Conheça o ecossistema de inovação do Paraná - WHOW
Eficiência

Conheça o ecossistema de inovação do Paraná

Das 1.704 empresas ativas no Sul do Brasil, 35% estão no estado paranense, que reúne 7 comunidades do ecossistema

POR Adriana Fonseca | 04/11/2019 14h25 Conheça o ecossistema de inovação do Paraná

Quem são as startups da região Sul do Brasil? Em que áreas atuam? Para responder a essas perguntas, a Associação Brasileira de Startups (ABStartups) divulgou o relatório Mapeamento de Comunidades Região Sul 2019, um material que dá continuidade a um programa que visa dar mais visibilidade e conexão para as comunidades de startups de todo país.

Das 1.704 startups ativas no Sul do Brasil, 35% estão no Paraná. O Rio Grande do Sul concentra um pouco mais, (38%), seguido por Santa Catarina (27%).

O mapeamento levantou 20 comunidades de startups nos três estados da Região Sul, sendo 7 delas no Paraná. Confira:

sinhao

Foto:Cido Marques/FCC

A comunidade foi criada para promover as cidades inteligentes da região, fomentando o desenvolvimento tecnológico e econômico com foco em inovação. Vem ampliando suas atividades por meio de ações como o Paiol Digital, que busca a promoção de network para as iniciativas locais. A cidade também é sede de grandes eventos voltados a inovação e empreendedorismo, como o Startup Weekend Women Curitiba, que ocorreu nos anos de 2018 e 2019, a Jornada Digital e a Smart City Expo Curitiba. Este último contou com a participação de 6.790 profissionais e especialistas representando 80 cidades brasileiras. Entre as áreas de atuação, ganha destaque o segmento das Edtechs, que corresponde a 14,2%.

RAIO-X: 283 startups ativas

redfoot

É uma das 11 cidades que compõem a comunidade Reedfoot que atua no Norte do Paraná. Com mais de 400 mil habitantes, a cidade se destaca pela qualidade de vida e infraestrutura, características presentes em várias cidades que compõem esse mapeamento. A cidade é a terceira maior do Paraná e a quinta maior da Região Sul do Brasil, com sua economia fundamentada na agricultura, pecuária, atividade comercial e nos setores agroindustrial, de confecções, educação e saúde.

RAIO-X: 34 startups ativas

londrina

Assim como Maringá, Londrina faz parte da Comunidade Reedfoot, que reúne as startups do Norte do Paraná. Apesar de a comunidade abarcar várias comunidades, como é o caso Comunidade RS ou StartupSC, as cidades aqui são tratadas individualmente pelas suas características locais. Antigamente conhecida como a cidade do café, Londrina agora tem a indústria e o serviço como principais atividades econômicas e, desde 2011, acredita não só nas startups, mas na expansão de toda área de tecnologia com apoio do governo, que traz as iniciativas ISS tecnológico e Sala do Empreendedor. A cidade está entre as sete maiores comunidades da região Sul de acordo com o número de startups ativas mapeadas. Vem produzindo e acumulando startups ativas desde 2006, com 46% delas focadas no B2B2C e 15% para o mercado de agritechs. Hoje, existem 17 universidades na região e nove delas estão engajadas com a comunidade de startups. Além das universidades, a Reedfoot Londrina conta com duas incubadoras e três parques tecnológicos.

RAIO-X: 51 startups ativas

campos

A comunidade surgiu em 2018 com o objetivo de fomentar o ecossistema regional e movimentar pessoas em torno da tecnologia. A cidade hoje é conhecida pelo seu parque industrial bem desenvolvido e iniciativas agrícolas intensas. Com 21 startups ativas mapeadas, o Campos Valley está entre as 15 maiores comunidades da região Sul. Hoje, dessas startups, 25% estão no setor de agronegócios, seguindo a tendência da região. Para criar esse movimento, a comunidade investe em eventos que estimulem o setor, como a Agrosolutions, promovido pela Unopar. Das seis universidades com programas voltados ao empreendedorismo, a UTFPR e a Unicentro têm incubadoras tecnológicas funcionando.

RAIO-X: 21 startups ativas

desbra

Na fronteira com Argentina e Paraguai e cercada pela Usina Hidrelétrica e as Cataratas nasceu a comunidade Desbravalley, de Foz do Iguaçu. A cidade de 258 mil habitantes se destaca pela geração de energia e o turismo. Hoje, no Paraná, a cidade fica em 4° lugar na geração de empregos. Sua localização geográfica possibilitou que a comunidade desenvolvesse iniciativas como o Startup Weekend trinacional, realizado em Foz do Iguaçu em 2016. Sua proximidade com as cidades vizinhas Cascavel e Medianeiras também tem uma influência positiva na comunidade, que ainda não tem uma produção constante de eventos da comunidade. Por ser uma cidade altamente turística, Foz do Iguaçu também é onde acontece o Hackatour das Cataratas, focado no mercado de viagens com apoio da UniAmérica e realização do SEBRAE e StartupPR.

RAIO-X: 9 startups ativas

sudo

O Sudoeste Paranaense, representado pelas cidades de Pato Branco, Francisco Beltrão e Dois Vizinhos, é a casa das startups da comunidade Sudo Valley, que busca desenvolver o ecossistema de startups da região promovendo ações de fortalecimento. Juntas, as três cidades têm 26 startups ativas mapeadas. Na cidade, o modelo de negócio que se destaca é o Saas, correspondendo a 66,7% das iniciativas. O Sudo Valley vem movimentando o sudoeste paranaense com uma série de eventos, como o Meetup Pato Branco, que ocorreu na primeira semana de setembro, e o Meetup Dois Vizinhos, no final de agosto, promovendo negócios e network entre os atores do ecossistema da região.

RAIO-X: 26 startups ativas

iguassy

Cascavel, cidade da região oeste do Paraná, pertence à comunidade Iguassu Valley, que busca fomentar o ecossistema de inovação da região assim como realizar a sua governança. A comunidade vem se expandindo e foi lançado no mês de agosto o Iguassu Valley Toledo, para promover a articulação entre os atores do ecossistema na cidade e na região via encontros e eventos. Tem sua economia centrada na produção agropecuária e por isso muitas iniciativas surgem voltadas para esse segmento. A comunidade do Iguassu Valley vem se desenvolvendo e gerando parcerias importantes entre os eixos de talento e mercado, como a existente entre a Unimed e a Unioeste, que surgiu do Hackathon Unimed Cascavel/Sebrae 2019, para desenvolver iniciativas HealthTech.


bannerecossistema


+ INOVAÇÃO

Veja todos os ecossistemas de inovação no Brasil
Conheça o ecossistema de inovação do Espírito Santo

Conheça o ecossistema de inovação de Minas Gerais
Bradesco e Porto Digital, no Recife, criam ecossistema de quase 600 startups