Como se Diferenciar no mercado? O Case da “De Cabrón” - WHOW

Consumo

Como se Diferenciar no mercado? O Case da “De Cabrón”

Diferencial de mercado: neste conteúdo, veja como encontrar a vantagem competitiva da sua empresa e o que podemos aprender com case da De cabrón

POR Redação Whow! | 09/06/2021 15h24

O diferencial de mercado é o que faz os seus consumidores sentirem a necessidade de comprar apenas da sua marca. Eles podem até pechinchar (afinal, cliente é cliente!), mas nunca questionarão o seu o preço: afinal, eles estão de olho mesmo é nos benefícios e no valor que sua marca agrega. Em resumo, isso faz parte do marketing de experiência, que representa o conjunto de estratégias as quais colocam o consumidor no centro de toda operação. 

Neste conteúdo, entenda o que é diferencial competitivo e como encontrar o da sua empresa.   Conheça o case da De Cabrón e veja como aplicar o marketing de experiência ao seu negócio.  Boa leitura!

O que é diferencial de mercado?

Em síntese, são os benefícios e as características positivas que diferenciam a sua empresa da concorrência. Elas são responsáveis tanto pela conquista de novos clientes quanto pela manutenção do relacionamento com seus consumidores fiéisAo conhecer o diferencial competitivo, uma empresa pode aprimorá-lo, tornando-se cada vez mais forte no mercado. O faturamento também responde a este movimento.

Como encontrar o diferencial competitivo da sua empresa?

O que diferencia a sua empresa da concorrência? Você saberia responder a essa pergunta com embasamento em dados ou somente pelo que acha?

Para descobrir qual é o diferencial competitivo da sua empresa é necessário conhecer bem três vertentes: o mercado, os clientes e como funciona a sua operação.

Muitas vezes, principalmente para os pequenos empresários, um diferencial competitivo está relacionado à qualidade do produto ou serviço. Embora esses fatores também sejam bastante relevantes, é importante compreender que a experiência que o consumidor tem com a sua empresa é um dos fatores mais determinantes para a relação de retenção e fidelização de clientes nos dias atuais. 

Empresas de sucesso nos dias de hoje são cada vez mais centradas nos consumidores, tornando as jornadas dos consumidores o mais otimizada o possível, em todos os aspectos (facilidade de navegação, de procura de produtos, de facilidade de compras, de atendimento, de compras, de pós-venda, de logística).  Todos os pontos da operação da empresa são pensados com  o cliente em mente.    

Acima de tudo, das redes sociais ao atendimento: todos devem falar a mesma língua e proporcionar a mesma experiência de qualidade e marcante. Nesse sentido, algumas empresas saem na frente, por colocarem os seus clientes no centro, com empatia, buscando o mesmo propósito: fazer com ele se sinta único e tenha uma experiência inesquecível com sua marca.

Nesse contexto, a De Cabrón soube fazer isso muito bem.

Case De Cabrón e a diferenciação

Uma empresa do interior de São Paulo que vende mais de 30 mil unidades de molho de pimenta: esse é o número médio de vendas da De Cabrón, uma loja de molho e temperos gourmet. A ideia nasceu após uma viagem dos fundadores ao Chile. Lá, eles apreciaram uma boa comida chilena, com o sabor forte da pimenta.  Assim, daí veio a pergunta: será que no Brasil uma proposta como essa faria sentido? A resposta foi sim.

Entretanto, como ganhar o Brasil com essa ideia?  Eles perceberam, desde o início, que não bastava apenas ter um bom produto. Era preciso focar no visual, na experiência e na proposta, de modo a tornar os produtos da loja desejáveis.

Nesse contexto, investiram bastante no apelo visual. O objetivo foi dialogar com o consumidor de uma forma divertida e próxima.  Em resumo, o De Cabrón segue crescendo e cada vez mais reconhecido. A empresa ficou  entre os três finalistas do II Prêmio PME do Estadão na Categoria Inovadores, tem produto que leva o nome do chefe de cozinha Fogaça e, no último Natal, a grife Sérgio K comercializou o kit “Papai Noel Morreu” por R$ 140,00. Dá para acreditar?

Assim, com mais de 30 pessoas na operação,  o De Cabrón fica em Santa Cruz do Rio Pardo e sempre teve atenção à experiência do cliente.

Experiências diferentes e o cliente no centro

Um bom produto não é suficiente para encantar um cliente.   Então, os sócios da De Cabrón entenderam isso muito cedo. Dessa forma, a marca investe em um forte apelo estético, com o objetivo de cativar os clientes. Suas embalagens, por exemplo, são inspiradas na cultura mexicana, famosa pelo gosto mais apimentado e forte. No geral, a identidade visual da empresa é leve e divertida. 

Leo Spigarol, um dos fundadores da marca conta que essa estratégia é o diferencial seu posicionamento “Fomos os pioneiros no conceito de molho de pimenta com lifestyle”, afirma o sócio. Eles continuam apostando forte não somente na qualidade do produto, mas também na qualidade da experiência que é oferecida ao cliente. 

Como aplicar marketing de experiência em um pequeno negócio?

Em suma, o marketing de experiência representa o conjunto de estratégias que possuem o objetivo de conquistar e fidelizar clientes através da criação de estímulos emocionais, despertando emoções e sentimentos positivos.

Em síntese, vale ressaltar também que o marketing de experiência gera identificação. A aplicação em pequenos negócios segue o mesmo princípio das grandes empresas: foco exclusivo no cliente. Reunimos algumas dicas que ajudarão quem deseja aplicar o marketing de experiência em uma pequena empresa:

1- antes de buscar conquistar novos clientes, comece cativando os que você já têm;

2- realize um benchmarking, ou seja, uma análise dos concorrentes com o objetivo de extrair ideias positivas, para aplicá-las em seu negócio. Entretanto, sem perder originalidade;

3- seja criativo, ousado e diferente;

4- ouça seus clientes: eles podem ter os melhores insights para ideias;

5- vá ao encontro do seu cliente onde ninguém foi ainda: saia do lugar comum do ponto de vendas;

6- coloque-se no lugar dos seus consumidores e faça uma análise de ponta a ponta do seu processo de vendas: onde é preciso melhorar?

Portanto, o marketing de experiência pede um olhar para dentro do negócio e para o cliente, sem perder a autenticidade e sempre buscando oferecer o melhor, considerando todas as condições que você tem disponível hoje.

Você já fez uma avaliação de como sua empresa pode se tornar 100% voltada ao cliente?  Gostou do conteúdo? Para receber mais artigos como este e conhecer mais cases de empresas de sucesso, assine a nossa newsletter gratuitamente!