Entenda o conceito e como funciona o marketing de afiliados
Eficiência

Entenda o conceito e como funciona o marketing de afiliados

Cada vez mais conhecido entre as pessoas que buscam autonomia financeira, esse método tem alcançado números surpreendentes a cada ano que passa.

POR Redação Whow! | 06/07/2021 09h09 Entenda o conceito e como funciona o marketing de afiliados

Você já imaginou produzir um conteúdo e ganhar dinheiro por um longo período com ele? Ou então trabalhar de qualquer lugar, sem ter chefes e ainda ganhar dinheiro apenas divulgando o trabalho dos outros? Então você precisa conhecer o marketing de afiliados! Cada vez mais conhecido entre as pessoas que buscam autonomia financeira, esse método tem alcançado números surpreendentes a cada ano que passa.

Quer saber um pouco mais sobre o conceito? Quais são seus benefícios? E como se inserir nesse mercado? Continue a leitura até o final e confira!

O que é marketing de afiliados?

Marketing de afiliados é um modo de trabalho que só a internet pode proporcionar. É uma estratégia que permite a qualquer pessoa ganhar dinheiro ao vender um certo produto de uma empresa em que não é colaborador fixo.

Basicamente, para atuar nesse mercado, você deve criar algo que outras pessoas possam revender, ou então ser o revendedor dos produtos dos outros. Dessa forma, o sistema funciona basicamente através de comissões.

Vamos imaginar que você dá aulas de inglês. Muito provavelmente você já tem alguns alunos e consegue um certo dinheiro né? Agora pense que você gravou suas aulas. Então, basta realizar o upload das gravações em alguma plataforma de marketing de afiliados e colocar um valor para acessar o seu curso. A partir de então, sempre que alguém quisesse ter acesso às suas aulas, teria que pagar uma taxa.

E o melhor disso tudo é que você nem precisa focar muito na divulgação do seu curso. Nesse tipo de marketing, os “afiliados” são justamente aqueles que irão fazer a propaganda do seu produto. Como contrapartida, eles recebem uma comissão por cada venda que fizerem.

Apesar de ter uma nova roupagem no mundo digital, essa prática já é muito conhecida nos comércios. Há anos, os “representantes” também tentam realizar uma venda para captar uma parte da receita para eles.

Benefícios em trabalhar com marketing de afiliados

Primeiramente, vale destacar que, ao contrário de criar a maioria dos negócios do zero, para se tornar um afiliado não é necessário grandes investimentos iniciais.

Ou seja, pode ser uma boa alternativa para as pessoas que desejam empreender no mercado digital, mas ainda não possuem tempo nem dinheiro para começar um negócio próprio.

Além disso, outro ponto positivo é que o empreendedor que iniciar nesse método de vendas não precisará desenvolver um produto. Isto por que o afiliado apenas divulga algo que já existe e, muitas vezes, já tem uma boa reputação no mercado. Por fim, outro benefício é que os afiliados não precisam gastar nada referente ao produto. Em outras palavras, está livre de impostos, taxas de envio e muito menos precisa comprar o que for vender. Portanto, a liberdade, baixo custo e praticidade são os principais pontos positivos desse método de vendas.

Principais tipos de divulgação do marketing de Afiliados

CPC – Custo por Clique

Nessa categoria, o afiliado realiza campanhas divulgando o produto, buscando alcançar o máximo de clientes para clicar no anúncio. Ou seja, nesse tipo de sistema, não é preciso realizar a venda efetivamente, uma vez que o que vale são os cliques na publicidade que o afiliado fez.

Dessa forma, é uma das alternativas mais simples que têm. O principal foco do afiliado é propagar o produto digital ao máximo, através de campanhas chamativas e que gerem grande números de cliques. Portanto, a efetivação da compra fica sob responsabilidade do produtor ou de uma equipe de vendas.

CPA – Custo por Ação

Aqui, a comissão é calculada quando a pessoa clica e também realiza alguma ação na página em que foi direcionada.

Dependendo do intuito do vendedor, a ação pode ser um cadastro, envio de uma mensagem e até a leitura de um artigo, por exemplo.

Portanto, diferente do CPC, essa categoria exige do afiliado a criação de uma página que chame a atenção do consumidor. Dessa forma, este conteúdo gera interesse o suficiente para que o consumidor realize alguma ação.

CPM – Custo por Mil Impressões

Essa categoria é a mais tradicional. As agências de publicidade e a mídia tradicional já utilizam o CPM há anos. Além disso, também é uma das principais formas de medir a efetividade de uma campanha na internet.

As impressões ocorrem quantificando o número de vezes que uma publicação impactou os usuários em um certo período. Ou seja, a cada mil vezes que a publicidade foi exibida para alguém, o afiliado recebe um determinado valor. Afiliados que já possuem uma grande quantidade de visualizações em suas páginas tendem a escolher esse método, recebendo comissões com maior frequência. 

CPV – Custo por Venda

É um dos modelos mais utilizados atualmente. O custo por venda é geralmente contabilizado através de links gerados especificamente para o afiliado. Com os links direcionados, a plataforma obtém controle sobre a venda, podendo assim gerar as comissões para o afiliado que realizou a venda. O programa de afiliados da Amazon é um ótimo exemplo para explicarmos essa categoria de vendas. No programa da Amazon, é possível receber uma taxa de comissão de até 15% no valor da venda.

CPL – Custo por Lead válido

Este último método é muito conhecido pela população em geral. As empresas os utilizam para recompensar os contatos que realmente são proveitosos para elas.

Sabe quando um site ou aplicativo pede para você indicar alguém, e somente quando a pessoa indicada se cadastrar, usar um serviço ou comprar algo na plataforma você ganha um prêmio? Pois então, é assim que funciona o modelo de Custo por Lead Válido.

Marketing de Afiliados vale a pena?

A resposta para essa pergunta é complexa. Se você possui produtos ou infoprodutos que podem ser vendidos para terceiros, a resposta é que você pode e deve apostar no Marketing de Afiliados. 

Já na questão de ser um afiliado de outra empresa, você precisa refletir se está disponível para arriscar em algo um pouco incerto. Pois assim como pode ser uma ótima alternativa, o marketing de conteúdo não garante muita segurança de renda.

Afinal, como a maioria dos outros trabalhos por comissão, nesse método, você só ganha se vender. Por isso, vale buscar formas inovadoras e criativas de chamar a atenção do seu público alvo. Dessa forma, você terá maiores chances de realizar mais vendas e assim, ganhar mais comissões pelo seu serviço.

Se você deseja saber outras formas de empreender, assine agora mesmo a nossa newsletter gratuitamente e fique por dentro de todos os conteúdos da Whow!