Entenda os mitos e as verdades sobre a criatividade - WHOW
Pessoas

Entenda os mitos e as verdades sobre a criatividade

Especialista em criatividade contou na Live do Whow! que é preciso libertar-se de amarras mentais e adotar métodos irreverentes nos ambiente de inovação

POR Carolina Cozer | 21/07/2020 16h00 Entenda os mitos e as verdades sobre a criatividade Arte Grupo Padrão (@flaviopavan_76)

“Olhe para o seu trabalho como uma brincadeira”. Esta foi uma das provocações e quebra de padrões abordadas na live do Whow! com Thiago Gringon, especialista em criatividade, inovação e neurociência, nesta terça-feira (21).

Em um bate-papo de uma hora ― que foi mediado por Éric Visintainer, editor da plataforma Whow! ―, Thiago falou sobre o papel da criatividade na inovação, explicou os mitos e verdades que rodeiam esse tema e quais são as quebras de paradigmas necessárias para que haja a expansão da criação, além de ter oferecido dicas e exercícios práticos.

Confira abaixo os melhores momentos da conversa.

A natureza da criatividade

Considerando que a criatividade é uma força inerentemente humana, talvez você já tenha se perguntado de onde vêm essa habilidade, e porque nós criamos da forma como criamos.

O especialista explica que há algo na natureza que faz com que ela se transforme e evolua, logo, o ato de criar é intrínseco da vida. “Seres humanos herdaram o potencial de criar, e ele se divide em dois lugares: um “criar” voltado para a resolução de desafios, e um “criar” voltado para a expressão da autenticidade e emoções”. Desta forma, segundo Thiago, o verbo “criar” emite um movimento tanto estratégico e de sobrevivência quanto de comunicação.

O movimento de criação, por fim, seria o ato de tirar o desejo de criar ― seja para resolver conflitos ou se expressar ― do imaginário e o transformá-lo em ação, dando vida a uma ideia.

inovação Imagem ilustrativa (Pexels)

Como estimular a criatividade para inovar?

Apesar de nascermos criadores, nem todas as pessoas se tornam criativas com a mesma intensidade. O especialista comenta que ser criativo demanda um compromisso muito grande consigo mesmo, além da permissão pessoal de se explorar novas coisas e resolver desafios cada vez maiores.

Para trabalhar essa força interior, Thiago sugere que, além de estarmos cientes de que não é possível ser criativo e produtivo na mesma medida a todo instante, é preciso estimular a própria visão de mundo para provocar a mente.

E dá uma dica: “Brinque de desafiar os algoritmos das redes sociais que você participa, para forçá-lo a entregar coisas diferentes. Caso você esteja acostumado a assistir apenas comédias, por exemplo, assista a um drama. Ou se você conversa com pessoas muito semelhantes a você, se permita conversar com indivíduos de outras realidades.”

“Se você quer criar novas ideias, novos produtos e serviços, você precisa de novas referências e novas visões de como você interpreta essas referências”

Thiago Gringon, especialista em criatividade, inovação e neurociência

Para especialista, gestão da inovação é mito

É possível realizar a gestão da inovação e da criatividade? Thiago é categórico ao responder que, sim, é possível realizar a gestão da criatividade ― mas da inovação não.

Ele explica: “Gestão da criatividade é o controle desse núcleo que envolve imaginação, criação, e inovação. Ou seja, é feito o gerenciamento de como equipes transitam entre esse três. Já na gestão da inovação, ou você segue métricas e indicadores, ou você inova”.

Desta forma, para o especialista, entende-se que a inovação quebra moldes, ou seja, é contraditório entregar valores novos ao mesmo tempo que se utiliza uma metodologia pré-estabelecida. “Inovação é a percepção de valor do outro sobre o que você faz, e você não pode gerir e interferir no que o outro vai achar de você.”

Se você quer inovar, converse com uma criança

É preciso ter iniciativa para buscar novas coisas e ir a novos lugares. Quanto mais distante se busca, melhor

Ser aventureiro te faz criativo

Brainstorm é uma forma de desenvolver ideias inovadoras ― mas não necessariamente uma forma boa

Para a criatividade, pensar por conta própria ou pensar em grupo podem ser igualmente produtivos


Confira a Live na íntegra abaixo

https://www.instagram.com/tv/CC58ScDHVL9/


+NOTÍCIAS

Educação do futuro: por que o ensino superior precisa se reinventar
Gamificação para gerenciar e engajar os colaboradores no home office
Tecnologia e educação no mundo pós-pandemia
Os beginners, followers e o novo normal