Empreendedorismo jovem está cada vez mais em alta - WHOW

Eficiência

Empreendedorismo jovem está cada vez mais em alta

Veja um panorama desse setor no Brasil, números de crescimento e como os jovens empreendedores estão movimentando o país

POR Redação Whow! | 15/07/2021 17h45

O perfil dos empreendedores do país está mudando: a vontade de abrir o próprio negócio está surgindo mais cedo.  Veja neste conteúdo um panorama sobre o empreendedorismo jovem, dados interessantes de crescimento dessa parcela da população e a importância desse movimento. 

Cenário do empreendedorismo jovem no Brasil

Sem medo de correr riscos, desejo de incrementar a renda, ser independente financeiramente ou realizar um sonho pessoal: os jovens estão empreendendo mais.  Segundo pesquisa do Sebrae, realizada ainda em 2019, 80% dos entrevistados até 24 anos já haviam pensado em abrir a própria empresa antes mesmo dos 18. Ou seja, boa parte das pessoas dessa faixa etária já possui o seu negócio.

É o que mostra uma pesquisa Monitor Global do Empreendedorismo – GEM, de 2019: 8 milhões, dos 23,9 milhões de jovens brasileiros, com faixa etária entre 18 e 24, já possuem o seu próprio negócio. Este é um dos maiores números da história do país. 

Afinal, os empreendedores jovens dobraram de 2009 até 2019. Contudo, empreender muito cedo tem seus desafios. 

Desafios do empreendedorismo jovem

Assim, se empreender no Brasil já não é tão fácil, imagine para um jovem, com pouca experiência e, muitas vezes, poucos recursos? Confira agora os principais desafios enfrentados por essa população empreendedora brasileira:

  • legislação tributária difícil e muita burocracia;
  • dificuldades na hora de conseguir crédito junto a bancos;
  • falta de incentivos governamentais;
  • pouco ou nenhum apoio familiar;
  • carência de conhecimentos sobre gestão e empreendedorismo;
  • pouca experiência com o mundo corporativo; 
  • rede de contatos pouco abrangente.

Vale ressaltar que boa parte desses desafios também são enfrentados por outros empreendedores, independente da idade ou do tamanho da empresa. Contudo, mesmo com tudo isso e em plena pandemia, o número de empreendedores jovens deu um verdadeiro salto no país. 

Crescimento do empreendedorismo jovem na pandemia

Entretanto, mesmo em uma situação de pandemia, o número de jovens empreendedores cresceu no país 15% em 2020. Dá para acreditar? É o que mostra o estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA. Além disso, conforme o levantamento, os trabalhadores que mais perderam seus empregos foram os com idade entre 18 e 24 anos.

Logo, a necessidade de se manter trabalhando foi um dos principais motivos que levou tantos jovens a abrirem seus próprios negócios na pandemia. 

Empreendendo desde cedo: 3 cases de sucesso

Nesse contexto, conheça agora algumas cases de sucesso de jovens empreendedores que montaram o próprio negócio antes dos 25 anos.

Leandro Vianna: de jogador de futebol a dono de uma esfiharia

Leandro Vianna, morador da zona norte do Rio de Janeiro, tinha apenas 23 anos quando decidiu que não queria mais ser jogador de futebol. Em 2017, abriu seu primeiro negócio em sociedade com o amigo, Pablo Vinícius: a esfiharia dos jovens hoje conta com mais de dois mil seguidores nas redes sociais.

O ex-jogador de futebol conta que escolheu o empreendedorismo para alcançar o que queria, mas que as lições que aprendeu com o esporte o acompanham até hoje. 

Anna Luísa e o tratamento de água de cisterna com a luz solar

Anna Luísa tem apenas 22 anos e desenvolveu uma tecnologia capaz de tratar a água das cisternas com luz solar. Ela é fundadora da startup Safe Drinking Water For All – SDW, que se trata de um negócio de impacto social a fim de desenvolver tecnologias hídricas e de saneamento para melhorar a qualidade de vida de populações vulneráveis. 

Em síntese, a jovem já recebeu diversos prêmios pela sua atuação como “Mude o Mundo como uma Menina 2019”, o prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade e também o Jovens Campeões da Terra, da ONU. 

Gabriel e o Doces do Gab

Gabriel, que mora em Teresina, no estado do Piauí, tinha apenas 13 anos quando teve a ideia de vender os brownies que a sua mãe fazia para o lanche.

Dessa forma, ele conta que teve ideia por dois motivos. O primeiro foi o fato de ser um doce difícil de ser encontrado na cidade, e o segundo foi os elogios de seus amigos e outras pessoas ao brownie produzido pela mãe.  Então, o start foi dado quando, certo dia, um de seus amigos perguntou se a mãe de Gabriel vendia o doce. Ela então montou o negócio e, seis meses depois, a empresa cresceu bastante.

Hoje, o Doce do Gab conta com quase 15 mil seguidores nas redes sociais e está presente em vários aplicativos de delivery da cidade. Além disso, a empresa é a maior distribuidora de brownie do estado, vendendo também para o Maranhão, estado vizinho. 

Entenda a importância do empreendedorismo jovem

O empreendedorismo jovem já é comum no mundo inteiro. Vale ressaltar que empreender não se refere apenas ao fato de criar uma empresa. É possível ter o pensamento empreendedor estando dentro de uma outra organização.  Afinal, o empreendedorismo se refere à criação de estratégias para realização de um plano de ação e isso pode ser aplicado não somente para a criação de um novo negócio. 

Assim, não são poucos os estudantes de graduação que buscam empreender ainda quando estão na faculdade. Seja estagiando, participando de uma empresa júnior ou de outros processos da instituição: a busca é por aprender, mas também por criar um negócio lucrativo, que se estenda além dos limites da faculdade ou universidade. 

O empreendedorismo jovem estimula a inovação e as ideias sustentáveis, tendo em vista que preocupação maior no que diz respeito aos seus valores e propósitos. 

Conclusão

Acima de tudo, os números do empreendedorismo jovem são animadores e cada vez mais surgem ideias inovadoras partindo de pessoas cada vez mais jovens. Porém, o caminho para uma sociedade que estimule essa faixa etária a empreender, bem como ofereça as condições para tal, ainda parece estar um pouco distante. Gostou do conteúdo? Se sim, não deixe de assinar gratuitamente a nossa newsletter! Assim, todos os dias, você receberá artigos interessantes como este sobre o mercado, empreendedorismo, gestão e tecnologia!