiras

BBX

A startup fundada na pandemia com o propósito de desenvolver negócios e acelerar o crescimento de pequenas e médias empresas recebeu um investimento-anjo no valor de R$ 1 milhão para ampliar as operações que começaram em junho de 2020. 

Bossa Box

A startup de “squads-as-a-service” conquistou uma rodada de investimentos de R$ 8 milhões liderada pela Astella Investimentos e com participação da Redpoint eventures e MIT Angels.

DeÔnibus

A startup especializada na venda de passagens rodoviárias por meio de uma plataforma que integra diferentes empresas recebeu um aporte de R$ 4 milhões liderado pelo fundo GVAngels. Com o investimento, a startup pretende expandir o time.

Flapper

A startup que oferece voos executivos sob demanda captou R$ 2,5 milhões via equity crowdfunding. A oferta é um complemento a uma rodada Series A, que vai ser anunciada até o final do ano, e contribuirá com a expansão internacional da empresa pela América Latina, além de investimentos com marketing e novas contratações na parte de tecnologia.

Hilab

A healthech que desenvolveu um laboratório portátil recebeu um aporte de US$ 10 milhões da Península, de Abilio Diniz, e do fundo Catalyst, da Endeavor. O dinheiro será usado para ampliação de portfólio e expansão internacional.

Minery

O marketplace para negociação de commodities minerais em nuvem recebeu um aporte de R$ 3 milhões em rodada seed liderada pela venture builder Happy Capital.

Moss.earth

A plataforma de créditos de carbono para pessoas físicas captou US$ 1,8 milhão em uma rodada de investimento liderada pela The Craftory. A nova rodada, que é uma extensão à feita em junho, estabelece o valor da empresa em R$ 55 milhões.

Nelogica

A empresa de tecnologia de Porto Alegre recebeu seu primeiro aporte no valor de R$ 550 milhões e foi avaliada em mais de R$ 2,9 bilhões. A rodada foi liderada pelas gestoras Crescera e Vulcan Capital. 

Olist

A startup de Curitiba que ajuda pequenos lojistas a venderem na internet recebeu um aporte de R$ 310 milhões em uma rodada série D liderada pelo Softbank, que já havia investido R$ 190 milhões na empresa no final do ano passado.

Real2U

A empresa de realidade aumentada e computação gráfica conquistou um aporte de R$ 4,2 milhões da Norte Ventures, Canary e Equitas.

Sankhya

A empresa de ERP para pequenas e médias empresas recebeu um investimento de R$ 425 milhões do fundo soberano de Cingapura. 

Serall

A empresa conseguiu captar R$ 1,3 milhão por meio de uma campanha de crowdfunding na plataforma Captable. Com isso, 10% do capital da empresa foi adquirido por mais de 220 investidores.

Terra Magna

A agfintech que facilita o acesso ao crédito para o agronegócio recebeu um aporte de US$ 2 milhões liderado pelo fundo de venture capital ONEVC e com participação da Maya Capital, Accion Venture Lab e investidores anjo.

Time Energy

A EDP Ventures Brasil, veículo de investimento de capital de risco da EDP, realizou aporte financeiro de R$ 2 milhões na Time Energy, empresa que fornece tecnologia e equipamentos para o setor elétrico. A startup de Campinas desenvolveu uma solução IoT (internet das coisas) voltada para a gestão eficiente do consumo de energia em estabelecimentos comerciais e industriais.

Traive

A startup do setor agrícola que oferece um conjunto de soluções financeiras para a cadeia agrícola conquistou um aporte de R$ 14 milhões. A rodada contou com a participação da SP Ventures e das gestoras americanas Bread & Butter Ventures e Techstars.

Yak

A fabricante de tratores elétricos de Joinville recebeu um investimento seed no valor de R$ 1,2 milhão por meio do programa Finep Startup, vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações (MCTIC). Os recursos serão usados na ampliação da equipe e desenvolvimento de novos produtos.

Aquisições em novembro

Afya Limited

A Afya Limited, com capital aberto na Nasdaq, anunciou a aquisição da startup mineira MedPhone, que desenvolveu um aplicativo de consulta e decisão clínica que ajuda médicos, estudantes de medicina e outros profissionais da saúde a tomar decisões mais rápidas e precisas no dia a dia.

Anima Educação

A companhia de capital aberto Anima Educação comprou a MedRoom, uma startup constituída com o objetivo de construir objetos educacionais e ambientes de simulação em realidade virtual (RV) e realidade aumentada (RA) para a educação médica.

Arezzo

A Arezzo & Co, dona das marcas Arezzo, Anacapri, Alexandre Birman, Schutz, Fiever, Alme e Vans no Brasil, fechou acordo para adquirir 75% do capital acionário da Troc.com.br, brechó on-line de artigos de luxo.

Banco Inter

O Banco Inter comprou uma participação de 45% na credenciadora de cartões Granito Soluções em Pagamento, pertencente ao Banco BMG. Pela transação, o Inter se compromete a fazer um aporte de R$ 90 milhões na credenciadora, assumindo uma participação de 45% da empresa. Com isso, o BMG passar a ter outros 45% e o grupo de executivos, os 10% restantes.

Dasa

A Diagnósticos da América (Dasa) firmou um acordo para a compra da empresa Gesto Saúde, uma empresa de São Paulo que atua no desenvolvimento de sistemas de gestão de planos de saúde para empresas e de análise de dados e como corretora de seguros.

Empiricus

A Empiricus anunciou a compra da startup Real Valor, dona do aplicativo de consolidação e monitoramento de carteira de investimentos. A aquisição agrega uma nova tecnologia ao grupo, que busca transformar o aplicativo da Empiricus em um “super app” com uma solução completa para o investidor brasileiro pessoa física.

Gerdau

A Gerdau investiu na construtech Brasil ao Cubo o valor de R$ 60 milhões e, assim, ficou com um terço da startup. Os outros dois terços pertencem, em sua maioria, aos sócios-fundadores da empresa.

Hurst

A plataforma de investimentos alternativos Hurst Capital anunciou a aquisição dos controles das startups financeiras Wartermelon e Dividendos.Me, ampliando seu portfólio.

Neon

O banco digital Neon ampliou seu portfólio com a compra da fintech Consiga+, que atua com empréstimos atrelados ao salário com foco nas classes C e D. 

Olist

A Olist, uma plataforma que ajuda empreendedores a venderem on-line, anunciou a aquisição da Clickspace, uma startup especializada em soluções de marketplaces e comércio via canais sociais.

QuintoAndar

A plataforma imobiliária digital QuintoAndar fechou a aquisição do SíndicoNet, que vai seguir com uma operação isenta, independente e focada no mercado condominial.

Stone

A credenciadora de cartões Stone adquiriu a empresa de software de gestão para o varejo Linx com uma oferta de quase R$ 6,8 bilhões. Pouco antes desse anúncio, a Linx havia comprado a Mercadapp, que oferece uma plataforma white label de soluções para que supermercadistas vendam on-line.

investimentos


+INVESTIMENTOS EM STARTUPS

38 aportes e 7 aquisições em outubro
17 aportes e 11 aquisições em setembro
24 aportes e 12 aquisições em agosto
13 aportes e 12 aquisições em julho