Especial investimentos em startups: 13 aportes e 12 aquisições em julho - WHOW
Tecnologia

Especial investimentos em startups: 13 aportes e 12 aquisições em julho

Fique por dentro das movimentações financeiras no ecossistema brasileiro, neste levantamento mensal do Whow!. Uma startup recebeu R$ 120 milhões

POR Adriana Fonseca | 04/08/2020 20h23 Especial investimentos em startups: 13 aportes e 12 aquisições em julho Arte Grupo Padrão (@flaviopavan_76)

Todo mês, desde agosto de 2019, o Whow! faz um levantamento com os investimentos em startups brasileiras, acima de R$1 milhão. E em julho, novamente com a colaboração da 100 Open Startups, foram identificados 13 aportes e 12 aquisições. 

Este foi o mês com o maior número de aquisições de startups, desde o início da nossa apuração. Já o maior número de aportes aconteceu em outubro de 2019, com 22 investimentos acima de R$1 milhão.

Ao final da matéria, você vai encontrar os links para os levantamentos dos últimos meses.

Investimentos em startups brasileiras

Classpert

A plataforma de comparação e busca de cursos on-line captou R$ 5 milhões em rodada liderada pela Iporanga Ventures, com participação da Canary e dos investidores anjo Eduardo Wurzmann, fundador do Ibmec, e Mario Pinheiro, fundador do Estratégia Concursos.

Colab

A startup que aproxima governos e cidadãos para uma gestão pública mais eficiente captou mais de R$ 3 milhões em uma rodada com os fundos Media Development Investment Fund (MDIF), Luminate e EDP Ventures. O novo investimento possibilitará o aumento de escopo do negócio, com crescimento da base de usuários e mais serviços e ferramentas para os dois lados: cidadãos e governos.

FitBank

A fintech brasileira recebeu um aporte do JP Morgan de valor não revelado. O dinheiro será usado para ampliação do porfólio e expansão internacional. Fundado em 2015, o FitBank criou uma plataforma de pagamentos “White label”, que bancos e outras fintechs podem usar para oferecer conta digital e outros serviços a seus clientes, usando a tecnologia, mas com marca própria.

Kryptus

A empresa de Campinas, no interior de São Paulo, especializada em criptografia e segurança da informação recebeu um aporte de R$ 20 milhões do fundo Aerospacial, que tem a Embraer entre os principais cotistas.

Magnetis

A fintech de gestão digital de investimentos captou R$ 60 milhões em uma rodada liderada pela Redpoint eventures. O dinheiro deve ser usado no desenvolvimento de tecnologias e funcionalidades que melhorem a experiência do cliente. 

PackID

A startup de Chapecó, em Santa Catarina, especializada no monitoramento de temperatura e umidade em tempo real para indústrias de produtos perecíveis, também está no grupo de investimentos em startups e recebeu aporte de R$ 1 milhão do fundo WE, que conta com participação de Microsoft Participações, Flex e Sabin e é um braço do WE Impact.

investimentos em startups Foto Luke Chesser (Unsplash)

Solfácil

A fintech que atua no financiamento de projetos de energia solar recebeu um aporte de R$ 21 milhões. A rodada foi liderada pela Valor Capital. Antes disso, em 2018, a startup já havia captado R$ 4 milhões. 

Spark

A empresa de marketing de influência recebeu aporte de R$ 8 milhões em uma rodada liderada pela Apex Partners. Fundada em 2015, a Spark já fez mais de 2,5 mil projetos com influenciadores digitais.

Syos

A startup carioca que monitora geladeiras comerciais utilizando soluções de internet das coisas e analytics recebeu aporte da KPTL que pode chegar a R$ 10 milhões, a ser pago em prestações.

Swap

A startup que auxilia empresas na criação de fintechs levantou R$ 17,5 milhões em uma rodada de capital semente liderada pela ONEVC com participação da Flourish Ventures, GFC, SOMA Capital, Hustle Fund, a.b.seed, Canary e Rhombuz Ventures.

