Empreendedorismo digital: por que se tornou tão importante - WHOW
Vendas

Empreendedorismo digital: por que se tornou tão importante

Presença digital tem se tornado cada vez mais obrigatória em muitos setores

POR Marcelo Almeida | 30/10/2021 09h18 Empreendedorismo digital: por que se tornou tão importante

O empreendedorismo digital é basicamente o ato de empreender na internet, seja se tornando um criador de conteúdo, como os chamados influencers, seja criando um negócio que tem a internet como o principal foco, como as lojas virtuais, que cada vez mais expandem suas vendas. Além disso, é importante observar que não há a necessidade de operar apenas na internet para ser um empreendedor digital.

Grandes empresas físicas têm feito a movimentação de criar um site para seus produtos até como forma de sobrevivência, uma vez que as lojas virtuais têm uma parcela cada vez maior do mercado e as empresas tradicionais não podem se dar ao luxo de não ter uma presença digital importante.

É o que podemos ver no caso de grandes empresas como Americanas, Ponto Frio, Fast Shop, dentre muitas outras, que já tinham diversas lojas físicas e aos poucos foram se tornando players relevantes também no mundo digital.

Outras empresas, como Submarino, já nasceram como um empreendimento digital, usando um modelo baseado na economia de não ter que pagar por alocações, vendedores, e os demais custos que as lojas físicas acabam por impor.

Necessidade vital?

Hoje em dia, alguns setores têm um nível tão alto de concorrência e de empresas com grande presença digital que você só terá alguma chance se dispor de uma enorme quantidade de capital e de know-how no setor para concorrer com as empresas dominantes.

Em muitos segmentos, como de informática (obviamente), financeiro (cada vez mais) e mesmo de vendas, não ter um plano de negócios com uma forte presença digital, sem considerar isso como um de seus principais focos, é uma receita para o fracasso.

Isso porque quanto mais há disrupção em determinados segmentos do mercado, ou seja, quanto mais há mudanças de paradigmas e o surgimento de novos modelos de negócios, maior se torna a necessidade de jogar pelas novas regras e não se ater ao passado.

Exemplo do setor financeiro

No caso de empresas do setor financeiro e de bancos em geral, você até poderia tentar empreender atualmente com um plano de negócios tradicional, com o intuito de obter crédito facilitado em um modelo de cooperativa para um determinado público segmentado.

Agora, se você quer realmente se destacar no setor e crescer rápido, o ideal é que você agregue algo a mais ao negócio, como fizeram empresas como Nubank e C6Bank, que têm um modelo de banco totalmente digital com pouca ou nenhuma tarifa e que tem se destacado no segmento atraindo um contingente de pessoas frustradas com as burocracias existentes nos bancos tradicionais ou por não terem sido bem atendidas.