Unike Technologies

Parte da rodada de investimentos em startups no último mês, a startup de biometria facial recebeu um aporte de R$ 3 milhões liderado pela Reussite.

Warren

A plataforma de gestão de investimentos fundada em 2017 recebeu o maior entre todas as startups brasileiras em julho, com um aporte de R$ 120 milhões em rodada liderada pela QED Investors e teve participação de MELI Fund, WPA e Quartz. 

Zoox

A startup criada em 2010 para ajudar hotéis a gerirem a distribuição de internet para os hóspedes recebeu um aporte de R$ 27 milhões em uma rodada liderada pela HDI Seguros e com participação da 2A Investimentos. Até então, a Zoox havia recebido R$ 11 milhões em duas rodadas anteriores – 2018 e 2019. 

Aquisições no mês de julho

BTG Pactual

O BTG comprou 49% da CredPago, startup de intermediação do pagamento de aluguel de imóveis. O valor da transação não foi revelado.

Embraer

A fabricante de aviões anunciou a compra da Tempest, empresa que atua com cibersegurança. Em 2016, a Tempest havia recebido um aporte de R$ 28 milhões do fundo Aerospacial, que tem a Embraer entre os principais cotistas.

Dailus

A marca de cosméticos adquiriu o GoFind, ferramenta inteligente que facilita a compra presencial ao mostrar quais lojas físicas possuem os produtos da marca item a item, com mapas integrados ao site e redes sociais.

Docsity

A italiana Docsity comprou a startup de educação brasileira Estudar com Você. Com a aquisição, o Brasil passa a ser o maior mercado dentro do grupo.

IBM

A IBM anunciou em julho que chegou a um acordo definido para adquirir WDG Automation, uma empresa brasileira de software especializada em automação robótica de processos (RPA – Robotic Process Automation). A aquisição será útil para aprimorar os recursos de automação com infusão de inteligência artificial para empresas.

Loft

A startup fundada em 2018 avaliada em mais de US$ 1 bilhão comprou a Uotel, que faz locação de studios por períodos curtos. O negócio foi fechado em maio e anunciado em julho.

Magazine Luiza

O Magazine Luiza comprou a Hubsales, startup que vende serviços como logística, entrega e estocagem para confecções e fabricantes de calçados. A aquisição faz parte da estratégia da empresa de levar a indústria brasileira para o ambiente de marketplace.

One7

A plataforma de serviços financeiros One7 adquiriu o controle da fintech de antecipação de recebíveis Rapidoo e com isso foram injetados R$ 50 milhões para a concessão de crédito.

Produtec

A Produtec, uma empresa controlada pela Terraverde, holding de um fundo do Pátria Investimentos, recebeu autorização regulatória para a compra da Integra, uma atacadista de insumos agrícolas com sede em Goiás. O negócio foi aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em julho e, ao final da operação, a Produtec terá a totalidade do capital da Integra.

Tarpon

A gestora anunciou em julho a aquisição de uma participação majoritária na Agrivalle, empresa de insumos biológicos com sede em Salto, no interior de São Paulo. O investimento foi de R$ 160 milhões. 

Trybe

A Trybe, escola que forma desenvolvedores, anunciou a compra da concorrente Codenation para se aproximar de potenciais empregadores de seus alunos.

WEG

A WEG adquiriu o controle da BirminD, uma startup que atua no mercado de inteligência artificial aplicada a industrial analytics, que usa ferramentas de big data e machine learning para criar operações industriais avançadas. Os valores da transação não foram informados.investimentos


+INVESTIMENTOS EM STARTUPS

20 aportes e 3 aquisições em junho no Brasil
10 aportes e 4 aquisições em maio no Brasil
9 aportes e 7 aquisições em abril no Brasil
 13 aportes e 2 aquisições em março no Brasil